Imagem da matéria: Elon Musk tira sarro dos NFTs — e os fãs de Bitcoin adoram
Elon Musk em “A experiência de Joe Rogan” (Foto: Reprodução)

Com a empolgação em torno dos tokens não fungíveis (NFTs) em baixa desde o ano passado, não é difícil encontrar críticas proeminentes aos tokens de blockchain que representam a propriedade de itens únicos, como obras de arte. Agora, Elon Musk se juntou às críticas — e os fãs do Bitcoin estão entusiasmados com isso.

Durante sua última participação no popular podcast “Joe Rogan Experience”, Elon Musk, proprietário do X (antigo Twitter) e CEO da Tesla e da SpaceX, criticou a ideia de que muitos NFTs não estão totalmente armazenados na blockchain. Em vez disso, alguns apontam para obras de arte hospedadas em um servidor externo, o que potencialmente as coloca em risco.

Publicidade

“O engraçado é que o NFT nem sequer está na blockchain – é apenas um URL para o JPEG”, disse Musk. “Pelo menos você deveria codificar o JPEG na blockchain. Se a empresa que hospeda a imagem sair do mercado, você não terá mais a imagem.”

Musk não está errado em apontar isso como um ponto de dor significativo em relação aos NFTs. Isso foi uma crítica comum nos primeiros dias do boom dos NFTs, quando avatares como Bored Ape e CryptoPunks estavam sendo vendidos por valores de sete dígitos em 2021 – especialmente quando Mike “Beeple” Winkelmann vendeu uma arte digital tokenizada por US$ 69 milhões em um leilão da Christie’s em março de 2021.

Leia também: Criptoarte vira febre e artista vende imagem por US$ 69,3 milhões

Vimos um exemplo proeminente disso no final do ano passado, quando a exchange de criptomoedas FTX entrou em colapso. A FTX havia lançado sua própria plataforma de NFT e trabalhado com marcas como os festivais de música Coachella e Tomorrowland para lançar colecionáveis de NFT, mas muitos deles pararam de funcionar corretamente quando os servidores da FTX saíram do ar.

Separadamente, existem plataformas de armazenamento descentralizado que permitem aos proprietários de NFTs “fazer backup” de suas obras de arte em caso de catástrofe.

Publicidade

Elon Musk está certo?

No entanto, a afirmação de Musk não é verdadeira em todos os casos. Alguns projetos no Ethereum — a principal rede blockchain para NFTs — armazenam suas obras de arte na blockchain, incluindo projetos pixelizados como CryptoPunks e Moonbirds. E a plataforma de arte generativa Art Blocks, por exemplo, coloca os algoritmos de seus artistas na blockchain para que as obras resultantes possam ser replicadas a partir da saída.

A declaração de Musk também alimenta uma concepção equivocada popular em relação aos NFTs. O NFT, ou token não fungível, não é a própria obra de arte ou o item conectado.

Em vez disso, um NFT age como um recibo ou uma prova de propriedade que está conectado a algo, seja uma obra de arte digital, um item de jogo interativo ou até mesmo um relógio de pulso físico. Em alguns casos, a obra de arte também está em uma rede blockchain descentralizada, sendo, portanto, imutável e resistente à censura. Em outros casos, a obra de arte não está na blockchain – ou o NFT representa a propriedade de um item do mundo real.

* Traduzido e editado com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Toncoin (TON) valoriza  40% na semana e ameaça ultrapassar Dogecoin

Toncoin (TON) valoriza 40% na semana e ameaça ultrapassar Dogecoin

Uma possível IPO do Telegram contribuiu para o recente aumento no preço do TON, fortalecendo sua posição entre os maiores tokens do mercado
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin sobe 4% e Ethereum salta 7% puxados por ETFs em Hong Kong e alívio de tensões no Oriente Médio

Manhã Cripto: Bitcoin sobe 4% e Ethereum salta 7% puxados por ETFs em Hong Kong e alívio de tensões no Oriente Médio

Após forte queda no fim de semana, Bitcoin e Ethereum voltam a ganhar força com notícias de que Hong Kong aprovou ETFs das criptomoedas
Imagem da matéria: Banco do Brasil e BTG estão entre os maiores detentores do ETF de Bitcoin da BlackRock

Banco do Brasil e BTG estão entre os maiores detentores do ETF de Bitcoin da BlackRock

Segundo Eric Balchunas, da Bloomberg, as 30 instituições são responsáveis por apenas 0,2% de tudo que o ETF da BlackRock tem
Imagem da matéria: Festa secreta em São Paulo agita a agenda do halving do Bitcoin

Festa secreta em São Paulo agita a agenda do halving do Bitcoin

O evento acontece no sábado (20) em São Paulo; veja como participar