Imagem da matéria: Corretora chinesa paralisa saques e admite insolvência de até R$ 560 milhões
Foto: Shutterstock

A exchange chinesa FCoin paralisou os saques e as negociações após identificar uma insolvência de até US$ 130 milhões, aproximadamente R$ 560 milhões.

Zhang Jian, CEO da FCoin, escreveu um post nesta segunda-feira (17), dizendo que empresa não pode realizar os saques dos usuários pois sua reserva de ativos ficou aquém do seu passivo – e a diferença é estimada em cerca de 7.000 a 13.000 bitcoins.

Publicidade

Zhang afirmou no post que a plataforma não foi invadida nem deu um “exit scam”, mas o problema é “um pouco complicado demais para ser explicado em uma única frase”.

Em resumo, ele disse que o problema veio de erros internos do sistema que, por um longo período de tempo, creditaram aos usuários mais recompensas das taxas do que deveriam. Como a empresa não conseguiu descobrir a falha antes, a bola de neve cresceu ainda mais desde o início de 2019.

Modelo da FCoin

A plataforma FCoin foi lançada em maio de 2018, introduzindo um novo modelo chamado “trans-fee mining” para incentivar a negociação e emitir seu token chamado FT.

Em vez de lançar uma ICO ou fazer um airdrop, a FCoin emitiu 51% de seus FTs ao público em troca de realizar transações. Por exemplo, para cada taxa de transação que um usuário pagou a FCoin na forma de bitcoin ou ethereum, a plataforma reembolsaria o usuário 100% do valor em FTs, a criptomoeda própria, com a finalidade de estimular o uso da plataforma.

Publicidade

Além disso, o FCoin distribuiria 80% das taxas de transação coletadas em BTC ou ETH para os usuários que mantiveram os tokens FTs ao longo de um dia.

No entanto, de acordo com Zhang, os erros no sistema do FCoin começaram a dar mais recompensas do que deveriam, a partir de meados de 2018.

Segundo ele, até meados de 2019, a empresa não havia estabelecido um sistema completo de auditoria para gerenciar adequadamente o processo.

Como o preço do FT diminuiu continuamente até 2019, Zhang disse que ele e sua equipe estavam comprando FTs do mercado secundário em esforços para aumentar a demanda de compra pelo preço do token, que foi um dos “erros de decisão” que ele cometeu.

Publicidade

Como consequência, Zhang disse no post que agora processará pessoal e manualmente os pedidos de retirada de usuários feitos por e-mail.

Ele afirmou que espera usar os lucros de seus novos projetos para “compensar todos por suas perdas”.


BitcoinTrade: Depósitos aprovados em minutos!

Cadastre-se agora! Eleita a melhor corretora do Brasil. Segurança, Liquidez e Agilidade. Não perca mais tempo, complete seu cadastro em menos de 5 minutos! Acesse: bitcointrade.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
Celular com o logo da OpenSea e imagens NFT

CEO do OpenSea fala sobre o futuro do mercado de NFTs mais popular do mercado

Devin Finzer falou sobre Bitcoin Ordinals, o lançamento de um token e o suporte para NFTs ERC721-C, um passo em direção ao OpenSea 2.0
Imagem da matéria: PUPS sobe 81% em meio à briga por título de "primeira memecoin" do Bitcoin

PUPS sobe 81% em meio à briga por título de “primeira memecoin” do Bitcoin

A memecoin PUPS se vendeu como a primeira memecoin baseada na rede do Bitcoin, mas nem todos concordam
Imagem da matéria: Hackers invadem prefeitura, roubam R$ 6 milhões da Caixa e convertem fundos em criptomoedas

Hackers invadem prefeitura, roubam R$ 6 milhões da Caixa e convertem fundos em criptomoedas

PF faz operação nesta manhã contra grupo que sacou dinheiro da Caixa após invadir o sistema GovConta da prefeitura de Telêmaco Borba (PR)
Miniaturas de homens em cima de moeda de Bitcoin gigante fazendo medição pela metade

Contagem regressiva para o halving: MB destaca a importância do evento para o mercado cripto

O Mercado Bitcoin também evidencia como surgiu o halving e quais os mecanismos utilizados para reduzir, pela metade, as emissões da moeda digital mais relevante do mercado