Imagem da matéria: Dubai planeja regular criptomoedas e endurecer regras de compliance
Foto: Shutterstock

Autoridade de Serviços Financeiros de Dubai (DFSA ), cidade nos Emirados Árabes Unidos, considerou regular o mercado de criptomoedas em seu Plano de Negócios 2021-2022, publicado na segunda-feira (18). A entidade supervisiona as empresas que operam no Dubai International Financial Centre (DIFC) um hub que isenta fintechs de impostos.

“Vamos aproveitar as conquistas recentes neste espaço durante o período de planejamento de negócios por meio do desenvolvimento de um regime regulatório para criptoativos (como títulos tokenizados e criptomoedas), tendo já implementado regulamentos que suportam vários modelos de negócios inovadores”, descreveu o órgão na publicação.

Publicidade

O objetivo da ação, explicou a DFSA, é adotar uma abordagem regulatória que deve facilitar a inovação, mas que vai requerer alguns deveres das empresas, como adesão estrita ao licenciamento e regras de conduta da entidade.

E detalhou que o foco é manter ainda mais a confiança no setor de serviços financeiros relacionados no DIFC localizando e fechando brechas no que tange às regras de compliance. Outro ponto, revelou a entidade, é criar soluções para as empresas que faliram ou que estão prestes a falir, o que preocupa os reguladores.

Outro ponto que deve ser prioridade, segundo a DFSA, é complementar os regulamentos de acordo com o Programa de Avaliação do Setor Financeiro (FSAP) do Fundo Monetário Internacional (FMI). “Pretendemos continuar a alinhar nosso regime regulatório aos padrões internacionais”, concluiu.

Dubai fará consulta pública

Segundo o diretor do DFSA Peter Smith, que também é chefe de Estratégia, Política e Risco, a agência vai procurar regular uma ampla gama de ativos digitais,como as criptomoedas, e as empresas que fornecem serviços relevantes no setor.

Publicidade

“Vamos regular esses mercados de maneira proporcional e cuidadosa, com base nas melhores práticas em todo o mundo”, disse Smith ao The National News.

De acordo com o  jornal, a DFSA deve publicar dois documentos de consulta pública no primeiro e no segundo trimestre deste ano, buscando feedback sobre os regulamentos de criptomoedas propostos.

A primeira licença emitida a uma empresa de criptomeoda nos Emirados Árabes ocorreu em fevereiro de 2018, quando o centro de negociação governamental de Dubai (DMCC) de sinal verde para a empresa do ramo de ouro Regal Assets, que agregou criptomoedas na corretagem.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Ripple anuncia programa contínuo de bolsas em dinheiro para programadores do Brasil

Ripple anuncia programa contínuo de bolsas em dinheiro para programadores do Brasil

Meta é que comunidade de programadores crie soluções na XRP Ledger, blockchain usada pela empresa e que tem o token nativo XRP
Nathalia Arcuri falando em evento

Mercado Bitcoin e Nathalia Arcuri firmam parceria de conteúdo via blockchain

Mercado Bitcoin e Nathalia Arcuri firmam parceria via blockchain e promovem educação financeira de criptoeconomia gratuita
Imagem da matéria: Bitcoin sobe mais de 3% após dado de inflação dos EUA cair em abril

Bitcoin sobe mais de 3% após dado de inflação dos EUA cair em abril

Bitcoin, Ethereum e outras criptomoedas sobem nesta quarta-feira após o relatório do CPI dos EUA mostrar que os preços subiram mais lentamente que o esperado
Imagem da matéria: Propina paga a Eduardo Requião foi usada para investir na pirâmide financeira do "Rei do Bitcoin"

Propina paga a Eduardo Requião foi usada para investir na pirâmide financeira do “Rei do Bitcoin”

Nova operação da Polícia Federal visando fraudes no portos do Paraná revelou uma curiosa ligação entre o irmão do Roberto Requião e um dos maiores piramideiros do Brasil