Moedas SHIB sobre mesa espelhada
Foto: Shutterstock

A Hashdex, gestora brasileira de fundos com exposição em criptomoedas, anunciou na quinta-feira (1) uma mudança de composição em três fundos de criptomoedas do tipo ETFs negociados em Bolsa. Um dos fundos, descritos em nota à imprensa, é o META11, que agora passa a contar também com a criptomoeda meme Shiba Inu (SHIB).

Os outros fundos que foram rebalanceados, segundo a empresa, são o HASH11 e o DEFI11, que, respectivamente, passaram a receber as altcoins Ethereum Classic (ETC) e Kyber Network (KNC). Neste mesmo fundo, deixam de fazer parte a 1inch (1INCH), Axe Infinity (AXS) e The Sandbox (SAND), informa a nota.

Publicidade

O HASH11, lançado em abril do ano passado, foi o primeiro ETF de criptomoedas da Bolsa brasileira. O marco foi importante por permitir pela primeira vez que os investidores brasileiros pudessem se expor às criptomoedas de forma direta na bolsa de valores. O produto segue o NCI – índice criado pela gestora em parceria com a bolsa americana Nasdaq.

Já o DEFI11 é um produto de investimento atrelado ao índice CF DeFi Index da CF Benchmarks.

Sobre o fundo que recebe agora o SHIB, o META11, trata-se de um ETF com exposição diversificada aos setores de metaverso e entretenimento digital em blockchain, conforme descreve a Hashdex em seu site.

Mas o SHIB não é ‘valorizado’ só pela empresa brasileira. No início de novembro, a exchange de criptomoedas Crypto.com, uma das maiores do mundo, revelou que detém 20% de suas reservas aplicadas no token, mesmo ciente que se trata de um ativo altamente volátil.

SHIB é a 14ª maior criptomoeda do mercado, com um marketcap de US$ 5 bilhões, segundo dados do portal Coinmarketcap. Em se tratando de moeda meme, o token só perde para a Dogecoin (DOGE), 8ª no ranking das maiores criptos, e com um mercado de US$ 13 bilhões.

Publicidade

Preço da Shiba Inu

O SHIB é negociado nesta tarde de sexta-feira (02) em US$ 0,00000925 e oscila tanto para baixo quanto para cima na casa de 0,5%. Nos últimos sete dias, o token se manteve aproximadamente no mesmo preço, mas, no período de 30 dias, anota uma perda na casa de 23%.

(Fonte: Coinmarketcap)
Talvez você queira ler
Imagem da matéria: Rede de segunda camada do Ethereum, Blast já tem R$ 1,8 bilhão aplicados por usuários

Rede de segunda camada do Ethereum, Blast já tem R$ 1,8 bilhão aplicados por usuários

A ideia do Blast é que os usuários depositem criptomoedas, principalmente Ethereum (ETH) e stablecoins, para obter retornos com staking
Imagem da matéria: Lei escrita totalmente pelo ChatGPT é sancionada em Porto Alegre

Lei escrita totalmente pelo ChatGPT é sancionada em Porto Alegre

O vereador Ramiro Rosário só revelou sua metodologia após o prefeito de Porto Alegre sancionar a lei
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin (BTC) mira US$ 39 mil após subir 10% no mês; Circle nega facilitar o financiamento de terrorismo 

Manhã Cripto: Bitcoin (BTC) mira US$ 39 mil após subir 10% no mês; Circle nega facilitar o financiamento de terrorismo 

O Bitcoin bateu a marca de US$ 38 mil pela terceira vez em sete dias, o que representa seu melhor desempenho desde maio do ano passado
Imagem da matéria: Manhã Cripto: FTX já pode vender R$ 4,2 bilhões em ativos; Tesouro dos EUA quer mais poder sobre mercado cripto 

Manhã Cripto: FTX já pode vender R$ 4,2 bilhões em ativos; Tesouro dos EUA quer mais poder sobre mercado cripto 

Administradores da massa falida da FTX receberam aprovação judicial para vender ativos da Grayscale e Bitwise