Imagem da matéria: Como posso ensinar meu filho a investir em criptomoedas? | Opinião
Saber lidar com o incômodo é o segredo para a melhor comunicação, especialmente entre pais e filhos (Foto: Shutterstock)

Em coluna da Lucy Warwick-Ching, publicada no Financial Times de 23 de setembro de 2023 (“How can I stop my son investing in crypto”), foi colocada uma questão de um pai preocupado com o interesse do filho por investimentos em ativos digitais e no metaverso.

Será que o tema deveria ser motivo de preocupação ou uma oportunidade para a família conversar sobre planejamento financeiro?

Publicidade

Embora tenha passado por movimentos especulativos que geraram bolhas momentâneas, o ecossistema cripto vem se desenvolvendo desde a criação do Bitcoin em 2008, gerando mais de R$ 5 trilhões de valor (já foi de R$ 15 trilhões).

Após correção no último ano, o mercado cripto observa um crescimento de cerca de 30% em 2023, numa recuperação maior e mais rápida do que a de outros ativos com riscos equivalentes, como o mercado de ações e de commodities.

Isso não significa que os ativos digitais eliminaram seus riscos. Estamos falando aqui de uma nova tecnologia que tem ambição de, se não substituir, mas modificar de forma marcante a internet. Dependendo da adoção de blockchain como infraestrutura, migraremos da web2 (focada no social) para a web3 (transacional).

Dito isso, a questão está em qual percentual do patrimônio alocar no setor. Para gestores de grandes fortunas, esse montante recomendado estaria entre 1% a 5% do portfólio, gerando um efeito positivo relevante em caso de adoção plena, sem ferir os retornos do fundo caso a tecnologia não entregue todas as promessas.

Para pessoas físicas, considerando apenas o percentual dedicado a investimentos, alocar 10% a 20% entrega os mesmos resultados pensados para os investidores institucionais. No MB, desenvolvemos uma ferramenta baseada em inteligência artificial para ajudar nossos usuários a entender melhor o seu perfil, a BIO Financeira.

Publicidade

A partir de outubro, com a entrada em vigor da Resolução 175 da CVM, os fundos multimercados poderão alocar até 10% do capital em criptoativos. Certamente será um movimento importante para educar investidores e democratizar o acesso a potenciais ganhos vindo de inovações tecnológicas de base.

Essa é a melhor maneira de ensinar seu filho a investir em cripto. Contextualizando. Investir em cripto é uma parte do todo. Eliminar essa parte por medo pode prejudicar a construção do patrimônio, em vez de proteger.

O todo é a educação financeira, o planejamento da poupança baseado no perfil de cada um, na capacidade de gerar novos recursos, na necessidade de uso do dinheiro e no olhar atento sobre sonhos e garantias para um futuro organizado.

A inovação assusta porque ameaça o status quo onde nos sentimos seguros. Saber lidar com o incômodo é o segredo para a melhor comunicação, especialmente entre pais e filhos – o choque entre as gerações será melhor assimilado se a energia for usada para troca de conhecimentos, e não, para calar o novo.

Sobre o autor

Reinaldo Rabelo é CEO do Mercado Bitcoin, corretora de criptomoedas líder do mercado brasileiro.

VOCÊ PODE GOSTAR
o que é mineração de bitcoin

Dificuldade de mineração de Bitcoin está despencando, mas por quê?

A redução no preço do Bitcoin, combinada com a diminuição das recompensas de mineração, resulta em menos mineradores e em uma rede menos robusta — pelo menos por enquanto
Presidente do Banco Central Roberto Campos Neto falando diante de um microfone

Presidente do Banco Central se reúne com MB um dia após anunciar agenda da regulação do mercado cripto

O Banco Central divulgou ontem os próximos passos para a regulação do setor cripto e espera concluir o processo até o final de 2024
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin se estabiliza acima de US$ 67 mil; Ethereum atinge US$ 3 mil em semana decisiva para ETFs

Manhã Cripto: Bitcoin se estabiliza acima de US$ 67 mil; Ethereum atinge US$ 3 mil em semana decisiva para ETFs

A semana promete ser agitada à medida que chega o prazo final para a SEC decidir se aprova ou rejeita o lançamento de ETFs de Ethereum à vista
Vitalik Buterin na ETH Taipei 2024. Foto: Rug Radio

Como o fundador do Ethereum, Vitalik Buterin, mantém suas criptomoedas seguras

“Descentralize sua própria segurança”, diz Buterin – mas ele não usa uma cold wallet para suas próprias criptomoedas