Imagem da matéria: Contratos imobiliários poderão ser registrados via blockchain no Brasil
Foto: Shutterstock

O Conselho Federal de Corretores de Imóveis (Cofeci) aprovou uma resolução que permite no Brasil o registro de contratos por meio de uso da tecnologia blockchain. A medida foi divulgada na semana passada por meio do Diário Oficial da União.

A Resolução Cofeci 1487/2022 instituiu o Sistema de Governança e Registro (SGR) de Contratos e Documentos no âmbito do Sistema Cofeci-Creci. O texto estipula que o “SGR permite o registro criptografado de contratos e documentos, com a segurança da tecnologia blockchain, com a vinculação automática de aditivos contratuais e documentos sequenciais, os quais poderão ser acessados a qualquer momento pelos responsáveis pelo registro”.

Publicidade

A ideia de usar blockchain patra registro de imóveis não é nova: em julho de 2020 um o senador Acir Gurgacz (PDT-RO) apresentou o PL 2876/2020, que altera a Lei de Registros Públicos, de 1973.

O projeto estabelece que “que cada registro de título e documento deverá ser feito também no Sistema Eletrônico de Blockchain Nacional de Registro de Títulos e Documentos”. Esse sistema, de acordo com a proposta, ficaria sob responsabilidade do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

O PL está ainda tramitando, segundo o site oficial do Senado. Em julho foi enviado ao relator, senador Flávio Arns, e em dezembro foi encaminhado para a secretaria-geral para providência por conta do fim do mandato do Parlamento.

Como será o mercado de criptomoedas em 2023? Clique aqui e descubra no relatório gratuito do time de Research do MB

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Reserva de Bitcoin de mineradores bate mínima em três anos com vendas antes do halving

Reserva de Bitcoin de mineradores bate mínima em três anos com vendas antes do halving

Diferente do que aconteceu antes do halving de 2020, desta vez os mineradores aproveitaram a recente disparada do Bitcoin para vender parte de suas reservas
Imagem da matéria: Metade dos tokens em pré-venda na Solana são golpes, diz pesquisa

Metade dos tokens em pré-venda na Solana são golpes, diz pesquisa

Golpistas estão se aproveitando da pré-vendas de tokens na rede Solana para enganarem usuários em plataformas como Telegram
Imagem da matéria: EUA não têm autoridade para processar trades DeFi, diz advogado do hacker da Mango Markets

EUA não têm autoridade para processar trades DeFi, diz advogado do hacker da Mango Markets

Avraham Eisenberg é o trader cripto acusado de drenar mais de US$ 100 milhões da plataforma de negociação Mango Markets
moedas diversas caindo do céu

Binance anuncia nova plataforma de lançamento de tokens e airdrops 

Por meio da Megadrop, os usuários poderão se inscrever com BNB e concluir tarefas e obter acesso a tokens antes de eles serem listados na plataforma