Imagem da matéria: É Importante Tentar Usar Criptomoedas, Diz BC do Japão

No dia 30 de março, o chefe da Divisão de Informações sobre Serviços Financeiros do Banco do Japão, Masashi Kuramoto, publicou um resumo de perguntas e respostas chamado “Vamos pensar em criptomoedas!” para o público em geral em um site educacional operado pelo banco central.

A página oferece um resumo simples de perguntas e respostas frequentes (FAQs) relacionadas a criptomoedas. As perguntas dizem respeito ao seu uso no mundo real em áreas como pagamentos e remessas, sua lucratividade como um ativo e muito mais.

Publicidade

Elas fornecem uma visão geral básica das criptomoedas, explicando como elas são diferentes das moedas tradicionais, observando que não há banco central para fazer backup delas e detalhes de como você não necessariamente lucra ao investir nelas.

Uma questão que merece destaque é: “Não deveria ser melhor proibir algo que não entendemos?”. Para isso, Kuramoto afirma rapidamente que as criptomoedas ainda não têm os objetivos para os quais foram criadas – “remessa mais barata” e “apoio a atividades socialmente significativas”. No entanto, o funcionário acrescentou que as criptomoedas, quando amadurecidas o suficiente no futuro, poderiam inaugurar um novo mecanismo que pudesse dramaticamente facilitar a vida das pessoas na sociedade.

O funcionário do banco central acrescentou:

Para esse fim, é importante realmente experimentá-lo no mundo. Há razões para acreditar que [sua maturidade] nos permitirá usar criptomoedas existentes, acumular casos de uso e promover mais desenvolvimento técnico.

O banqueiro central também rejeitou a noção de que as criptomoedas poderiam ser comparadas ao dinheiro fiduciário como o iene ou o dólar, alegando que as últimas são apoiadas pelos bancos centrais, enquanto os criptos não vêem nenhum emissor como um ”banco central, corporação ou instituição financeira” e, portanto, de acordo com ele, não tem confiança de um usuário.

Japão e o mercado de criptomoedas

O Japão tem trabalhando forte para se manter em destaque quando o assunto é criptomoedas. A questão regulatória tem sido um grande foco do governo, principalmente após o grande roubo sofrido pela Coincheck.

Publicidade

A inspeção nas exchanges, por parte das autoridades, se tornou algo constante após o incidente.

No momento, 16 exchanges já tem status legal para operar, enquanto outras 16 aguardam a regularização.

Leia Também: “Bitcoin é a Agulha que Vai Estourar a Bolha”, Diz Cofundador da Bitcoin Foundation

 

BitcoinTrade

BitcoinTrade é a plataforma mais segura do Brasil para comprar e vender Bitcoin e Ethereum, junte-se agora a mais de 135 mil clientes satisfeitos. Gerencie também suas moedas digitais utilizando nosso aplicativo para dispositivos com iOS ou Android. Acesse aqui: https://www.bitcointrade.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
martelo de juiz com logo da binance no fundo

Governo dos EUA contrata empresa para monitorar a Binance

A Forensic Risk Alliance venceu a disputa contra a Sullivan & Cromwell, que atuou no caso FTX
Arte de robô observando por trás usuária de computador

Novo PC da Microsoft que grava tudo é “spyware” e será alvo de hackers, alertam especialistas

Os críticos dizem que novo PC centrado em IA da Microsoft é um pesadelo de privacidade
Moeda prateada da Chainlink com reflexo em um fundo roxo

Chainlink sobe 18% ao lançar projeto piloto em Wall Street com JP Morgan, BNY Mellon e DTCC

A DTCC anunciou que acaba de concluir um projeto piloto de tokenização com gigantes de Wall Street, como JP Morgan e BNY Mellon, aproveitando o CCIP da Chainlink
CEO da Galaxy Digital, Mike Novogratz, em entrevista ao BNN Bloomberg no YouTube

O Bitcoin precisa de uma nova narrativa para voltar a subir, segundo CEO da Galaxy Digital

Mike Novogratz também acredita que o preço do BTC flutue entre US$ 55 mil e US$ 75 mil até que novos eventos ocorram