Egito decide limitar saques em bancos e caixas eletrônicos em R$ 3 mil

Corrida aos bancos causada pela crise do coronavírus provocou retiradas em massa nas últimas semanas

Egito decide limitar saques em bancos e caixas eletrônicos a R$ 3 mil
Governo do país disse que quer controlar a inflação (Foto: Shutterstock)


Para controlar a inflação durante a disseminação do coronavírus, o Banco Central do Egito estabeleceu temporariamente um limite de saques e depósitos diários de £ 10 mil libras egípcias (o equivalente a cerca de R$ 3.200) nas agências de todo o país.

Segundo agência de notícias Reuters, a medida deu-se após o órgão notar que a população sacou o equivalente a R$ 10 bilhões em libras egípcias nas últimas três semanas, provavelmente por conta da crise gerada pelo Covid-19.

“Descobrimos que os cidadãos estão retirando dinheiro dos bancos, embora não precisem. Queremos um pouco de disciplina. Vivemos em uma sociedade e temos que pensar nos outros”, disse à agência o presidente do conselho do banco, Tarek Amer.

Empresas no Egito e caixas eletrônicos

De acordo com a Reuters, a medida não vale para as empresas que precisam sacar dinheiro para pagar salários de funcionários.

Também foi criado um limite que equivale a cerca de R$ 1.500 (£ 5.000) para saques via caixas eletrônicos.

Além disso, o banco central egípcio também pediu para a população dar preferências às transferências eletrônicas em vez do dinheiro físico.

Para isso, o órgão instruiu os bancos a não cobrarem taxas de transferências e de pagamentos.



Coronavírus no Egito

De acordo com a Reuters, o Egito registrou 33 novos casos de coronavírus e quatro mortes no último domingo. No país são 609 ocorrências confirmadas e 40 vítimas fatais.

O país ordenou que as mesquitas fechassem suas portas aos fiéis por duas semanas a partir do último dia 21 —o Islamismo é a principal religião praticada no Egito. No entanto, segundo o Ministério das Doações Islâmicas (Ministry of Awqaf), esse prazo pode se estender indefinidamente.

Coronavírus no Brasil

No Brasil, na manhã da terça-feira (31) eram contabilizados 4.683 casos confirmados do novo coronavírus, a partir de dados repassados pelas secretarias estaduais de Saúde.

Segundo atualização do G1, no país já são 167 mortos pela Covid-19. São Paulo é o Estado com o maior número (113) de vítimas fatais, seguido pelo Rio de Janeiro (18).


BitcoinTrade: Depósitos aprovados em minutos!

Cadastre-se agora! Eleita a melhor corretora do Brasil. Segurança, Liquidez e Agilidade. Não perca mais tempo, complete seu cadastro em menos de 5 minutos! Acesse: