Criptomoedas e celular
Shutterstock

Antes de começar este texto, gostaria de esclarecer que estou apenas compartilhando a minha visão. Críticas e contrapontos que possam ajudar a enriquecer o debate e me fazer enxergar as coisas por outra ótica são super bem-vindas. Dito isto, vamos começar.

Nas últimas semanas muito se ouviu falar sobre a desvalorização expressiva do mercado cripto e a esta altura do campeonato muitas pessoas devem estar se perguntando qual deveria ser o preço justo do bitcoin e dos outros tantos criptoativos. Muitos falam que não deveriam valer nada, outros tantos afirmam que eles ainda vão valorizar muito. Mas afinal, por que um criptoativo tem ou deveria ter algum valor?

Publicidade
Fonte. CoinMarketCap

Primeiramente, precisamos entender que criptoativos diferentes se propõe a ter utilidades diferentes e nem todos tem a utilidade que se propõe a ter. Por exemplo, o bitcoin – no estágio atual – é um caso clássico disso: sua proposta é ser um sistema de pagamento, entretanto ele não cumpre esse papel de maneira propícia, pois seu preço varia muito além de não ter escala sem redes auxiliares (ver tabela abaixo).

O que muito se falou nos últimos anos é que, mesmo não tendo sido criado com esse propósito, o bitcoin poderia desempenhar um papel parecido com o ouro, que preserva valor ao longo do tempo por conta de sua escassez, mas a verdade é que ele também não possui essa utilidade (ainda?) e para enxergar isso basta vermos como o preço de ambos os ativos variam de forma completamente diferente.

Fonte. Linkedin

Longtermtrends

Fonte. Longtermstrends

Já o ether (moeda da rede Ethereum) e os seus concorrentes, que tentam expandir o que se dá pra fazer com a tecnologia introduzida pelo Bitcoin, se propõem a criar o que se chama de internet de valor. E o que seria isso? A internet comum que estamos habituados nos permite trocar informações, mensagens, fotos, vídeos, áudios de um lugar para praticamente qualquer outro lugar do mundo.

De forma análoga, a internet de valor possibilita que troquemos valores, posses e propriedades de maneira quase instantânea (imagine, por exemplo, conseguir comprar/vender seu carro ou apartamento sem precisar do DETRAN e/ou cartório).

Publicidade

E se você se perguntar por qual motivo a internet tem tanta utilidade hoje, certamente a resposta vai ser porque existem muitos serviços que foram construídos a partir dela e que fazem parte no nosso dia a dia (Uber, WhatsApp, iFood, Netflix, Mercado Livre, Google, etc.).

As diferenças para a internet de valor são duas: esses serviços ainda não existem (qual serviço baseado em Blockchain é essencial no dia a dia da grande massa?) e você precisa da moeda da rede (ether, por exemplo) para pagar pelos serviços. Vamos fazer uma comparação com moedas soberanas de um país para ter uma ilustração melhor do que acontece.

Peguemos como exemplo o peso mexicano. Sua utilidade é possibilitar a participação de um indivíduo na economia mexicana. O que isso quer dizer? Que para que uma pessoa consiga adquirir bens ou usufruir de serviços produzidos no México, é preciso que ela tenha pesos mexicanos para dar em troca (por exemplo: se você quiser viajar para o México, terá que comprar pesos mexicanos para pagar por hotel, comida e passeios para as fantásticas pirâmides astecas).

Quando muita gente começa a querer participar da economia mexicana, essa mesma gente vai precisar comprar pesos mexicanos, e o que acontece por puro efeito de oferta e demanda é que o preço do peso mexicano sobe.

Publicidade

Imagine agora que exista uma expectativa enorme que dentro de poucos anos a economia mexicana irá se tornar muito atraente, produzindo uma enorme quantidade de ótimos produtos e serviços que todos no mundo irão querer consumir. Quando chegar esse momento, muitas pessoas irão comprar pesos mexicanos para poder consumir tudo isso que será produzido e o preço da moeda irá se valorizar pelo mesmo motivo descrito no parágrafo anterior.

Mas eu que não sou bobo nem nada (mentira, sou sim) e tenho dinheiro (reais) sobrando (quem dera), compro peso mexicano hoje já antevendo esse movimento no qual o preço da moeda irá subir para que assim que isso se concretizar eu tenha valorizado meu dinheiro que estava parado. Quando muitas pessoas além de mim fazem isso, o preço da moeda sobe antes mesmo da utilidade para a moeda existir por um simples movimento de demanda especulativa.

No caso das criptos, o que vimos nos últimos treze anos foi exatamente esse segundo cenário: não existem utilidades (ainda) que justifiquem os preços que vimos chegar, existe apenas uma tentativa de antecipação do valor que elas vão ter quando tiverem utilidade, ou seja, uma expectativa de que os Uberes, os WhatsApps e os Googles da internet de valor sejam criados dentro de algum tempo.

E na verdade é ainda mais do que isso: o simples aumento no preço das criptos acaba influenciando um mar de pessoas a comprarem simplesmente porque viram o preço subir e não querem ficar de fora dessa festa (FOMO), aumentando ainda mais a demanda e fazendo o preço subir ainda mais.

E lembra que eu falei que tinha dinheiro sobrando para comprar pesos mexicanos? Pois é! Nos últimos dois anos havia muito dinheiro sobrando, por conta da excessiva impressão de moedas por parte dos bancos centrais para combater os impactos da pandemia. Para se ter uma ideia, o FED (Banco Central americano) emitiu mais moeda (dólar) nos últimos anos do que em todo resto da história. Com todo esse dinheiro parado, uma escolha óbvia era apostar nessa tecnologia bonitinha que aparentava ser promissora.

Publicidade

Hoje, depois de alguns anos, veio a ressaca com inflação alta e o consequente aumento de juros, ocasionando um movimento reverso: dinheiro sai da especulação para segurança. Ou seja, ninguém mais quer apostar, pelo contrário, todos querem encerrar as suas apostas. E se não fosse o bastante, alguns projetos de grande relevância apresentaram sérios problemas que minaram a confiança de que o ecossistema pudesse entregar valor em um horizonte de tempo mais curto.

Então do mesmo jeito que o preço das criptos subiu porque muita gente as comprou por ter dinheiro sobrando e imaginar existir uma chance de haver uma utilidade muito grande, agora o preço das criptos caiu porque essa mesma gente as vende por precisar de dinheiro e desconfiar que esta utilidade não será entregue tão cedo.

Fonte. Imgflip.com

E o que eu acho disso tudo? Acredito que a indústria concentrou muitos esforços para entregar produtos e serviços relacionados a investimento. Toda a infraestrutura desenvolvida serviu para alavancar um único caso de uso: especulação. Não se criou ou se criou muito pouca utilidade durante todo esse tempo. As poucas utilidades que realmente existem não são de preocupação das populações de países mais desenvolvidos, onde se encontram a maior parte do capital financeiro e humano.

E o que acontece agora? Existe menor disposição para a especulação, mas uma gigantesca oportunidade para se construir utilidade. É hora de botar a mão na massa para fazer voltar a esperança de que essa tecnologia vai revolucionar o mundo. E você o que acha?

*Texto originalmente publicado no LinkedIn do autor.

Sobre o autor

Lucas Yamamoto é engenheiro, especialista em blockchain e desenvolvedor de web3. Foi diretor de ativos digitais do Banco BTG Pactual e confundador da Mynt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Nathalia Arcuri falando em evento

Mercado Bitcoin e Nathalia Arcuri firmam parceria de conteúdo via blockchain

Mercado Bitcoin e Nathalia Arcuri firmam parceria via blockchain e promovem educação financeira de criptoeconomia gratuita
Imagem por detrás de uma pessoa algemada

Interpol prende hacker que roubou R$ 260 mil da Polícia de Buenos Aires e lavou fundos com USDT

Liderado por um venezuelano, preso nos EUA, o grupo roubou R$ 8 milhões de entidades argentinas através de um malware de origem brasileira
Moeda prateada da Chainlink com reflexo em um fundo roxo

Chainlink sobe 18% ao lançar projeto piloto em Wall Street com JP Morgan, BNY Mellon e DTCC

A DTCC anunciou que acaba de concluir um projeto piloto de tokenização com gigantes de Wall Street, como JP Morgan e BNY Mellon, aproveitando o CCIP da Chainlink
Bitcoin em gráfico de alta com seta azul apontado para o alto

Traders esperam que Bitcoin supere a máxima de US$ 74 mil em breve

“Esperamos um impulso de alta aqui que pode nos levar de volta às máximas de US$ 74 mil”, disse a QCP Capital sobre o momento do Bitcoin