Imagem da matéria: Carteira de usuário desconhecido com mais de 100 mil bitcoins compra 3700 BTCs na queda
Foto: Shutterstock

A baleia misteriosa mais rica do mercado aproveitou a queda do bitcoin na terça-feira (8) – quando a criptomoeda atingiu o menor preço desde janeiro — para ir às compras.

De acordo com o The Daily Hold, a baleia – termo que se refere a uma pessoa ou instituição que detém grandes quantias de bitcoin – adicionou naquele dia mais 3.719 BTC (cerca de R$ 600 milhões) a sua carteira, que agora acumula 112.593 bitcoin.

Publicidade

A aquisição fez a fortuna do investidor gigante subir para R$ 21 bilhões. Além disso, o consolidou no seleto grupo de apenas quatro wallets do mundo que acumulam mais de 100.000 BTC.

Investidor desconhecido

O endereço do investidor gigante e misterioso – 1P5ZEDWTKTFGxQjZphgWPQUpe554WKDfHQ – está na quarta posição da lista do BitInfoCharts, que identifica os maiores detentores de bitcoin do mercado.

No entanto, os outros três endereços que estão na liderança são de carteiras frias e conhecidas pertencentes às exchanges Binance, Bitfinex e Houbi. Desse modo, é possível afirmar que a baleia detém a carteira “desconhecida” mais rica do mercado. 

Vale lembrar que existe a possibilidade de não ser um único investidor por trás desse endereço. Existem fundos de investimentos, gestores e empresas especializadas que fazem a custódia de criptomoedas para seus clientes.

Publicidade

Baleia acumuladora de bitcoin

A fortuna dessa carteira representa 0,6% de todo o fornecimento do bitcoin. Com base nos padrões de movimentações dessa baleia, é possível notar que ela vem acumulando criptomoedas de forma recorrente desde que foi criada em fevereiro de 2019.

De acordo os dados disponíveis para consulta na blockchain, a carteira já recebeu 386 transferências de BTC, enquanto realizou apenas 60 retiradas. As compras se intensificaram a partir de dezembro do ano passado, quando ativo digital quebrou a barreira dos US$ 20 mil pela primeira vez.

Atualmente, os 15 maiores endereços do mercado que pertencem a exchanges ou baleias desconhecidas representam 7,45% de todo bitcoin disponível no mercado. Por essa razão, suas movimentações são analisadas de perto pela comunidade.

No final de semana, por exemplo, foi descoberto que uma baleia que estava adormecida por nove anos retirou R$ 162 milhões de uma carteira parada desde 2012.

VOCÊ PODE GOSTAR
Pedra Furada em Jericoacoara

Conheça a história dos comerciantes que aceitam Bitcoin em Jericoacoara

Vila no Ceará tem mercado, restaurante e até vendedor de picolé aceitando Bitcoin como forma de pagamento
Moeda do Bitcoin envolta por raios (Lightning Network)

Lightning Labs está trazendo stablecoins para a blockchain do Bitcoin

“Ideia é ter dólares criptografados e stablecoins na blockchain do Bitcoin”, explicou Elizabeth Stark, CEO da Lightning Labs
Ilustração de baleia nadando com moeda de bitcoin em seu interior

Baleia movimenta R$ 321 milhões em Bitcoin pela 1ª vez em uma década

Quando o investidor desconhecido adquiriu os bitcoins em 2013, a cotação do ativo não passava de US$ 120
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin recua para US$ 62 mil em dia de quedas generalizadas; Dogwifhat desaba 12%

Manhã Cripto: Bitcoin recua para US$ 62 mil em dia de quedas generalizadas; Dogwifhat desaba 12%

As quedas resultaram em liquidações de US$ 148 milhões no mercado de criptomoedas nas últimas 24 horas