Imagem da matéria: Cresce oferta de emprego para Desenvolvedor Blockchain em 2018: LinkedIn e Indeed
(Foto: Shutterstock)

A função de Desenvolvedor Blockchain foi parar no topo da lista de oferta de empregos emergentes do LinkedIn para este ano 2018, segundo relatório da plataforma divulgado nesta quinta-feira (13).

De acordo com o informe, a oferta de vaga para profissionais com habilidades no novo setor teve um aumento de 33 vezes em apenas um ano, um resultado natural visto o recente aumento do interesse em torno das criptomoedas e da tecnologia blockchain.

Publicidade

O relatório indica que habilidades em criptomoedas, ethereum, solidity e node.js são as mais procuradas entre os desenvolvedores blockchain.

Conforme avaliação da plataforma, as empresas que mais estão contratando profissionais de blockchain são a IBM, ConsenSys e Chainyard.

Os locais onde há mais vagas estão em São Francisco, Nova York e Atlanta, nos setores de tecnologia da informação e serviços, software de computador e internet, diz o site.

Uma curiosidade é que a Consensys, criada pelo cofundador do Ethereum, Joseph Lubin, que tem vaga divulgada na plataforma, anunciou recentemente a demissão de 13% de seus colaboradores, entre eles a equipe inteiro da América latina.

Quanto a isso, Guy Berger, economista-chefe do LinkedIn, observou no texto que “só o tempo dirá se o blockchain será uma tendência no mercado de trabalho”.

Função também é destaque no Indeed

De acordo com a Coindesk, o Indeed.com, site muito conhecido do setor de Recursos Humanos, divulgou um relatório que também mostrou que o interesse do empregador em funções relacionadas a blockchain e criptomoedas aumentou. Neste caso o crescimento foi de em 25,5% de outubro de 2017 a outubro de 2018.

Publicidade

Onda de demissões no Brasil e no mundo

Além da ConsenSys, cujo número de demissões por conta de “uma mudança estratégica mais ampla” pode chegar a mais de 150 dentre seus 1.200 funcionários, outras empresas do setor também já se prontificaram e diminuíram o pessoal.

No final de novembro, a Steemit, empresa responsável por seu famoso blog homônimo e que compensa seus colaboradores com a criptomoeda STEEM, reduziu sua equipe em 70% devido a uma “reorganização estrutural”.

De acordo com um comunicado do fundador e CEO da Steemit, Ned Scott, as mudanças são resultados da fraqueza do mercado de criptomoedas e que o retorno financeiro com o seu token nativo não está pagando os custos para manter colaboradores e serviços operacionais.

Em setembro, a exchange Kraken dispensou 57 funcionários de seu escritório no Canadá. A justificativa oficial foi que a corretora precisava reduzir custos e se alinhar com ritmo do crescimento da criptoeconomia.

Publicidade

Empresas de criptomoedas no Brasil

Em agosto, a corretora brasileira de criptomoedas Foxbit diminuiu a equipe de Tecnologia de Informação.

Um desenvolvedor pediu demissão e três foram demitidos — dentre eles, supostamente, estavam desenvolvedores que trabalhavam na criação da plataforma própria da empresa.

Em meio à crise, a corretora Mercado Bitcoin demitiu 20 funcionários em meados de outubro. A corretora confirmou a informação e disse, em nota, que “promoveu alterações em áreas de suporte (Marketing, RH e Administrativo), mantendo inalteradas as áreas fim da empresa (Tecnologia, Produtos e Atendimento ao Cliente)”.

O mais recente caso de demissões em exchanges no Brasil foi o da Huobi em meados de novembro.

A empresa demitiu seis de seus 10 funcionários depois de apenas cinco meses de operação. Conforme fontes ouvidas, os cargos gerenciais e operacionais foram os mais afetados.

“Foi uma ordem que veio da matriz”, disse uma das pessoas com quem a reportagem conversou na ocasião.


BitcoinTrade

Baixe agora o aplicativo da melhor plataforma de criptomoedas do Brasil
Cadastre-se e confira todas as novidades da ferramenta, acesse: www.bitcointrade.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
Mão segurando celular com logo da Toncoin e no fundo ícones do Telegram

Rede TON do Telegram vai se conectar ao Ethereum via blockchain de segunda camada

Em meio ao boom dos jogos do Telegram, The Open Network está pronta para lançar uma camada 2 compatível com Ethereum em colaboração com a Polygon
jogo hamster kombat em tela de celular

Hamster Kombat:  Tudo sobre o airdrop do jogo do Telegram

Veja também dicas para conseguir a maior quantidade de moedas antes do lançamento do token
Moeda dourada de Bitcoin (BTC) sobre um gráfico de preço com candles indicando queda nos preços

Semana Cripto: Queda do Bitcoin derruba principais altcoins enquanto memecoins políticas permanecem voláteis

Bitcoin e Ethereum desabam em meio a narrativas sobre Mt. Gox e BTCs do governo da Alemanha