Imagem da matéria: Coinbase lista quatro criptomoedas e preços disparam até 130%
Foto: Shutterstock

A corretora americana Coinbase adicionou mais três altcoins à sua plataforma principal e uma na voltada para traders, a Coinbase Pro. Dentre as criptomoedas listadas na terça-feira (02), os destaques vão para OriginTrail (TRAC), que chegou a valorizar 130% nas últimas 24 horas, e a listagem da CRO, token da exchange Crypto.com.

Veja a performance de cada uma delas no mesmo período, segundo dados do Coinmarketcap.

Publicidade

Crypto.com Protocol (CRO)

Listado apenas na Coinbase Pro, o CRO, token que leva o nome da exchange global de criptomoedas Crypto.com, já vinha ganhando preço desde a madrugada da terça-feira quando a moeda alcançou seu maior pico até agora, de US$ 0,2564. No momento do texto, o CRO é negociado em US$ 0,2477 com um ganho de 8% nas últimas 24 horas.

A criptomoeda Crypto.com Protocol, descreveu a Coinbase, é um token Ethereum que alimenta o Crypto.com Pay, um serviço que visa permitir que os usuários paguem por bens e serviços com criptomoedas enquanto recebem cashback.

Kryll (KRL)

A altcoin Kryl já vinha ganhando preço desde a metade do mês passado quando saiu da faixa dos US$ 0,30 para bater US$ 1,82. Seu preço continuou crescendo até a listagem e nesta quarta a criptomoeda é negociada em US$ 2,37, com um ganho de 35% nas últimas 24 horas.

Assim como o CRO,  a Kryl também é um token emitido na rede Ethereum. Conforme descreve a Coinbase, o KRL alimenta a plataforma Kryll que é focada em estratégias de negociação automatizadas. Os usuários do sistema podem navegar, criar e fazer testes de negociação enquanto usam o KRL para pagar por suas atividades na rede.

LCX (LCX)

A LCX foi a segunda altcoin que mais se valorizou após o anúncio de suporte da Coinbase. Nas últimas 24 horas, seu ganho chegou a mais de 130%, quando bateu o pico de USS$ 0,61. Na manhã desta quarta, o token é negociado a US$ 0,52, com uma alta na casa dos 70% nas últimas 24 horas. Há cerca de 1 ano, o LCX valia apenas US$ 0,01

Publicidade

O token LCX,  também emitido na rede Ethereum, é usado para pagar taxas no LCX Exchange, bem como alimentar outros produtos da empresa, como o Terminal DeFi, que oferece gráficos e limites de pedidos criados com base no Uniswap.

OriginTrail (TRAC)

A OriginTrail (TRAC) é negociada no momento do texto em US$ 2,55, com uma alta de 122% nas últimas 24 horas. No entanto, o ganho foi muito maior na noite de terça, quando a altcoin bateu seu maior preço até o momento, de US$ 3,86. Contudo, mesmo com a correção, os detentores da altcoin ainda têm o que comemorar, pois há um mês o TRAC valia menos de US$ 0,50. 

Segundo a Coinbase, a OriginTrail é um token Ethereum que alimenta a plataforma de mesmo nome, descrita como um “decentralized knowledge graph”, que é uma base de dados que pode ser usada para verificação de arte, diplomas e certificações comerciais. Para tais consultas, o TRAC é usado para pagar o processamento da rede.

VOCÊ PODE GOSTAR
hackers em frente a computadores

Exchange de criptomoedas Rain perde US$ 14,8 milhões em ataque hacker

A exchange disse que já tomou as medidas necessárias e que todas as sua atividades estão funcionando normalmente, inclusive saques
Imagem da matéria: Dogecoin está se aproximando de uma "cruz dourada": o que isso significa?

Dogecoin está se aproximando de uma “cruz dourada”: o que isso significa?

Média móvel simples de 50 semanas (SMA) do preço spot da Dogecoin está atualmente em alta e pode passar barreira das 200 semanas
Imagem da matéria: El Salvador já minerou R$ 154 milhões em Bitcoin usando energia de vulcão

El Salvador já minerou R$ 154 milhões em Bitcoin usando energia de vulcão

A mineração de Bitcoin é feita com energia do vulcão Tecapa, usando 300 processadores voltados para essa atividade
Silhueta de pessoa jogando videogame À frente de TV

Os maiores tokens de jogos lançados em 2024 – até agora

O Notcoin aparece na lista dos maiores tokens de jogos deste ano, ao lado de Pixels, Portal, Saga e muito mais