Imagem por detrás de uma pessoa algemada
Shutterstock

O cofundador do projeto Terra, Daniel Shin, compareceu a um tribunal na Coreia do Sul nesta sexta-feira (2) para iniciar uma audiência que irá decidir se ele deve ser preso por supostamente extrair lucros ilegais antes do ecossistema dono das criptomoedas LUNA e UST, cujo derretimento provocou um desastre no mercado global de ativos digitais.

Segundo o Korea Times, Shin é acusado de vender uma reserva de US$ 105 milhões de tokens LUNA da Terra ao preço de pico da criptomoeda; os tokens foram pré-emitidos sem que os investidores regulares fossem informados do fato. O tribunal decidirá se aprova a prisão de Shin provavelmente no sábado, com os promotores argumentando que a criptomoeda LUNA constitui um título de investimento financeiro.

Publicidade

Shin alega que mais de 70% de suas participações na LUNA foram vendidas antes do aumento dos preços, e que ele ainda detinha uma quantia significativa no momento da queda da criptomoeda.

Junto com Shin, sete outros investidores iniciais e engenheiros da Terraform Labs também foram apontados no mandado. De acordo com a agência de notícias local JTBC, um dos acusados trabalhou para a Kernel Labs, uma empresa criada por antigos desenvolvedores da Terra.

Onde está Do Kwon?

As autoridades sul-coreanas emitiram um mandado para o CEO e outro cofundador da Terraform Labs, Do Kwon, em setembro, com Kwon alegando que ele “não está fugindo”, apesar de ser objeto de um Alerta Vermelho da Interpol. Em outubro, seu passaporte foi revogado pelas autoridades sul-coreanas.

Os problemas legais de Kwon continuaram a aumentar, com uma ação coletiva de US$ 57 milhões levantada contra o cofundador da Terra no final de outubro.

Publicidade

O ecossistema Terra implodiu em maio de 2022, eliminando cerca de US$ 40 bilhões em fundos de investidores em questão de semanas. Esse colapso gerou uma onda negativa no mercado cripto, com o preço do Bitcoin e outras criptomoedas caindo, gerando também a falência de empresas cripto, incluindo a Celsius, a Voyager e a BlockFi, além da empresa de fundos hedge Three Arrows Capital.

Empresas de análise de blockchain, incluindo a Nansen e a Glassnode também relataram que o colapso da Terra levou à queda da FTX, à medida que o contágio cripto se espalhou por toda a indústria.

*Traduzido por Gustavo Martins com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Tigran Gambaryan, chefe de compliance da Binance, posa para foto

Executivo da Binance é transferido para prisão subterrânea na Nigéria 

A Justiça transferiu Tigran Gambaryan para presídio após fuga de seu colega da Binance que também estava detido na Nigéria
silhueta de homem com celular e logo da coinbase no fundo

Coinbase entra com recurso contra decisão em caso contra a SEC

Ao interpor o recurso, a Coinbase alega motivos substanciais para divergências de opinião, segundo disse o site The Block citando uma pessoa familiarizada com o caso
simbolo do dólar emergindo de placa de computador

Mercado Bitcoin lista duas novas stablecoins da startup Aryze

Ambas as moedas, devido à paridade com o dólar americano e à libra esterlina, representam estabilidade e diversificação na carteira dos investidores
Imagem da matéria: PUPS sobe 81% em meio à briga por título de "primeira memecoin" do Bitcoin

PUPS sobe 81% em meio à briga por título de “primeira memecoin” do Bitcoin

A memecoin PUPS se vendeu como a primeira memecoin baseada na rede do Bitcoin, mas nem todos concordam