Imagem da matéria: China já sofre com golpes e lavagem de dinheiro com yuan digital
Foto? Shutterstock

O Departamento de Administração de Xiongan, cidade que fica na província de Hebei, na China, publicou na quinta-feira (18) um alerta sobre golpes financeiros que estão sendo aplicados com o yuan digital (e-CNY). Pelo menos 11 pessoas já foram presas por envolvimento em fraudes e  lavagem  de  dinheiro com a moeda digital do banco central (CBDC) do país que ainda está em fase de testes.

De acordo com a nota da entidade, os crimes que vêm ocorrendo com o yuan digital são de nova modalidade, portanto, espera-se que o público em geral aumente sua consciência sobre a prevenção e proteção de seus bens.

Publicidade

“O yuan digital ainda está em fase piloto. Baixe a carteira digital apenas por meio de canais oficiais, como os de instituições bancárias. Não instale o aplicativo por meio de outras fontes”, diz um trecho do documento.

Outros pontos também foram  destacados com o alerta, como tomar cuidados com pessoas que se passam por agentes públicos para roubar as senhas. “Yuan digital é moeda de curso legal equivalente a dinheiro. Qualquer menção sobre obter lucro com o seu uso é uma fraude”, destaca o aviso.

Golpes com yuan digital e lavagem de dinheiro

De acordo com uma publicação do Bloomberg no início da semana, a polícia na China prendeu um suspeito por supostamente ter roubado 300.000 yuans (cerca de US$ 47 mil) usando a moeda digital como isca. Segundo o site, o suspeito agiu por telefone e se identificando com sendo da polícia para conseguir todos os dados da vítima.

Com as informações em mãos, ele então registrou uma carteira eletrônica digital em yuans para a vítima e transferiu o dinheiro de sua conta bancária, antes de transferi-lo novamente para a carteira eletrônica do próprio suspeito, explicou o site.

Publicidade

Em um caso separado, acrescentou o Bloomberg, a polícia da província de Henan, que fica na região central da China, prendeu um grupo de 11 pessoas sob suspeita de usar o yuan digital para lavar dinheiro para golpistas no Camboja.

Segundo a publicação, também vários moradores de Zhuhai, em Guangdong, foram enganados por meio de transações digitais em yuans neste mês, de acordo com um comunicado da polícia local.

Moeda digital ainda é projeto-piloto

Essas ações criminosas recentes na China indicam que sua CBDC ainda não está pronta para uma implantação completa, comentou o Coindesk ao dar a notícia.

Isso porque o uso do yuan digital para cometer fraude enfraquece a narrativa de que moedas digitais emitidas por bancos centrais serão uma alternativa melhor e menos inclinada para fraudes em comparação às criptomoedas, concluiu o site.

Publicidade

O que é o yuan digital?

Proposto pela primeira vez em 2017, o yuan digital está sendo testado desde 2020, em que o Banco do Povo da China (PBoC, na sigla em inglês) distribuiu milhões de moedas digitais a seus cidadãos.

Até julho de 2020, mais de 20 milhões de carteiras para o yuan digital foram criadas conforme o país se prepara para um lançamento completo da CBDC próximo das Olimpíadas de Inverno de Pequim em 2022.

Atualmente, é um dos projetos mais avançados de CBDC no mundo. CBDCs são parecidas com stablecoins, pois são lastreadas a uma moeda fiduciária, mas se distinguem por serem distribuídas pelo Estado.

Também são distintas das criptomoedas, pois não existem em um blockchain descentralizado, onde transações são registradas em vez de serem controladas pelo banco central em questão.

VOCÊ PODE GOSTAR
Donald Trump posa para foto em evento político nos EUA

Trump se apresenta como ‘criptopresidente’ em evento de arrecadação de fundos

O candidato presidencial republicano dobrou sua postura pró-cripto durante evento em São Francisco, EUA
Edificio do BCE

Manhã Cripto: Bitcoin segue alta e busca máxima histórica com corte de juros na Europa

Banco Central Europeu (BCE) reduziu 25 pontos percentuais de cada uma das suas três principais taxas de juros