Mulheres brigando
Shutterstock

Embora as criptomoedas líderes de mercado bitcoin (BTC) e ether (ETH) tenham se recuperado após seu preço ter despencado em mais de 30% na semana anterior, a semana na comunidade CriptoTwitter foi bem tranquila. Houve pouca briga entre grandes nomes da indústria, exceto por robôs de spam e Michael Saylor. Por isso, a atmosfera foi bem reflexiva.

Vitalik Buterin, cocriador do Ethereum, novamente criticou o modelo de precificação “stock to flow” (ou S2F, na sigla em inglês) do bitcoin, chamando-o de “prejudicial”. O modelo S2F foi desenvolvido por um analista cripto e maximalista de bitcoin que utiliza o pseudônimo “PlanB” e prevê que o preço futuro pode chegar a US$ 288 mil até o fim de 2024.

Publicidade

O stock to flow realmente não parece bom agora.

Eu sei que é falta de educação me gabar e tudo isso, mas acredito que modelos financeiros que dão às pessoas uma falsa sensação de certeza e predestinação que o preço vai subir são prejudiciais e merecem toda a zombaria que recebem.

Embora PlanB considere sua metodologia como uma ciência exata, o modelo S2F também previu que o bitcoin poderia chegar a US$ 100 mil no fim do ano passado.

US$ 250 milhões

Na terça-feira (21), o CEO da FTX, Sam Bankman-Fried, anunciou que estava fornecendo uma injeção de crédito de US$ 250 milhões para a credora BlockFi.

Em 13 de junho, a BlockFi havia anunciado que estava reduzindo seu quadro de funcionários em “quase 20%”, citando uma “mudança drástica nas condições macroeconômicas em todo o mundo”.

Publicidade

Em entrevista ao NPR, Bankman-Fried disse que sua corretora tem uma “responsabilidade” em socorrer empresas com dificuldade em épocas de crise.

Hoje, estamos injetando US$ 250 milhões à BlockFi e firmando parceria com eles para que possam navegar pelo mercado a partir de uma posição de força.

O CEO da BlockFi, Zac Prince, afirmou que os fundos novos são “contratualmente subordinados a todos os saldos de clientes”, ou seja, a BlockFi irá atender a todas as obrigações com contas de clientes antes de pagar a FTX.

Hoje a BlockFi assinou um termo de compromisso com a FTX para obter uma facilidade de crédito rotativo de US$ 250 milhões e nos fornecer acesso a capital que reforce ainda mais nosso balanço patrimonial e nossa força como plataforma.

Publicidade

Os lucros da linha de crédito são contratualmente subordinados a todos os saldos de clientes em todos os tipos de contas (BIA, BPY e garantia de empréstimo) e serão usados conforme necessário.

ETF puramente de bitcoin?

Na segunda-feira (20), a ProShares, fornecedora de fundos de índice (ou ETFs), anunciou um produto que permite que investidores apostem “contra” o bitcoin — o primeiro dos EUA. O ETF “ProShares Short Bitcoin Strategy” (cujo código de negociação é BITI) permite que investidores lucrem com a queda no preço do bitcoin.

Michael Sonnenshein, CEO da gigante gestora de ativos digitais Grayscale, considerou a notícia como um sinal positivo de uma maior adesão do bitcoin. Ele também considerou o ETF de “short” (de venda) como um precursor de um possível ETF “spot” (puramente de bitcoin) aprovado pela Comissão de Valores Mobiliários e de Câmbio dos EUA (ou SEC) — um produto muito desejado por investidores americanos.

Enquanto negam ETFs spot de bitcoin, reguladores repetidamente expressaram suas preocupações sobre o “amadurecimento” dos “respectivos mercados” e seu potencial de “fraude e manipulação”.

Como alguém pode interpretar o BITI chegando ao mercado como outra coisa além do reconhecimento do amadurecimento do bitcoin? 

“Eu teria cuidado”

A russa ativista política e ferrenha crítica a Vladimir Putin, Nadya Tolokonnikova, membra-fundadora do “grupo conceitual de arte de protesto” Pussy Riot, foi ao Twitter no sábado (25) para acusar sua colega ativista e fundadora da organização autônoma descentralizada (ou DAO) UkraineDAO, Alona Shevchenko, uma ucraniana, de agir desonestamente.

Publicidade

Tome cuidado com DAOs que arrecadam fundos por uma causa mas falham em distribuí-los em um período de tempo razoável. Em seguida, os fundadores começam a pagar a si mesmos altos salários mensais com esses fundos.

Após eu e meus amigos sairmos, UkraineDAO, sob a liderança de Alona, desertou.

Alona está envolvida na ChoiceDAO. Eu teria muito cuidado ao doar para alguém que tem um histórico de má gestão.

Deixei a UkraineDAO em meados de março após distribuir a maioria dos fundos. Nunca houve um acordo de que o que restou será o salário de Alona.

https://twitter.com/pussyrrriot/status/1540770518218858501

Repleta de muitos argumentos, Shevchenko alega que tinha muito apoio e zero reclamações do governo ucraniano sobre a forma como a DAO de arrecadação de fundos era gerenciada. Ela também afirma que usou US$ 5 mil para pagar seu aluguel e continuar livre da influência de patrocinadores. Em diversos momentos, as coisas ficaram meio pessoais.

Meu nome foi removido de comunicados de imprensa mesmo após eu repetidamente acrescentá-lo eu mesma e Nadya afirmar a todos os jornalistas que eles deram início a essa DAO — sem mencionar as pessoas ucranianas ou suas iniciativas.

Seja como for. […]

O motivo do porquê tudo isso é muito importante a ser falado não é por conta de mesquinhez egoísta:

Existe um padrão na história ucraniana em que russos, mesmo os que afirmam ser da oposição, tomam o crédito pelo trabalho/pela arte de ucranianos.

Publicidade

Faz parte de sua cultura.

https://twitter.com/cryptodrftng/status/1540797989597364225

Aleatoriedades

Kevin Collier, repórter do NBC, participou do ApeFest deste ano, um evento anual na cidade de Nova York para holders das coleções de tokens não fungíveis (ou NFTs) Bored Ape Yacht Club (ou BAYC) e Mutant Ape Yacht Club (ou MAYC).

Na terça-feira, em certo momento, ele achou ter visto Snoop Dogg, que estreou seu clipe inspirado em BAYC em colaboração com Eminem no evento. Porém, ele descobriu que era “Doop Snogg” — não, esse não é um erro de digitação.

Estou na conferência NFT NYC novamente na Times Square e Snoop entrou, envolto de seguranças. Chamei seu assessor, disse que sou um repórter e que adoraria falar com ele. O cara disse que aquele era um sósia. Legalmente, não podia dizer que era ele. O contrataram para aumentar o entusiasmo.

Isso parece uma metáfora.

É, era esse cara.

Por fim, o ensaísta/estatístico libanês-americano Nassim Nicholas Taleb explicou por que não gosta do termo “inverno cripto”:

A expressão jornalística “inverno cripto” é bastante enganadora. Sugere uma sazonalidade e, talvez, ainda pior, uma reversão a alguma tendência. Não, seu inverno pode não ser transitório e o que você chama de “inverno” pode se degradar em uma preocupante era do gelo permanente e inescapável com extinções.

*Traduzido por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.

Talvez você queira ler
Logotipo do token Blur

BLUR dispara 30% após listagem na Binance e conclusão de airdrop

O token do mercado de NFT Blur acumula uma alta de 82% na semana em que estreia na Binance
Imagem da matéria: Rede de segunda camada do Ethereum, Blast já tem R$ 1,8 bilhão aplicados por usuários

Rede de segunda camada do Ethereum, Blast já tem R$ 1,8 bilhão aplicados por usuários

A ideia do Blast é que os usuários depositem criptomoedas, principalmente Ethereum (ETH) e stablecoins, para obter retornos com staking
Imagem da matéria: Hacker exige controle total sobre exchange; em troca, promete dobrar salário de funcionários

Hacker exige controle total sobre exchange; em troca, promete dobrar salário de funcionários

O hacker que roubou US$ 47 milhões da KyberSwap disse que se as demandas forem cumpridas, irá comprar a empresa por um “valor justo” e dobrar o salário de todos
Exibição de NFTs na Christie''s

Como a venda quase por acaso de um NFT por US$ 69 milhões criou um gigante da Web3

Christie’s foi a responável pela venda da obra “Everydays: The First 5000 Days”, de Beeple, em um ato que mudou a história dos leilões