Imagem da matéria: Conheça o dispositivo que pode guardar Bitcoin, jogar e ganhar airdrops enquanto você dorme
BitBoy One (Fonte: Ordz Games)

Os planos para um cartucho de Game Boy que transforma aquele portátil de jogos clássico em uma cold wallet de Bitcoin funcional foram tristemente abandonados no ano passado, mas aqui está um novo projeto que reúne jogos Bitcoin, recompensas do tipo “jogue para ganhar” e uma carteira de hardware, tudo em um único dispositivo portátil.

O BitBoy One – sem relação aparente com o influenciador de criptomoedas BitBoy – foi oficialmente revelado esta semana pela Ordz Games, um projeto de jogos centrado em Bitcoin. O portátil para jogos replica a silhueta básica do icônico portátil da Nintendo, mas com uma concha laranja ousada e transparente que transmite a vibração do Bitcoin.

Publicidade

Em termos gerais, o design lembra os portáteis de jogos de terceiros lançados por marcas como a Anbernic, que desenvolve dispositivos acessíveis criados para emular videogames clássicos.

Na verdade, o BitBoy One utilizará um processador RockChip RK3566, o mesmo usado em dispositivos desse tipo. Ele também possui uma tela 640×480 de 3,45 polegadas, 32 GB de memória interna, um cartão de armazenamento TF de 256 GB, 4 GB de RAM e uma bateria de 3.500 mAh com capacidade para durar cerca de seis horas com carga total.

Mas o BitBoy One foi projetado para fazer mais do que apenas jogar jogos antigos. Ele foi criado para rodar jogos baseados em Bitcoin da Ordz e fornecer incentivos potenciais de jogar para ganhar e recompensas de airdrops para os jogadores. Dado o ecossistema em questão, as recompensas provavelmente serão Bitcoin BRC-20 ou token Runes – ou talvez inscrições Bitcoin Ordinals semelhantes a NFT.

Além disso, o dispositivo é faturado como uma carteira de hardware Bitcoin, com suporte para aplicativos de carteira como Xverse e Unisat, e permitirá aos usuários gerenciar seus ativos a partir da interface do sistema.

Publicidade

Além disso, a Ordz diz que os usuários podem extrair tokens de redes de infraestrutura física descentralizadas (DePINs) simplesmente deixando o dispositivo em funcionamento. Para ser claro, este portátil de potência modesta não será capaz de minerar Bitcoin – uma tarefa normalmente deixada para equipamentos de mineração especializados, caros e que precisam de muita energia.

E então sim, de fato, o BitBoy One pode rodar emuladores para jogar cópias digitais de jogos clássicos. Diz-se que é poderoso o suficiente para rodar jogos do PlayStation original e de consoles de jogos mais antigos.

Um representante da Ordz Games disse ao Decrypt que o dispositivo tem como meta um preço de cerca de US$ 500 e lançará pré-encomendas ainda este mês, antes do lançamento ainda este ano. A empresa apresentou o dispositivo pela primeira vez na Web3 Gaming Expo em Hong Kong no último fim de semana, seguida pela Paris Blockchain Week nos próximos dias.

Além do dispositivo físico, os compradores receberão uma recriação digital do portátil inscrito na blockchain Bitcoin por meio de uma inscrição Ordinals. A versão digital também poderá rodar jogos através do site da Ordz, afirma a empresa.

Publicidade

No início da semana passada, a Ordz Games cunhou a primeira inscrição Ordinals do portátil, que o site explorador Ordinals disse ser a sexta maior inscrição já feita no Bitcoin (pelo menos na época) com 3,93 MB. A renderização 3D pode ser girada livremente e visualizada de qualquer ângulo.

*Traduzido com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Mão segurando celular com o logo da carteira de criptomoedas MetaMask

MetaMask lança sistema para acabar com prática que drena dinheiro dos usuários do Ethereum

Smart Transactions busca fazer com que clientes sejam protegidos da prática de máximo valor extraível na blockchain Ethereum
Vitalik Buterin na ETH Taipei 2024. Foto: Rug Radio

Como o fundador do Ethereum, Vitalik Buterin, mantém suas criptomoedas seguras

“Descentralize sua própria segurança”, diz Buterin – mas ele não usa uma cold wallet para suas próprias criptomoedas
Imagem da matéria: Bitcoin atinge um bilhão de transações processadas desde o lançamento

Bitcoin atinge um bilhão de transações processadas desde o lançamento

Bitcoin demorou mais de 15 anos para atingir a marca de um bilhão de transações
Ilustração de bandeira do Brasil dentro moeda de Bitcoin

Fundos cripto do Brasil captam mais R$ 1,5 mi e chegam a 21ª semana consecutiva de entradas

Vindo de uma grande sequência de captação, fundos de criptomoedas do Brasil estão em 3º lugar no ranking global, atrás apenas dos EUA e Hong Kong