Imagem da matéria: Concurso público para perito criminal do Ceará exige conhecimento em Bitcoin e Ethereum; salário é de R$ 10,5 mil
Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce). Foto: Divulgação


A Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce), órgão técnico-científico ligado à Secretária de Segurança Pública e Defesa Social do estado, abriu concurso público para contratação imediata de 170 profissionais para os cargos de auxiliar de perícia, perito criminal, médico perito-legista e perito legista. Há outras 340 vagas para o cadastro de reserva.

De acordo com o edital publicado na sexta-feira (21), o candidato para a função de perito criminal da área de análise de sistemas e ciências da computação precisa entender de Bitcoin (BTC), Ethereum (ETH), Ripple (XRP) e Tether (USD), além de blockchain. As outras posições não exigem conhecimento em criptomoeda.

Publicidade

O salário inicial para perito, assim como para médico, é de R$ 10. 578,11; para auxiliar é de R$4.646,60. De acordo com o governo, o trabalho na Pefoce envolve informática forense, atendimento em cenas de crimes, análises toxicológicas de materiais coletados, DNA forense, balística, entre outros campos da criminalística.

As inscrições podem ser realizadas entre os dias 07 de junho e 8 de julho de 2021 no site do Instituto de Desenvolvimento Educacional, Cultural Assistencial (Idecan), que é a instituição organizadora do certame. O valor da taxa de inscrição é de R$ 150 para auxiliar de perícia e de R$ 200 para os outros cargos.

O processo seletivo, segundo o governo do Ceará, terá prova objetiva e discursiva; curso de formação; treinamento e exame de aptidão física; avaliação psicológica e, por fim, investigação social. As provas objetivas e discursivas ocorrem entre 31 de julho e 1º de agosto nas cidades de Fortaleza, Sobral, Juazeiro, Iguatu e Russa.

VOCÊ PODE GOSTAR
Banco Central se reunirá hoje com Facebook para debater proibição do WhatsApp Pay

“Inserimos com o Drex o conceito de tokenização nos sistemas dos bancos”, diz Campos Neto

O presidente do BC participa do Emerging Tech Summit, evento do Valor Capital Group em São Paulo
Imagem de Glaidson Acácio dos Santos, mais conhecido como Faraó do Bitcoin

Gilmar Mendes mantém prisão de Glaidson Acácio dos Santos, criador da GAS Consultoria

A defesa do ‘Faraó do Bitcoin’ alegou problemas psiquiátricos e uso de medicamento controlado, além de questionar a jurisdição acerca da competência para os processos
Policiais federais fotografados de costas

PF e Receita Federal caçam grupo suspeito de lavagem de dinheiro com criptomoedas

Policiais federais e auditores-fiscais se mobilizaram em quatro estados para cumprir mandados de prisão, busca e apreensão em um esquema de importações ilegais
Sede da Braiscompany em Campina Grande, Paraíba

TRF anula contrato e Braiscompany é condenada a pagar R$ 50 mil a cliente

O contrato de serviço de cessão temporária de criptoativos foi anulado pela 17ª Vara Cível de Brasília