Imagem da matéria: Corretora Coinbase anuncia lucro de US$ 800 milhões no primeiro trimestre de 2021
Foto: Shutterstock

A corretora americana Coinbase anunciou seus ganhos do primeiro trimestre de 2021 nesta terça-feira (06), revelando que a gigante da criptomoedas teve um lucro entre US$ 730 milhões e US$ 800 milhões em uma receita de aproximadamente US$ 1,8 bilhão. Os resultados superaram o desempenho do ano passado inteiro.

Os números positivos, que mostram indicam que a base de usuários ativos mensais da corretora cresceu para 6,1 milhões, devem contribuir devem aumentar o burburinho em torno da iminente listagem direta da empresa na Nasdaq, daqui a oito dias.

Publicidade

O desempenho da exchange no primeiro trimestre deve conduzir o preço das ações da Coinbase — negociadas a um preço médio de US$ 343,58 em transações privadas entre janeiro e março — a novos máximos antes da data de listagem em 14 de abril. Mas os resultados também aumentarão as expectativas para a empresa, cuja listagem pública é um marco importante para a empresa e para a indústria de criptomoedas como um todo.

Os altos ganhos da corretora e sua capacidade de gerar lucros a diferenciam de outras startups de alto perfil que atingem os mercados públicos — Uber e DoorDash, por exemplo, continuam atoladas em perdas — mas também podem significar problemas se o mercado de criptomoedas esfriar. Ao longo dos anos, o mercado tem se mostrado altamente cíclico, incluindo desacelerações que viram os preços dos ativos e os volumes de negociação despencarem mais de 80%.

Número da Coinbase

Como a Coinbase continua dependente de comissões de negociação para a grande maioria de sua receita, outra desaceleração do mercado — conhecida como “inverno cripto” na gíria da indústria — pode levar o desempenho financeiro da empresa à cratera e pode induzir um efeito chicote no preço de suas ações.

Em seu anúncio, a empresa reconheceu a volatilidade do setor de criptomoedas e disse que a empresa pretende investir em suas operações mesmo que os preços caiam.

Publicidade

“Essa imprevisibilidade da receita, por sua vez, impacta nossa rentabilidade trimestre a trimestre. Em termos de despesas, pretendemos priorizar os investimentos, inclusive em períodos em que possamos ver queda no preço do Bitcoin”, afirmou a empresa.

A Coinbase não forneceu previsão de lucro ou receita para o resto de 2021, mas forneceu previsões sobre seu número de “Usuários com transações mensais”, citando 7 milhões como um número “alto”, 5,5 milhões como um número “médio” e 4 milhões como uma “figura baixa”. Para efeito de comparação, Coinbase teve uma média de 2,8 usuários ativos por mês no último trimestre de 2020.

*Traduzido e editado com autorização da Decrypt.co

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Investidores aproveitam queda do Bitcoin para acumular ainda mais moedas

Investidores aproveitam queda do Bitcoin para acumular ainda mais moedas

As baleias de Bitcoin compraram avidamente a última queda; investidores de longo prazo agora aguardam a próxima alta para realizar lucros
Criador do Twitter e da Square, Jack Dorsey em palestra no TED

Preço do Bitcoin atingirá US$ 1 milhão até 2030, diz Jack Dorsey

Em uma entrevista recente, o cofundador do Twitter e da Block argumentou que o Bitcoin poderia atingir US$ 1 milhão e ir “além” no futuro
Moedas de Bitcoin sobre mesa espelhada

Análise: o preço do Bitcoin está novamente sendo ditado pela política do Fed

“Análise dos últimos 40 dias revela uma maior alinhamento com as expectativas de taxa de juros para junho”, diz firma de análises CoinShares
Moeda do Bitcoin envolta por raios (Lightning Network)

Lightning Labs está trazendo stablecoins para a blockchain do Bitcoin

“Ideia é ter dólares criptografados e stablecoins na blockchain do Bitcoin”, explicou Elizabeth Stark, CEO da Lightning Labs