Logo da Celsius
Foto: Shutterstock

Na terça-feira (12), o Departamento de Regulação Financeira (ou DFR, na sigla em inglês) do estado americano de Vermont alertou investidores a tomarem cuidado com a credora de criptomoedas Celsius.

O departamento afirmou que a credora está “extremamente insolvente” e operava sem ter uma licença adequada.

Publicidade

A empresa cripto com sede no estado de Nova Jersey oferecia produtos que geravam rendimento para depositantes na plataforma.

A Celsius implementava fundos de seus clientes em investimentos ilíquidos e de alto risco, negociação e atividades de empréstimo, de acordo com o alerta.

Grande parte dos ativos atualmente mantidos pela Celsius são ilíquidos e as chances de a empresa pagar suas obrigações de dívida são baixas, de acordo com a reguladora com sede em Vermont.

“Outras declarações feitas pela Empresa, por seu CEO e por outros representantes da Celsius sobre a segurança dos fundos de clientes e a capacidade da empresa em cumprir com suas obrigações de saque são falsas”, de acordo com o alerta emitido pelo DFR de Vermont.

A reguladora também indicou que a empresa não tem licença de operação em Vermont e está envolvida na oferta de valores mobiliários não registrados por meio de suas contas que fornecem juros.

“O Departamento acredita que a Celsius está envolvida em uma oferta não registrada de valores mobiliários ao fornecer contas que geram juros com criptomoedas a investidores do varejo”, segundo o alerta. “A Celsius também não possui uma licença de transmissão monetária. Isso significa que, até recentemente, a Celsius estava operando amplamente sem supervisão regulatória.”

Publicidade

Celsius em maus lençóis

O alerta do DFR é apenas o mais recente em uma série de notícias ruins para a empresa.

No dia 13 de junho, a Celsius anunciou sua decisão em pausar operações, citando “condições extremas de mercado” em uma publicação.

Após o anúncio, o CEO da empresa, Alex Mashinsky, gerou confiança aos investidores, garantindo que a empresa estava “focada em suas preocupações e grata por termos tido notícias de tantas pessoas. Ver vocês se unirem é um claro sinal de que nossa comunidade é a mais forte do mundo. Este é um momento difícil; sua paciência e seu apoio significam tudo para nós.”

A última vez em que Mashinsky apareceu no Twitter foi no dia 30 de junho.

O DFR de Vermont também realizou uma enorme investigação multiestatal sobre a infame credora cripto.

Reguladores de valores mobiliários em diversos estados, incluindo Alabama, Nova Jersey, Texas e Washington, começaram a investigar a Celsius em junho.

CEL, o token nativo da empresa, está sendo negociado a US$ 0,74, registrando uma alta de 0,77% nas últimas 24 horas.

Publicidade

O token está 91% distante de seu recorde de US$ 8,02 registrado em junho de 2021, segundo dados do site CoinMarketCap.

*Traduzido por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.

Quer investir em ativos digitais, mas não sabe por onde começar? O Mercado Bitcoin oferece a melhor e mais segura experiência de negociação para quem está dando os primeiros passos na economia digital. Conheça o MB!

VOCÊ PODE GOSTAR
Desenho de uma caixa sustentada por paraquedas

ZkSync fará airdrop de 3,7 bilhões de tokens ZK nas carteiras dos usuários na próxima semana

Não haverá período de bloqueio para o airdrop da comunidade, mas a distribuição foi limitada a 100 mil tokens por carteira
Jerome Powell, presidente do Fed, mostrado em tela de computador

Bitcoin cai para a casa dos US$ 67 mil após Fed manter taxa de juros

Jerome Powell afirmou que a busca do banco central dos EUA pela meta de 2% de inflação ainda não acabou
Imagem da matéria: Investidores da Ásia podem impulsionar crescimento do Runes Bitcoin

Investidores da Ásia podem impulsionar crescimento do Runes Bitcoin

Algumas empresas de investimento asiáticas, como o Newman Group, sediado em Hong Kong, já entraram de cabeça nas Runes
Imagem da matéria: Bitcoin Lightning e soluções de segunda camada podem ser “abusadas ​​por criminosos”, diz UE

Bitcoin Lightning e soluções de segunda camada podem ser “abusadas ​​por criminosos”, diz UE

Um relatório do Centro de Inovação da UE diz que as soluções de Bitcoin e de segunda camada podem causar “problemas para as investigações policiais”