Imagem da matéria: Como funciona a Audius, a plataforma blockchain que quer concorrer com o Spotify
Foto: Shutterstock

Audius é uma startup fundada em São Francisco que oferece uma rede descentralizada de streaming de músicas desenvolvida em blockchain, cujo objetivo é conectar artistas diretamente a seus fãs.

Após o lançamento de sua rede principal em 2020, o serviço ultrapassou mais de seis milhões de usuários únicos.

Publicidade

A plataforma também deseja conceder o controle sobre a distribuição de músicas e monetização de volta para os artistas, abordando problemas antigos sobre como são compensados em outras plataformas de streaming de músicas.

Diferente de outros serviços de streaming de músicas, como o Spotify, Audius não visa lucrar de uma forma tradicional.

Em vez disso, uma comunidade aberta de artistas, fãs e desenvolvedores são recompensados pela participação com o token AUDIO, com uma missão de garantir lucro conforme seu valor sobe com o crescimento do serviço.

Investidores recentes incluem Nas e Katy Perry que fazem parte de uma rodada recente de investimento de US$ 5 milhões. Não é qualquer coisa…

Fácil de usar

Audius está disponível gratuitamente como um aplicativo web e um aplicado para dispositivos iOS e Android. Criar uma conta no serviço é rápido e fácil: insira seu e-mail, escolha uma senha e pronto.

Qualquer pessoa que estiver acostumada com um serviço de streaming irá se sentir em casa, apesar de as coisas parecerem um pouco “vazias” se você estiver familiarizado com páginas e mais páginas de playlists curadas e oferecidas por grandes serviços.

Publicidade

Algo que vale a pena conferir são as playlists, que podem ser acessadas ao clicar na opção “Explore”.

A seção “Trending” também é útil para ver quais novos conteúdos são populares. A apreciação do material sugerido vai depender, é claro, do seu gosto musical, mas a pesquisa pelas pesquisas mais populares é uma forma signa de te você a se ambientar.

Outro recurso que Audius oferece é a capacidade de baixar músicas como mp3s de forma gratuita. É só clicar em “Download” na página de uma música e baixá-la.

Design e experiência de usuário (UX)

Audius possui um design simplificado e despojado que é bem diferente de serviços como o Spotify, que se tornou um pouco confuso e difícil de navegar ao longo dos anos.

Audius pode ser usado como um aplicativo web ou em dispositivos de desktop (Imagem: Audius)

Tanto o aplicativo para navegador como para dispositivos móveis têm uma interface de fácil navegação.

Existem cores roxas coerentes por todo o esquema de design; combina bem o modo claro e escuro e existe um sentimento de que você está usando um serviço novo e um pouco diferente.

Publicidade
Audius está disponível como um aplicativo para celular (Imagem: Decrypt)

Preço e assinatura

Neste momento, Audius é gratuito, permitindo que usuários ouçam a streams de 320 knps de alta qualidade sem ter que pagar um centavo. É claro que isso significa que artistas não podem monetizar, mas isso vai mudar no futuro.

A empresa planeja permitir que artistas optem por exigir que usuários ouçam anúncios esporádicos ou paguem alguns dólares por uma assinatura mensal.

Catálogo musical

Por ser um serviço gratuito, Audius está mais próxima de plataformas de descoberta de músicas, como SoundCloud, do que serviços pagos de streaming de música, como Spotify, Apple Music e Tidal.

A abordagem é intencional e você encontrará milhares de faixas de artistas novos ou sem contrato para abrir seu paladar.

No entanto, quando o assunto são artistas populares, o catálogo da Audius é… limitado.

Muito foi feito para que artistas como Deadmau5 e Skrillex adotassem a plataforma, mas não espere encontrar suas discografias completas na Audius. Na verdade, esses artistas só têm nove faixas e uma faixa única disponível, respectivamente.

Publicidade
A maioria dos conteúdos na Audius é de artistas novos e sem contrato (Imagem: Audius)

O mesmo vale para outros grandes nomes na Audius, como Weezer, Diplo, Disclosure e Mike Shinoda; seu uso da plataforma se trata de experimentos e remixes em vez de faixas de álbum e singles.

Você pode ter sorte e encontrar arquivos não oficiais publicados por fãs que, embora não seja adequado, tecnicamente não podem ser removidos por conta da natureza descentralizada da plataforma (o que gera perguntas jurídicas interessantes).

O álbum “Music to be Murdered by”, do rapper Eminem, foi publicado na íntegra por um usuário aleatório, ou seja, não se trata de um canal legítimo.

Isso parece bem negativo, mas vamos parar um segundo. Não é bom comparar a Audius como uma substituta completa ao Spotify porque este, bem como outros serviços que coletam cookies, já existe.

Não vale a pena tentar usar Audius como uma substituição direta quando existem tantas opções por aí que têm todos os artistas que você precisa escutar. Além disso, é claro, existe o fato de que Audius é gratuita, então você não tem nada a perder.

Quando o assunto são conteúdos disponíveis, existem muitos. É legal clicar apenas em listas dos principais artistas e álbuns e tentar encontrar coisas diferentes de forma aleatória.

Publicidade

Desde trilhas sonoras do filme Cyberpunk a um álbum relaxante de hip-hop Lo-Fi, é possível encontrar faixas e álbuns legais que nunca teriam sido encontrados em outro lugar.

Playlists

Se você não gosta de passar tempo pulando entre faixas aleatórias de novos artistas, a Audius oferece uma ferramenta útil que permite que usuários criem e compartilhem suas próprias playlists.

Toda semana, as cinco playlists mais populares ganham tokens AUDIO, fornecendo um incentivo para descobrir e interagir com a plataforma.

Categorias de playlists incluem todas as principais playlists em tendência, faixas mais desconhecidas (as melhores novas músicas na Audius) ou até mesmo suas faixas preferidas de forma rotativa.

Também existe uma playlist “Let them DJ” (algo como “deixe eles comandarem”) que apresenta playlists criadas pelas pessoas que você segue, e esses são apenas alguns exemplos.

A variedade de formas de simplesmente se jogar e descobrir novas músicas (algumas você irá adorar; outras, não) é bem impressionante, além de ser necessária.

É legal voltar para a Audius quando ficar entediado em ouvir a mesma biblioteca familiar do Spotify, então a novidade é mais do que bem-vinda.

Recursos para redes sociais

Uma das maiores ferramentas da Audius é a recém-anunciada capacidade de artistas compartilharem diretamente suas faixas no TikTok, disponibilizando suas criações para um novo público possivelmente maior (e lucrativo).

Usuários da Audius que não são artistas também podem usar a plataforma para seguir outros usuários. Isso pode ser usado para ajudar você a descobrir novas músicas ou apenas verificar o que seus amigos estão ouvindo (se você conseguir convencê-los de testar a Audius).

Qualidade de áudio

A qualidade de som no aplicativo da Audius é impressionante, pois oferece o streaming a 320 kbps (a maior qualidade de som atualmente disponível por qualquer plataforma gratuita de músicas).

Serviços pagos, como Tidal HiFi e Amazon Music HD, oferecem streams de 24 bits mas, a menos que você seja um audiófilo que deseja aproveitar ao máximo sua montagem de som estéreo, a qualidade de streaming da Audius não vai te decepcionar.

O que é AUDIO?

AUDIO é um token padrão ERC-20 desenvolvido na Ethereum e que fornece segurança da rede (operadores de nós fazem staking para executar um nó, obtendo recompensas no processo).

Também oferece recursos exclusivos para artistas que escolherem fazer o staking da moeda, permitindo que compartilhem, por exemplo, tokens não fungíveis (ou NFTs) na plataforma.

Tokens AUDIO também são usados como parte do sistema de governança que permite que detentores de tokens em staking votem em propostas ao código ou à rede como um todo.

AUDIO é o token nativo da Audius (Imagem: Audius)

Tokens podem ser obtidos por meio de recompensas específicas, como a curadoria de playlists semanais populares ou a publicação do conteúdo mais recente em uma semana específica.

Artistas também podem receber uma recompensa com base no número de reproduções e no nível de interação social que demonstrarem ter. Em 2020, a plataforma entregou 50 milhões de tokens AUDIO a dez mil artistas e usuários.

Veredito

Audius é um conceito interessante que, sem dúvidas, ainda está no início em comparação a serviços de streaming bem-consolidados, como o Spotify.

Em teoria, seu maior problema pode ser a existência de poucos artistas renomados lá e aqueles que você provavelmente já ouviu falar não têm muito conteúdo publicado.

A partir de outra perspectiva, é uma vantagem positiva: se você define tendências em vez de seguir a moda, pode ser uma boa forma de descobrir artistas novos e que ainda não assinaram contrato.

A Audius também possui muitas vantagens. De início, oferece qualidade, streaming gratuito e com um processo fácil de criação de conta para que você entre rapidamente em ação.

O aplicativo funciona bem e o conceito de obtenção de recompensas ou como artista ou curador é bem atrativa, principalmente porque você não precisa entender nada sobre blockchain para se envolver.

A melhor forma de pensar na Audius é como uma prima hipster do Spotify: aquela que você vê de vez em quando e que recomenda uma variedade de bandas e artistas dos quais você nunca ouviu falar.

É uma forma agradável de explorar o desconhecido ao descobrir, com sorte, alguns tesouros escondidos pelo caminho.

Em um mundo onde a indústria musical se tornou muito homogeneizada e comercializada, existe algo empolgante sobre ter uma oportunidade de seguir fora de um caminho conhecido.

Nota: 4/5

*Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.

VOCÊ PODE GOSTAR
Fusão da imagem de uma moeda de bitcoin com a bandeira do Paraguai

Senado do Paraguai aprova lei que pune com até 10 anos de prisão mineradores de criptomoedas que roubam eletricidade 

Para o relator Ever VIllalba, o PL não criminaliza a mineração de criptomoedas, mas as leis devem ser adaptadas ao setor; PL seguirá para a Câmara dos Deputados
Imagem da matéria: CEO da Ripple será julgado por supostas "declarações enganosas" em entrevista de 2017

CEO da Ripple será julgado por supostas “declarações enganosas” em entrevista de 2017

CEO da Ripple disse em 2017 que estava “muito comprado” em XRP, mas investidores alegam que ele vendeu milhões de dólares em XRP no mesmo ano
Glaidson Acácio dos Santos, o "Faraó do Bitcoin"

Conselho nega recurso do “Faraó do Bitcoin” e mantém condenação de R$ 34 milhões da CVM

CRSFN manteve a condenação, no valor total de R$ 102 milhões, a GAS Consultoria, Glaidson Acácio (o Faraó do Bitcoin) e sua esposa Mirelis Diaz
Imagem da matéria: Binance é multada em R$ 12 milhões na Índia por não seguir regras de combate à lavagem de dinheiro

Binance é multada em R$ 12 milhões na Índia por não seguir regras de combate à lavagem de dinheiro

Em dezembro de 2023, a FIU emitiu um aviso à Binance exigindo uma justificativa para evitar ações legais contra a empresa