Imagem da matéria: Chainlink lidera a alta do mercado cripto, subindo 8% durante a noite
Chainlink lançou sistema para simplificar as transações cross-chain (Foto: Shutterstock)

O LINK, o token nativo da plataforma de rede descentralizada Chainlink, está liderando o mercado nsta manhã que marca o início de semana otimista para as criptomoedas.

O token subiu para US$ 10,93 hoje cedo — um nível não visto desde maio de 2022, pouco antes do colapso do ecossistema Terra arrastar os mercados para um inverno cripto prolongado — antes de voltar para US$ 10,01 até o momento.

Publicidade

No momento da redação deste artigo, o LINK aumentou 8% nas últimas 24 horas e quase 38% na última semana, de acordo com dados do CoinGecko.

O desempenho impressionante da Chainlink pode ser atribuído à crescente popularidade do seu Protocolo de Interoperabilidade Cross-Chain (CCIP, na sigla em inglês), a atualização de stack de tecnologia lançada recentemente e destinada a simplificar as transações cross-chain.

Introduzido em julho deste ano com os primeiros adotantes, incluindo Avalanche, Ethereum, Optimism, Polygon, bem como os protocolos de empréstimo DeFi, Aave e Synthetix, o CCIP criou um sistema de comunicação padrão entre diferentes blockchains, muitas vezes incompatíveis.

No mês passado, a Chainlink também integrou o CCIP na base de rede Ethereum de segunda camada incubada pela Coinbase, permitindo que os desenvolvedores construíssem aplicativos e serviços cross-chain seguros.

Publicidade

Além da Chainlink, o mercado mais amplo de criptoativos continuou a desfrutar de um aumento nos preços. De acordo com dados do CoinGecko, o valor geral do mercado de criptomoedas subiu quase 3%, atingindo US$ 1,2 trilhão. Das dez principais criptomoedas, a Dogecoin lidera os ganhos com 4%, seguida pela Solana (3,2%), Ethereum e Binance Coin (2,1%).

O Bitcoin subiu 2% durante a noite e agora está sendo negociado a cerca de US$ 30.500,00.

Chainlink CCIP torna-se empresa

Ao simplificar as transferências de tokens entre blockchains e reduzir a complexidade em comparação com pontes de terceiros, o CCIP oferece aos usuários um nível de proteção aprimorado — um fator que pode desempenhar um papel crucial na adoção de ativos digitais, dada a suscetibilidade das pontes entre cadeias a violações de segurança e atividades maliciosas.

Notavelmente, o CCIP também tem o objetivo de ir além do domínio das criptomoedas, abrindo o acesso financeiro tradicional aos criptoativos.

Para esse fim, a Chainlink tem trabalhado com grandes instituições financeiras, incluindo Swift, BNY Mellon, Citigroup e BNP Paribas, conduzindo vários testes de interoperabilidade de blockchains, destinados a permitir a transferência de ativos tokenizados.

Publicidade

Mais recentemente, a Depository Trust & Clearing Corporation (DTCC) — a principal infraestrutura de mercado pós-negociação para o setor global de serviços financeiros — tornou-se a mais recente adição à lista de parceiros empresariais da Chainlink que integram a CCIP.

A colaboração da DDTC com a Chainlink faz parte do projeto de interoperabilidade da Swift, em que a Swift utilizou o CCIP para facilitar a transferência segura de mensagens e tokens entre cadeias, enquanto a DTCC serviu como emitente simbólico e depositário central de Valores Mobiliários (CSD).

*Traduzido por Gustavo Martins com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Ilustração de baleia nadando com moeda de bitcoin em seu interior

Baleia de Bitcoin movimenta US$ 535 milhões após mais de 5 anos parada

Uma baleia não identificada transferiu 8.000 BTC para a Binance ontem – se vendida, renderia mais de meio bilhão de dólares em lucro
Imagem da matéria: Receita Federal irá exigir informações de corretoras estrangeiras de criptomoedas

Receita Federal irá exigir informações de corretoras estrangeiras de criptomoedas

“Estamos preocupados em obter informações sobre a riqueza brasileira sujeita a tributação aqui”, afirma diretora da Receita Federal
Desenho de uma caixa sustentada por paraquedas

ZkSync fará airdrop de 3,7 bilhões de tokens ZK nas carteiras dos usuários na próxima semana

Não haverá período de bloqueio para o airdrop da comunidade, mas a distribuição foi limitada a 100 mil tokens por carteira
Imagem da matéria: McDonald's lança seu próprio metaverso - e os proprietários de NFTs do Grimace são VIPs

McDonald’s lança seu próprio metaverso – e os proprietários de NFTs do Grimace são VIPs

A rede de fast food McDonald’s acaba de lançar um mundo metaverso para clientes de Singapura, com vantagens especiais para titulares de NFTs do Grimace