Imagem da matéria: DOG: Nova memecoin do Bitcoin bate valor de mercado de R$ 1,7 bi após airdrop
DOG (Imagem: Leonidas)

A DOG•GO•TO•THE•MOON (DOG), uma memecoin de Bitcoin gravada através do novo protocolo Runes, foi distribuída via airdrop para os detentores do projeto Runestone na quarta-feira (24), imediatamente tornando-se a nova moeda com maior número de detentores entre os tokens Runes até o momento.

Os detentores de DOG ultrapassaram 74 mil na quarta-feira, de acordo com dados da plataforma de cunhagem e gravação Luminex. É de longe o token Runes com mais detentores desde o lançamento do protocolo Runes na semana passada. Em seguida na lista está a RSIC•GENESIS•RUNE, com quase 22 mil detentores.

Publicidade

Na quarta, o pseudônimo cocriador da DOG•GO•TO•THE•MOON, Leonidas, postou no X que um total de 100 bilhões de Runes temáticas de cachorro foram distribuídas via airdrop para carteiras elegíveis. As carteiras que possuem inscrições de Runestone Ordinals — que foram distribuídas para 112.383 carteiras em março — receberam os novos tokens Runes.

Os cinco principais detentores de DOG possuem quase 10% do fornecimento total, sendo que o maior detém 6,7 bilhões de tokens, cerca de 6,65% dos tokens que foram gravados. No mercado secundário, a DOG•GO•TO•THE•MOON tem um preço mínimo de 5,28 sats, a menor denominação de um Bitcoin, ou cerca de US$ 0,003 em BTC.

Mas não se deixe enganar pelo número pequeno; no marketplace de Runes, o Magic Eden, DOG já tem um volume diário de 53,1 BTC, ou cerca de US$ 3,4 milhões. O volume total de negociação desde o lançamento na quarta-feira é estimado em US$ 10 milhões. De acordo com o Magic Eden, a capitalização de mercado atual para a DOG é de aproximadamente US$ 336 milhões (R$ 1,7 bi).

Outras coleções de Runes com grandes contagens de detentores incluem a RSIC•GENESIS•RUNE com 21.938, a Z•Z•Z•Z•Z•FEHU•Z•Z•Z•Z•Z com 21.382, a SATOSHI•NAKAMOTO com 19.655 e a BITCOIN•PEPE•MATRIX com 16.601.

Publicidade

Os nomes curiosos são devido a um requisito de comprimento mínimo codificado no protocolo de Runes, destinado a evitar a ocupação de nomes. O requisito de comprimento será gradualmente reduzido ao longo do tempo à medida que mais blocos da rede Bitcoin forem processados.

*Traduzido por Gustavo Martins com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Sheik das criptomoedas Francisley Valdevino

Sheik das Criptomoedas usou “Banco do Crime” para lavar R$ 600 mil da pirâmide Rental Coins

Autoridades apontam a Cash Back como um dos maiores esquemas de lavagem de dinheiro em São Paulo
moeda de bitcoin dentro de armadilha selvagem

CVM faz pegadinha e descobre que metade das pessoas cairia em golpe com criptomoedas

Junto com a Anbima, a entidade criou um site de uma empresa fictícia que simulava a oferta de investimentos com lucros altos irreais
Presidente do Banco Central Roberto Campos Neto falando diante de um microfone

Presidente do Banco Central se reúne com MB um dia após anunciar agenda da regulação do mercado cripto

O Banco Central divulgou ontem os próximos passos para a regulação do setor cripto e espera concluir o processo até o final de 2024
Imagem da matéria: Descentralização é o futuro, mas vem com custos mais altos, afirma especialista

Descentralização é o futuro, mas vem com custos mais altos, afirma especialista

O executivo Leo Kahn destacou no Ethereum Rio 2024 que apesar dos custos, indústria cripto deve incentivar ao máximo a descentralização