Imagem da matéria: CIO do Guggenheim ainda acredita no Bitcoin a US$ 400.000
Foto: Shutterstock

Em um vídeo enviado pela Bloomberg Markets and Finance, o diretor de investimentos do Guggenheim, Scott Minerd, manteve sua projeção antes do Natal de que o Bitcoin poderia chegar a US$ 400.000.

“Acho que uma coisa que estamos vendo é o repentino interesse no varejo”, disse ele, ecoando uma interpretação popular da atual situação do mercado de Bitcoin. Ele acrescentou: “estamos entrando em um frenesi especulativo … Talvez seja hora de tirar algum dinheiro da mesa aqui”, replicando um tweet escrito quatro dias antes.

Publicidade

Scott Minerd é sócio fundador e gestor da Guggenheim Partners. Ele orienta as estratégias de investimento da empresa e supervisiona as contas dos clientes que investem em vários ativos diferentes. A Guggenheim Partners atualmente detém mais de US$ 295 bilhões de dólares em ativos sob gestão.

Apesar de aconselhar a prudência com o Bitcoin, Minerd acredita que o mercado pós-pandemia estará florescendo. Ele compara a pandemia à gripe espanhola de 1918, observando “poderíamos estar em uma era de ouro”. No entanto, como muitos estudos concluíram, a gripe espanhola teve um efeito negativo de 6% sobre o PIB e o consumo em países com altas taxas de mortalidade.

O que a gripe espanhola não impactou foram os preços do ouro, nem tampouco uma pandemia, ponto que Minerd considerou em seus raciocínios: “O preço de US$ 400.000 de que falei baseava-se na oferta de ouro no mundo , e a criptomoeda de várias maneiras é mais atraente do que ouro.”

Bitcoin tem caído recentemente, mas grandes players como o CEO da MicroStrategy Michael Saylor e o fundador da SkyBridge Anthony Scaramucci ainda tweetam sua fidelidade às suas projeções iniciais, enquanto canalizam somas de nove e dez dígitos em investimentos através de suas empresas. Com o Morgan Stanley assumindo uma grande participação na MicroStrategy, claramente o interesse do varejo e institucional no Bitcoin está crescendo.

Publicidade

Sobre o fato de o Guggenheim ter investido em Bitcoin, Minerd revelou que “alguns de nossos fundos privados já o compraram … Se você acredita no que eu disse, ele irá para US$ 400.000 eventualmente, 2% de seu portfólio será de 20% antes tudo acabar.”

Portanto, a mente de Minerd está clara: embora possa ser “hora de tirar algum dinheiro da mesa”, ele planeja seguir firme e forte e talvez adicionar ainda mais.

*Traduzido e editado com autorização da Decrypt.co
VOCÊ PODE GOSTAR
bitcoin e ethereum em grafico vermelho de queda

Bitcoin e Ethereum passam a cair e provocam liquidações de US$ 150 milhões

Tanto o Bitcoin quanto o Ethereum despencaram na manhã de sexta-feira (10), provocando uma onda de liquidação de longo prazo
Nathalia Arcuri falando em evento

Mercado Bitcoin e Nathalia Arcuri firmam parceria de conteúdo via blockchain

Mercado Bitcoin e Nathalia Arcuri firmam parceria via blockchain e promovem educação financeira de criptoeconomia gratuita
Imagem da matéria: '101 Perguntas sobre Bitcoin': Editora Portal do Bitcoin lança livro sobre a criptomoeda mais famosa do mundo

‘101 Perguntas sobre Bitcoin’: Editora Portal do Bitcoin lança livro sobre a criptomoeda mais famosa do mundo

A obra discorre os princípios técnicos da moeda até suas implicações socioeconômicas no contexto atual, de modo a proporcionar um entendimento profundo ao público geral
miniaturas de pessoas minerando bitcoin em meio a pedras e folhagens

Renda de mineradores de Bitcoin cai para menor nível após o halving

A receita dos mineradores de Bitcoin caiu mais que a metade na virada de abril para maio