Sam Bankman-Fried
Sam Bankman-Fried, criador da FTX (Shutterstock)

O futuro do fundador da FTX, Sam Bankman-Fried, está agora nas mãos dos jurados, que a partir desta quinta-feira (2) podem tomar sua decisão se chegarem a um consenso. A quarta ficou marcada pelas emoções no tribunal conforme promotoria e defesa faziam seus comentários finais.

Em sua última tentativa, o advogado de SBF, Mark Cohen, tentou mostrar que seu cliente “agiu de boa fé” ao tentar administrar dois grandes negócios que eram a FTX e a Alameda Research. “Sam fez o possível para iniciar e operar dois negócios multibilionários em um novo mercado”, disse Cohen.

Publicidade

“Algumas decisões deram certo. Algumas decisões acabaram mal”, completou o advogado.

Cohen ofereceu o que chamou de “história alternativa” ao que foi apresentado pelos promotores sobre o colapso da FTX. Ele disse que foram “falhas de comunicação do mundo real”, “erros” e “atrasos” que colocaram a exchange em perigo – e não a fraude por parte de SBF.

Do outro lado, os promotores tentaram mostrar que Bankman-Fried pelo menos sabia das fraudes que eram cometidas. “Não se trata de questões complicadas de criptomoedas [… ] Trata-se de engano. Trata-se de mentiras. Trata-se de roubo. Trata-se de ganância”, disse o promotor Nicolas Roos.

Em sua fala, Roos retomou um ponto que foi citado diversas vezes desde o primeiro dia de julgamento, de que “bilhões de dólares de milhares de pessoas desapareceram”, e ainda inverteu a ordem para aumentar o impacto: “Milhares de pessoas perderam bilhões de dólares”.

Segundo o site CoinDesk, o júri ouviu Roos com muita atenção, com vantagem para ele por ser o primeiro a discursar no dia. Já durante a tarde, quando a defesa fez seu encerramento, os jurados já mostravam sinais de cansaço e esgotamento.

Publicidade

A partir desta quinta o júri se reúne para chegar a um veredito, que pode ser dado ainda hoje. Caso isso não ocorra, o julgamento será retomado a partir de segunda-feira (6).

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Alemanha termina de vender US$ 3,4 bilhões em Bitcoin

Alemanha termina de vender US$ 3,4 bilhões em Bitcoin

O governo alemão esvaziou suas carteiras Bitcoin depois de enviar bilhões para corretoras e formadores de mercado nos últimos dias
homens em miniaturas lidando com moeda gigante de bitcoin

Venda de Bitcoin com prejuízo por mineradores é sinal que moeda pode ter atingido um fundo

O hashrate do Bitcoin está diminuindo, assim como em dezembro de 2022 — depois disso, aumentou 4 vezes em 15 meses
Celular mostra logotipo da memecoin BONK

Memecoins da Solana Bonk e Billy disparam em meio à queda do mercado

Movimentos significativos foram feitos no mercado, transformando a BONK na maior memecoin de Solana e o Gigachad o maior vencedor semanal
Imagem da matéria: Sinais mistos deixarão Bitcoin "instável" nos próximos meses, diz Coinbase

Sinais mistos deixarão Bitcoin “instável” nos próximos meses, diz Coinbase

O terceiro trimestre de 2024 começou com um “tom amargo” graças às vendas de Bitcoin da Alemanha e da Mt. Gox, diz a Coinbase Research