Imagem da matéria: Coinbase Pro lista três criptomoedas desconhecidas e uma delas dispara
Foto: Shuttestock

A Coinbase Pro, plataforma para traders da corretora americana Coinbase, listou na terça-feira (08) três novas criptomoedas: Gitcoin (GTC), Enzyme (MLN) e Amp (AMP). Segundo a nota, as altcoins, que são baseadas na rede Ethereum, estarão disponíveis para negociação a partir desta quinta-feira (10).

A exchange informou, porém, que há duas exceções decorrentes da nova listagem. A Gitcoin não estará disponível para o estado de Nova York, assim como em Cingapura, que onde Enzyme e Amp não estarão acessíveis. No entanto, disse a Coinbase, as negociações só ocorrerão se as condições de liquidez dos novos tokens forem atendidas.

Publicidade

Segundo o anúncio, os ativos listados farão pares com o dólar (USD) e os livros de ordens serão lançados em três fases distintas: somente ‘pós’; somente ‘limite’ e por fim a negociação total, acrescentando:

“Se, em qualquer ponto, um dos novos livros de ordens não atender à nossa avaliação de um mercado saudável e ordenado, podemos manter o livro em um estado por um período de tempo mais longo ou suspender a negociação de acordo com nossas Regras de Negociação”.

Após a listagem, a efeito maior se deu sobre a AMP, que disparou e valorizou quase 8% nas últimas 24 horas.

Altcoins na Coinbase

A gitcoin, assim como a enzyme e amp, é um token ERC-20 criado na rede Ethereum.  Segundo análise da Coinbase, o GTC permite a governança da comunidade da plataforma Gitcoin, que foi projetada para coordenar o desenvolvimento de novos projetos de financiamento coletivo.

Publicidade

O protocolo enzyme, que já teve outro nome (Melon), tem como foco facilitar o gerenciamento on-chain de ativos de finanças descentralizadas (DeFi). A MLN permite que os usuários criem, compartilhem e explorem estratégias de investimento DeFi, e paguem por várias funções em todo o processo de criação de cofres.

A amp, segundo a Coinbase, é usada para pagamentos através da empresa Flexa Network. “Se um pagamento em bitcoin (BTC) ou ethereum (ETH) falhar devido a tempos de transação longos ou não confirmados, a amp pode cobrir essa perda enquanto o fornecedor recebe o pagamento, garantindo, assim, a proteção dos fundos para ambas as partes.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Gnosis (GNO) dispara 20% após lançamento de plano para reviver o token

Gnosis (GNO) dispara 20% após lançamento de plano para reviver o token

Um programa de crescimento com aporte milionário de fundo cripto está sendo votado neste momento pelos usuários do GNO
Imagem da matéria: Como um trader cripto ganhou mais de US$ 100 mil com apenas dois tuítes

Como um trader cripto ganhou mais de US$ 100 mil com apenas dois tuítes

“Somente em criptomoeda.” A memecoin Pacmoon recompensou um usuário com um grande airdrop – que foi maior do que o esperado graças ao erro de um amigo
Imagem da matéria: ABCripto lança campanha de arrecadação de criptomoedas em apoio a vítimas de enchentes no RS

ABCripto lança campanha de arrecadação de criptomoedas em apoio a vítimas de enchentes no RS

Ação conjunta da ABcripto e associados visa levantar fundos e doações para desabrigados das inundações
Imagem da matéria: Ethereum tem melhor sequência de alta em 3 anos e pode saltar 60% se ETF for aprovado, dizem analistas

Ethereum tem melhor sequência de alta em 3 anos e pode saltar 60% se ETF for aprovado, dizem analistas

Se a SEC aprovar os pedidos de ETF de Ethereum nesta quinta-feira, enviará um sinal positivo que pode levar o ativo a disparar, assim como ocorreu com o Bitcoin em janeiro