Imagem da matéria: Corretora Bitso irá fornecer serviços para carteira de bitcoin de El Salvador

A Bitso, corretora mexicana com operação no Brasil, anunciou na terça-feira (7) que será a principal provedora de serviços relacionados a criptomoedas para a Chivo, a carteira de bitcoin desenvolvida pelo governo de El Salvador.

Ontem, o país da América Central se tornou se tornou o primeiro do mundo a adotar o bitcoin como moeda oficial. Com a mudança, a principal criptomoeda em valor de mercado passou a ter o mesmo peso do dólar, dinheiro oficial da nação.

Publicidade

“Estamos animados para trabalhar com El Salvador nesta oportunidade sem precedentes de levar aos cidadãos do país o acesso universal ao bitcoin”, disse Santiago Alvarado, VP da Bitso Business, em comunicado.

Na nota, a Bitso também falou que trabalhará com o Silvergate Bank, uma instituição financeira regulada nos Estados Unidos, para facilitar as transações em dólares norte-americanos.

A carteira possibilita pagamentos com bitcoin ou dólares entre pessoas físicas e negócios. Usuários também podem converter automaticamente BTC para dólar ou manter a criptomoeda em suas carteiras.

Lançamento falho

O lançamento da wallet ontem nas lojas de aplicativos do Android e do IOS, no entanto, não foi nada bom. A carteira digital, conforme comunicado divulgado pela secretaria de comunicação de El Salvador, enfrentou problemas.

Publicidade

“Por alguns momentos, a carteira Chivo não funcionará. Nós a desconectamos enquanto aumentamos a capacidade dos servidores de captura de imagens. Os problemas de instalação que algumas pessoas tiveram foram por esse motivo. Preferimos corrigir antes de reconectar”, disse o presidente Nayib Bukele.

Bukele publicou nesta manhã em seu perfil Twitter que o problema teria sido resolvido.

Adoação de Bitcoin em El Salvador

A adoação do Bitcoin em El Salvador agradou a comunidade cripto ao redor do mundo. Organizações internacionais e a população do país, por outro lado, não curtiram muito a ideia.

Na semana passada, as ruas da capital São Salvador foram tomadas por protestos contra a medida. Cidadãos seguravam placas com frases “Bukele, não queremos bitcoin” e “não à lavagem de dinheiro”.

Também na semana passada, o Fundo Monetário Internacional (FMI) voltou a afirmar que não aconselha a adoação do BTC. “Criptoativos de emissão privada, como o bitcoin, apresentam riscos substanciais. Torná-los equivalentes a uma moeda nacional é um atalho desaconselhável”.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Como um trader cripto ganhou mais de US$ 100 mil com apenas dois tuítes

Como um trader cripto ganhou mais de US$ 100 mil com apenas dois tuítes

“Somente em criptomoeda.” A memecoin Pacmoon recompensou um usuário com um grande airdrop – que foi maior do que o esperado graças ao erro de um amigo
Imagem da matéria: As criptomoedas estão se tornando políticas – e a Consensys quer ficar fora disso

As criptomoedas estão se tornando políticas – e a Consensys quer ficar fora disso

Enquanto outras empresas gastam milhões em candidatos pró-cripto, Joe Lubin diz ao Decrypt que a Consensys resistiu ao impulso
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Câmara dos EUA aprova nova lei cripto em dia decisivo para ETFs de Ethereum

Manhã Cripto: Câmara dos EUA aprova nova lei cripto em dia decisivo para ETFs de Ethereum

Nesta quinta-feira termina o prazo para a SEC aprovar ou rejeitar o ETF de Ethereum da VanEck
Imagem da matéria: FIT21: Conheça o projeto de lei que promete transformar a regulação das criptomoedas nos EUA

FIT21: Conheça o projeto de lei que promete transformar a regulação das criptomoedas nos EUA

Aprovado na Câmara esta semana, o projeto FIT21 visa regular o setor de criptomoedas dando segurança para consumidores e estimulando empreendedores