Imagem da matéria: CEO do Mercado Livre participa de rodada de investimento na Ripio que captou US$ 50 milhões
Foto: Shutterstock

A Ripio, empresa argentina pioneira do mercado de criptomoedas da América Latina, anunciou nesta segunda-feira (20) a captação de US$ 50 milhões em rodada de investimentos Série B, liderada pelo Digital Currency Group (DCG).

Conforme o comunicado enviado à imprensa, o fundo Amplo VC e participantes individuais, como Marcos Galperin, fundador e CEO da Mercado Livre, e Martin Migoya, fundador e CEO da Globant entram para o rol de investidores do Grupo Ripio, que já conta com DCG, Tim Draper, Boost.vc., entre outros.

Publicidade

O investimento ajudará a fortalecer a posição da companhia na região, que acaba de ultrapassar 2 milhões de usuários distribuídos predominantemente entre seus dois principais mercados, Argentina e Brasil.

A empresa está em franca expansão pela América Latina, tendo consolidado sua posição no mercado brasileiro após concluir, em janeiro, a aquisição da BitcoinTrade, uma das principais exchanges do país. Além disso, a empresa continua a aumentar sua presença no México, Colômbia, Uruguai e Espanha.

“Estamos muito felizes em continuar consolidando nosso relacionamento com os investidores que impulsionaram nosso crescimento desde o início”, disse em nota Sebastián Serrano, Cofundador e CEO da Ripio.

A Ripio nasceu em 2013 como uma das primeiras startups de cripto do continente. Desde então, formou alianças estratégicas com Mercado Pago, Visa e Circle. A empresa realizou auditorias de compliance externas da Ernst & Young e PwC e montou uma equipe de 300 pessoas na Argentina, Brasil, Uruguai, México, Colômbia e Espanha.

Talvez você queira ler
Imagem da matéria: Projeto DeFi fará airdrop de 100 milhões de tokens para carteiras Solana; veja se você está na lista

Projeto DeFi fará airdrop de 100 milhões de tokens para carteiras Solana; veja se você está na lista

A plataforma de staking líquido Jito fornecerá 100 milhões de tokens à sua comunidade para criar uma governança coletiva
Moeda dourada da Dogecoin

Dogecoin faz 10 anos e chega a US$ 0,10 pela 1ª vez em um ano

Apesar da alta recente, o recorde histórico de preço da Dogecoin é de US$ 0,73 por unidade, registrado em maio de 2021
Imagem da matéria: Lei escrita totalmente pelo ChatGPT é sancionada em Porto Alegre

Lei escrita totalmente pelo ChatGPT é sancionada em Porto Alegre

O vereador Ramiro Rosário só revelou sua metodologia após o prefeito de Porto Alegre sancionar a lei
Imagem da matéria: Morre Charlie Munger, sócio de Warren Buffett que chamou Bitcoin de "veneno de rato"

Morre Charlie Munger, sócio de Warren Buffett que chamou Bitcoin de “veneno de rato”

Na última vez que falou sobre criptomoedas, Munger disse não se orgulhar dos EUA por não proibi-las como fez a China