Imagem da matéria: CEO da Visa acredita que moedas digitais estarão operando na rede Visa no futuro
Foto: Shutterstock

Alfred Kelly, CEO da gigante de pagamentos Visa, disse que sua empresa vê um grande potencial em moedas digitais nos próximos anos, especialmente em mercados em desenvolvimento com um número significativo de pessoas sem conta bancária, de acordo com entrevista da CNBC publicada na sexta-feira (20).

“A criptomoeda é uma parte em desenvolvimento dos pagamentos no mundo”, disse Kelly, acrescentando: “No final das contas, poderíamos ver moedas digitais rodando na rede Visa de forma mais regular”, embora “daqui a alguns anos”.

Publicidade

A empresa adquiriu recentemente a Plaid, uma empresa que ajuda 11.000 instituições financeiras nos EUA e 2.700 desenvolvedores de fintech na troca de dados.

“Somos uma rede e cada vez mais tentamos nos tornar uma rede de redes”, observou Kelly, explicando: “Plaid é apenas em seu nível mais simples outra rede que acreditamos se encaixa no desejo de ter várias redes nas quais movemos informações e dinheiro em todo o mundo. ”

“Há 1,7 bilhão de pessoas na face da Terra que acreditamos não estarem bancarizadas em um sistema bancário convencional em qualquer país em que vivam, incluindo alguns aqui nos Estados Unidos”, observou Kelly, acrescentando: “Certamente estamos abertos a qualquer veículo que ajuda a facilitar a movimentação de dinheiro em todo o mundo. Queremos estar no meio disso. ”

Simultaneamente, a Visa planeja cooperar com os bancos centrais se – ou quando – eles começarem a emitir suas próprias moedas digitais de banco central (CBDCs). Embora a maioria desses projetos ainda esteja nos estágios iniciais de desenvolvimento, Kelly observou, a empresa espera que esses esforços dêem frutos no futuro.

Publicidade

“Continuamos esperando trabalhar com bancos centrais em todo o mundo à medida que desenvolvem moedas digitais para o futuro”, disse o CEO da Visa.

*Traduzido e editado com autorização do Decrypt.co
VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Fundos de criptomoedas têm segunda semana seguida de saídas e perdem US$ 1,2 bilhão

Fundos de criptomoedas têm segunda semana seguida de saídas e perdem US$ 1,2 bilhão

Enquanto o saldo global ficou negativo pela segunda semana, o Brasil segue registrando mais de seis meses de fluxo positivo para os fundos de criptomoedas
Martin Shkreli o Pharma Bro, posa para foto em banco de praça

“Pharma Bro” assume estar por trás da DJT, polêmica memecoin inspirada em Trump

Martin Shkreli, o “Pharma Bro”, disse ter mil provas de que criou o token DJT com o filho de Donald Trump
Ilustração mostra mãos robótica segurando moeda de Bitcoin

Criptomoedas e IA podem adicionar US$ 20 trilhões ao PIB global até 2030, diz Bitwise

Analista da Bitwise avalia que existe um grande potencial de sinergia entre protocolos de criptomoedas e soluções envolvendo inteligência artificial
Imagem da matéria: MB lança campanha comemorativa de 11 anos com ‘cakeback’ e oferece chance de ganhar dois ETH

MB lança campanha comemorativa de 11 anos com ‘cakeback’ e oferece chance de ganhar dois ETH

Os incentivos serão válidos para clientes antigos e novos entrantes da plataforma; campanha seguirá ativa por todo o mês de junho de 2024