Imagem da matéria: Demanda por Bitcoin na Ásia Volta a Crescer

No final da semana passada, as principais exchanges chinesas (OKCoin, Huobi e BTCC) voltaram a processar saques após a suspensão, ajudando o mercado chinês a voltar aos trilhos.

Como esperado, os investidores estão retomando o interesse e aumentando a demanda por Bitcoin. Também devido a retomada dos saques, o volume de negociação voltou a aumentar.

Publicidade

Além disso, a mídia tradicional comentando sobre bitcoin e falando ser o ouro digital, aumentou a demanda local por bitcoin.

Leia Também: Gigante Japonesa da Internet lançará nova Plataforma de negociação de Bitcoin

Voltando a subir

Após a queda para patamares abaixo dos 2 mil dólares, o bitcoin voltou a subir e atualmente se encontra na casa dos 2,5mil dólares.

Antes das exchanges chinesas anunciarem o retomada dos saques, o preço estava se recuperando da correção e o anúncio foi suficiente para animar os compradores, o que ajudou o bitcoin a voltar para os 2500 dólares atuais.

Leia Também: Bolsas de Bitcoin se multiplicam no Japão com aumento de investidores institucionais

Interesse dos novos usuários

Os especialistas acreditam que a crescente demanda na região asiática impulsionou a alta recente da moeda. Além disso, Garrick Hileman, do Cambridge Center for Alternative Finance, descobriu que os usuários estão “curiosos” sobre o funcionamento do Bitcoin quando se trata de venda e compra. E enquanto mais e mais pessoas se interessam por Bitcoin, mais atrativo o mercado fica.

Publicidade

No início, Bitcoin era conhecido apenas nos EUA, mas se espalhou por todo o mundo desde 2013. A Ásia é agora um novo mercado para o Bitcoin, já que a demanda nesta região está aumentando.

Leia Também: Banco Central da China diz que Bitcoin não pode receber mesmo status legal como dinheiro devido à falta de regulamentação

Coreia do Sul e Japão

Na Coreia do sul, o preço do Bitcoin chegou a US $ 3100 dólares recentemente, o que foi muito superior ao valor alcançado nas bolsas americanas.

O mesmo aconteceu no Japão e onde o preço médio estava cotado até US $ 300 dólares mais caro que nos EUA.

Muito disso se deve ao aumento da demanda local nesses países, onde o mercado até então era pequeno comparado aos EUA e teve um aumento muito forte em pouco tempo.

 

VOCÊ PODE GOSTAR
Jerome Powell, presidente do Fed, mostrado em tela de computador

Bitcoin cai para a casa dos US$ 67 mil após Fed manter taxa de juros

Jerome Powell afirmou que a busca do banco central dos EUA pela meta de 2% de inflação ainda não acabou
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin cai 3% antes da decisão sobre taxa de juros e relatório de inflação dos EUA

Manhã Cripto: Bitcoin cai 3% antes da decisão sobre taxa de juros e relatório de inflação dos EUA

Federal Reserve não deve cortar taxa de juros, já que os dados da inflação ainda não estão no cenário ideal para as autoridades dos EUA
moeda de bitcoin exposta à frente de fundo escuro

Pesquisadores recuperam senha perdida há 11 anos de carteira com R$ 16 milhões em Bitcoin 

Contratada por um investidor, a dupla Joe Grand e Bruno fizeram engenharia reversa em um software para obter sucesso e restabelecer o acesso a 43,6 BTCs
Imagem da matéria: Saídas líquidas de ETFs de Bitcoin atingem US$ 200 milhões antes da reunião do FOMC

Saídas líquidas de ETFs de Bitcoin atingem US$ 200 milhões antes da reunião do FOMC

Os participantes do mercado esperam que o Federal Reserve mantenha a taxa de juros inalterada, mas os investidores ainda parecem cautelosos