Mão operando um hologrma
(Foto: Shutterstock)

O Mercado Bitcoin (MB) lançou nesta segunda-feira (13), o quarto episódio do podcast Economia Tokenizada: “O Cenário Global e o Futuro da Tokenização”. Nele, os especialistas conversam sobre como os investimentos tradicionais devem ser impactados pela tokenização.

Além disso, ajudam o público a entender termos como DeFis e stablecoins de forma didática e explicam o RWA como ponte entre o mercado tradicional e o digital, além da nova compreensão de posse e propriedade dentro do universo digital.

Publicidade

Bernardo Quintão, da Backed Finance, uma tokenizadora suíça, explica quais são os diferentes tipos de tokenização e apresenta aqueles em que mais enxerga potencial de usabilidade, rentabilidade e eficiência ao investidor. Também destaca o Brasil como um dos países que mais está evoluindo em relação à tecnologia blockchain e, por consequência, integrando à globalização do sistema financeiro. “Singapura, Suíça, a Europa como um todo, Hong Kong, são alguns dos países que também estão caminhando nesta tecnologia”.

Tendo em vista que o RWA (do inglês, Real World Assets) se reflete como todo processo de digitalizar algum ativo real por meio do sistema blockchain, os especialistas Henrique Pocai, diretor Comercial do MB, Fabrício Tota, diretor de Novos Negócios do MB, e Bernardo Quintão, Head LATAM na Backed Finance, também analisam como a tecnologia blockchain pode gerar mais eficiência para os negócios.

Durante o bate-papo, os convidados concordam que o universo cripto está recriando ferramentas e utilidades que já existem no mundo financeiro tradicional e discutem sobre como tudo isso contribui para a expansão de negócios. Eles citam, inclusive, o estudo da Boston Consulting Group (BCG), que garante que o mercado de tokenização de ativos poderá representar US$ 16 trilhões até 2030 ou 10% do atual PIB global.

Fabrício Tota explica que a tecnologia vence quando o consumidor não percebe que ela existe: “Quando a gente pensa o uso do WhatsApp, por exemplo, é uma comunicação criptografada de ponta a ponta. Ninguém te ofereceu esse serviço, porém, você e sua família utilizam – seja por texto, áudio ou imagem. Eu penso que isso também vai acontecer com a tokenização. A usabilidade será tão boa e teremos tantos benefícios, que pouco importa se é tokenizado ou não. Vai simplesmente funcionar”.

Publicidade

O podcast é disponibilizado quinzenalmente no canal do MB do YouTube e no Spotify. Para conferir o 4º episódio já disponível, clique aqui.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Governo proíbe uso de  criptomoedas em apostas esportivas

Governo proíbe uso de criptomoedas em apostas esportivas

Secretaria de Prêmios e Apostas vetou o uso de criptomoedas para apostas e pagamentos
Imagem da matéria: El Salvador já minerou R$ 154 milhões em Bitcoin usando energia de vulcão

El Salvador já minerou R$ 154 milhões em Bitcoin usando energia de vulcão

A mineração de Bitcoin é feita com energia do vulcão Tecapa, usando 300 processadores voltados para essa atividade
pilhas de moedas douradas à frente da bandeira da Colômbia

Maior banco da Colômbia lança corretora de criptomoedas

A plataforma Wenia visa atrair pelo menos 60.000 clientes em seu primeiro ano de operação
Imagem da matéria: Minerador sortudo de Bitcoin resolve bloco sozinho e fatura R$ 1 milhão

Minerador sortudo de Bitcoin resolve bloco sozinho e fatura R$ 1 milhão

Minerador solo completou o bloco 843.231 do Bitcoin usando software da CKpool