Imagem da matéria: Corretora anuncia que levou calote de US$ 670 milhões da gestora 3AC
Foro: Shutterstock

A corretora de criptomoedas Voyager Digital emitiu um aviso de inadimplência contra a gestora de fundos de investimentos em criptomoedas Three Arrows Capital (3AC). O empréstimo foi de 15.250 bitcoins (equivalente a US$ 322 milhões) e 350 milhões em USDC (stablecoin da Circle) e o prazo para expirava nesta segunda-feira (27).

A 3AC é uma das principais empresas na área de investimentos em criptomoedas, com empréstimos feitos a diversas grandes companhias do setor. O calote tem potencial para abalar o mercado e influenciar os preços das moedas, já abalados pelo derretimento de projetos como o Terra Luna e a Celsius.

Publicidade

Em um press release, a Voyager anunciou que irá em busca de uma estratégia para cobrar o débito e está conversando com membros do departamento jurídico para estudar qual a melhor tática a ser adotada.

Listada na Bolsa de Valores de Toronto (Canadá), a Voyager teve suas ações desvalorizadas em 94% ao longo de 2022. A empresa ofereve a compra e venda de criptomoedas, além de empréstimos e staking (uso dos ativos do cliente para empréstimos, com o pagamento de uma recompensa).

No comunicado para a imprensa, a empresa diz que tem US$ 137 milhões de caixa e mais uma quantidade não especificada de criptomoedas. Além disso, obteve uma linha de crédito de US$ 200 milhões e 15 mil bitcoin da Alameda Ventures.

3AC entra em apuros

No dia 17 de junho, a 3AC anunciou que estava contratando uma equipe jurídica e de aconselhamento financeiro para ajudar na tarefa de como lidar com investidores e credores, na iminência de uma crise de liquidez e de um calote. As informações são do jornal The Wall Street Journal.

Publicidade

Além disso, as corretoras de criptomoedas FTX, Deribit e Bitmex liquidaram posições que possuíam na gestora, após a firma não conseguir atender a chamada de margem, que é um valor exigido como garantia para operações de maior risco no mercado financeiro. As informações são do portal The Block.

No dia 15 de junho começou o temor dos investidores sobre a capacidade da Three Arrows Capital de pagar seus credores, devido à possibilidade de uma crise de liquidez afetar a companhia.

A firma de Singapura, uma das principais investidoras do mercado cripto, está passando por uma série de liquidações extremas, feitas por grandes clientes que estão em posições alavancadas. O portal The Block entrevistou fontes anônimas que têm acesso aos níveis de liderança e elas disseram que as liquidações já chegaram em US$ 400 milhões.

Em abril desse ano a Three Arrows Capital tinha US$ 3 bilhões sob sua gestão.

Socorro para a Voyager

A falta de dinheiro gerada pela inadimplência da 3AC estava trazendo uma série de dificuldades para a Voyager. A corretora reduziu em 60% os limites de saque em sua plataforma na semana passada. Conforme atualização em sua página de suporte, o limite passou a ser de US$ 10 mil, ante os US$ 25 mil anteriores, limitados a 20 operações.

Publicidade

A redução significativa ocorreu na noite de quarta, mesmo dia em que as ações da empresa despencaram até 60% na Nasdaq, devido exatamente ao anúncio de sua exposição como credora da Three Arrows Capital.

Pouco antes, a Voyager Digital havia anunciado o recebimento de um empréstimo concedido pela Alameda Ventures, companhia fundada por Sam Bankman-Fried, que é mais conhecido como fundador e CEO da exchange FTX.

o acordo, além dos US$ 200 milhões em stablecoins USD Coin (USDC), a empresa de Bankman-Fried também abriu uma linha de crédito de 15.000 bitcoins, avaliada no momento do texto em cerca de US$ 307 milhões.

A Voyager Digital foi a segunda empresa na semana passada que ganhou um fôlego através das iniciativas Bankman-Fried, que prometeu ajudar o mercado. Na terça (21), a credora cripto BlockFi garantiu uma linha de crédito rotativo de US$ 250 milhões junto à FTX.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Executivo da Binance que fugiu da Nigéria volta a ser preso no Quênia, diz jornal

Executivo da Binance que fugiu da Nigéria volta a ser preso no Quênia, diz jornal

Autoridades do Quênia estudam extraditar o executivo de volta para a Nigéria ainda esta semana
Ilustração de mão segurando smartphone com logotipo da Toncoin

Toncoin (TON) bate recorde de preço e supera Cardano como 10ª cripto mais valiosa

O Toncoin (TON) da Open Network disparou nas últimas semanas e expulsou a Cardano do top 10 das criptomoedas
Imagem da matéria: Como minerar Runes durante o halving do Bitcoin sem quebrar

Como minerar Runes durante o halving do Bitcoin sem quebrar

Com o halving do Bitcoin no horizonte, Leônidas, usuário do Twitter, transmitiu algumas dicas importantes sobre como cunhar Runes
Imagem da matéria: “Web3 vai salvar o capitalismo”, diz Yat Siu da Animoca Brands

“Web3 vai salvar o capitalismo”, diz Yat Siu da Animoca Brands

Durante o Web Summit, Yat Siu conversou com a reportagem sobre as principais mudanças do mercado cripto no último ano e as novas tendências que despertam seu interesse