Homem minerando carvão
Shutterstock

Está mais difícil do que nunca minerar Bitcoin.

Os mineradores da principal criptomoeda sofreram outro golpe, com a dificuldade de mineração da rede aumentando 14% para um novo recorde histórico de 35,6 T (trilhões de hashes) nesta segunda-feira (10).

Publicidade

A dificuldade de mineração de Bitcoin é uma expressão de quantos hashes um minerador precisa para produzir a string criptográfica que lhe dá o direito de adicionar o próximo bloco de transações à cadeia.

O aumento de dificuldade de segunda-feira é o maior desde maio, quando aumentou 22%. A dificuldade da rede Bitcoin deve se ajustar novamente em aproximadamente duas semanas, quando estima-se que caia apenas um pouco, de acordo com o BTC.com.

Os mineradores foram especialmente atingidos pelo mercado de baixa, com a receita de mineração caindo 53% desde o início do ano, ao mesmo tempo em que o preço do Bitcoin luta para ficar acima de US$ 20 mil desde que experimentou uma queda de 11% em 13 de setembro. .

No momento da redação deste artigo, o preço do Bitcoin estava sendo negociado a US$ 19.397,27, de acordo com o CoinGecko.

Enquanto isso, a receita média dos mineradores em 30 dias caiu para cerca de US$ 19 milhões, de acordo com Blockchain.com. Isso é menor do que no ano passado, durante a repressão da China aos mineradores, quando cerca de 90% das operações de mineração de Bitcoin no país foram encerradas.

Publicidade

Para contextualizar, a dificuldade de mineração da rede Bitcoin atingiu um pico de 25 T no ano passado antes de cair para 14 T após a repressão aos mineradores na China. Quando isso aconteceu, o hashrate de alguns dos maiores pools de mineração de Bitcoin na China caiu até 37%.

Desde então, a dificuldade vinha aumentando constantemente em 2022, chegando a 31 T em maio, antes que a turbulência decorrente do colapso do TerraUSD e seu token de governança LUNA atingisse o mercado.

Mineradores de Bitcoin sentem a crise

Na semana passada, a Argo Blockchain, que em julho vendeu US$ 15,6 milhões em suas reservas de Bitcoin, anunciou planos para fortalecer seu balanço patrimonial. Na época, um relatório da empresa de análise de blockchain Arcane Research mostrou que os mineradores públicos venderam mais Bitcoin do que mineraram no mês de junho.

A empresa disse em um documento à SEC que renegociou os termos de sua linha de crédito de US$ 70 milhões, vendeu 3.400 novas plataformas de mineração Bitmain por US$ 7 milhões e potencialmente garantiu um investimento de US$ 27 milhões.

Publicidade

A empresa não identificou o investidor, mas disse que, se o negócio for concretizado, eles controlarão 15% de suas ações.

*Traduzido com autorização do Decrypt.

O MB oferece taxas regressivas de negociação e estratégia de investimento de acordo com o seu perfil. Junte-se à maior Exchange da América Latina e negocie mais de 200 ativos digitais, como tokens, renda fixa digital e criptomoedas. Abra a sua conta gratuita!

VOCÊ PODE GOSTAR
Donald Trump é fotografado em comício nos EUA

Trump agora aceita doações em Bitcoin e cumpre promessa com relação às criptomoedas

Bitcoin, Ethereum, Dogecoin, Solana, Shuba Inu e XRP estão entre criptomoedas aceitas pela candidato Donald Trump 
Celular com o logo da CVM e notebook aberto no site da Comissãod e Valores Mobiliários

CVM reconhece ativo de blockchain como token de pagamento

Dynasty Global AG recebeu na última semana a classificação do D¥N como um token de pagamento pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).
Imagem da matéria: 5 coisas para saber sobre o lançamento do token do Notcoin

5 coisas para saber sobre o lançamento do token do Notcoin

Quando o token NOT será lançado? Qual o futuro para a Notcoin? É melhor fazer stake dos tokens? Preparamos um resumo para você
Imagem da matéria: CEO da Grayscale deixa cargo: "Momento certo para transição"

CEO da Grayscale deixa cargo: “Momento certo para transição”

A Grayscale, uma das maiores gestoras de criptomoedas do mundo, anunciou que Michael Sonnenshein está deixando o cargo de CEO