Kanye West
Shutterstock

O bilionário Elon Musk, dono da Tesla, SpaceX e agora também do Twitter, suspendeu nesta sexta-feira (02) a conta do rapper americano Kanye West no microblog após o artista ter publicado uma imagem considerada ofensiva e que viola as regras da plataforma.

Segundo informações do site Watcher.Guru, que cobre eventos do mercado cripto, a ação de Musk ocorreu após vários alertas de usuários que se depararam com o tweet com referência ao nazismo.

Publicidade

“Eu tentei o meu melhor. Apesar disso, ele violou novamente nossa regra contra a incitação à violência. A conta será suspensa”, escreveu Musk pela manhã, antes do bloqueio definitivo de West.

O Watcher.Guru compartilhou a imagem publicada por West, que sugere uma combinação de uma suástica com a estrela de David, que é símbolo do Judaísmo.

West, que tinha 32,2 milhões de seguidores no Twitter, tinha voltado recentemente à rede social depois de outro bloqueio, que ocorreu em outubro passado. Conforme explica uma publicação da CNN, o rapper foi banido por causa de um tuíte antissemita (termo que se refere àquele que se opõe a judeus).

VOCÊ PODE GOSTAR
Tigran Gambaryan, chefe de compliance da Binance, posa para foto

Executivo da Binance é transferido para prisão subterrânea na Nigéria 

A Justiça transferiu Tigran Gambaryan para presídio após fuga de seu colega da Binance que também estava detido na Nigéria
moeda de bitcoin e ethereum com gráfico ao fundo

Manhã Cripto: Bitcoin (BTC) supera US$ 72 mil com halving cada vez mais próximo; ETH dispara 6%

É a primeira vez que o Bitcoin bate a marca de US$ 72 mil desde meados de março
Imagem da matéria: Festa secreta em São Paulo agita a agenda do halving do Bitcoin

Festa secreta em São Paulo agita a agenda do halving do Bitcoin

O evento acontece no sábado (20) em São Paulo; veja como participar
Imagem da matéria: Adolescentes são presos por extorquir investidor de criptomoedas em hotel de luxo

Adolescentes são presos por extorquir investidor de criptomoedas em hotel de luxo

O hotel Harbour Grand Kowloon, em Hong Kong, era frequentemente utilizado para a negociação informal de criptomoedas