Mão segurando um celular com o logo dourado da corretora Gemini
Shutterstock

A plataforma de criptomoedas Gemini, com sede em Nova York, anunciou na quarta-feira (29) que os usuários de seu programa Earn receberão US$ 2,18 bilhões em ativos digitais em uma distribuição em espécie.

“Isso representa uma recuperação sem precedentes entre as falências cripto”, disse a empresa em um comunicado à imprensa, afirmando que os usuários do Earn estão recebendo 100% de seus ativos digitais de volta — cujo valor de muitos deles aumentou substancialmente desde o final de 2022.

Publicidade

Quando aproximadamente 232 mil usuários do Earn perderam acesso aos seus fundos em 2022, seus ativos coletivos em criptomoedas foram avaliados em cerca de US$ 940 milhões.

Se um usuário emprestou um Bitcoin por meio do programa Earn, por exemplo, esse usuário receberá 1 BTC de volta. E o Bitcoin vale quase quatro vezes mais hoje do que valia em novembro de 2022, enquanto outras criptomoedas tiveram mudanças de valor variadas.

Fundada em 2014 pelos gêmeos Cameron e Tyler Winklevoss, a Gemini estava envolvida em uma disputa acirrada sobre Earn funds com a Genesis, a extinta empresa de empréstimo de criptomoedas que interrompeu os saques de clientes em 2022 em meio à queda nos preços das criptos e é de propriedade da Digital Currency Group.

Representando um aumento de 232% no valor do dólar americano desde quando o Genesis pausou as retiradas, o pagamento para usuários do Gemini Earn contrasta com as resoluções de algumas falências do setor cripto.

Publicidade

Por exemplo, a falida exchange de criptomoedas FTX prevê o retorno de 100% dos fundos dos clientes quando medidos em dólares americanos — mas esse número reflete os preços deprimidos das criptomoedas quando a empresa entrou com pedido de falência.

Em fevereiro, a Gemini disse que devolveria US$ 1,1 bilhão em ativos digitais aos usuários do Earn. Ao mesmo tempo, a empresa concordou em pagar uma multa de US$ 37 milhões ao Departamento de Serviços Financeiros de Nova York devido a práticas inseguras e prejudiciais.

Como parte do acordo, a Gemini disse que contribuiria também com US$ 40 milhões para a recuperação dos fundos dos usuários. Na quarta-feira, atualizando esse valor para US$ 50 milhões, a empresa disse que sua distribuição em espécie reflete 97% dos ativos digitais que devia aos usuários do Earn.

O saldo restante deverá ser recebido pelos clientes ao longo do próximo ano, disse a exchange. 

Gemini, Genesis e SEC

Em março, a falida credora Genesis pagou US$ 21 milhões para liquidar as acusações apresentadas pela Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC). O órgão acusou a empresa de se envolver na venda de valores mobiliários não registrados por meio da Gemini Earn.

Publicidade

Em outubro passado, a Gemini processou a Genesis pelo controle de mais de US$ 1,6 bilhão em ações do Bitcoin Trust (GBTC) da Grayscale, argumentando que os fundos haviam sido prometidos a eles.

Apesar do fracasso em entregar metade das ações como parte de um acordo de segurança, a Gemini disse que usou parte desse capital para satisfazer as reivindicações dos usuários do Earn.

“Reconhecemos as dificuldades causadas por este longo processo”, disse o cofundador e presidente da Gemini, Cameron Winklevoss, em um comunicado, acrescentando que a empresa está “emocionada por ter sido capaz de alcançar essa recuperação para os clientes”.

*Traduzido com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Como a tokenização vai revolucionar o agronegócio no Brasil | Opinião

Como a tokenização vai revolucionar o agronegócio no Brasil | Opinião

Em 2023 o PIB do agronegócio correspondeu a quase 24% do PIB do Brasil, conforme aponta pesquisa feita pela USP
Imagem da matéria: Time de futebol inglês Watford venderá 10% do clube como capital digital com oferta de tokens

Time de futebol inglês Watford venderá 10% do clube como capital digital com oferta de tokens

Watford quer arrecadar 17,5 milhões de libras com venda de ações e dará opção aos investidores de receberem tokens e acessarem ofertas exclusivas
Moedas douradas de Bitcoin (BTC) e um gráfico de preço ao fundo

Preço do Bitcoin despenca com liquidações de US$ 245 milhões no mercado

As liquidações de criptomoedas dispararam na terça-feira (11), com o Bitcoin despencando 5% e indo a US$ 66 mil
Imagem da matéria: Redes de segunda camada Ethereum estão arrecadando milhões – com a Base na liderança

Redes de segunda camada Ethereum estão arrecadando milhões – com a Base na liderança

A Base, da Coinbase, acumulou mais de US$ 6 milhões em lucros on-chain em maio no ecossistema de segunda camada Ethereum, com a Blast bem atrás em segundo