Imagem da matéria: Brasil: Polícia Federal Prende Quadrilha que ‘Exportava’ Cocaína e Recebia em Bitcoin
(Foto: Shutterstock)

Até a tarde da segunda-feira (09), 12 dos 15 mandados de prisão já tinham sido cumpridos no Rio de Janeiro, Espírito Santo e São Paulo.

A Polícia Federal prendeu uma quadrilha acusada de tráfico internacional de cocaína. Os entorpecentes eram escondidos em contêineres e enviados à Europa. Segundo a polícia, os criminosos negociavam a droga em dinheiro e em bitcoins.

Publicidade

Os crimes aconteciam em vários portos do Brasil. As cargas de cocaína embaladas à vácuo, tinham como destino países como Bélgica, Itália e Espanha, de acordo com a publicação no G1 nesta segunda-feira (09).

Os entorpecentes, oriundos da Colômbia, Peru e Bolívia, chegavam no Rio de Janeiro via terrestre.

Nos portos, a quadrilha localizava os contêineres, já selecionados previamente, que teriam seus lacres rompidos e posteriormente recheados de cocaína. Depois os traficantes os lacrava de forma a não levantar suspeita.

No destino, como os contêineres eram ‘rastreados’, os traficantes faziam o mesmo trabalho e retiravam a carga.

Segundo a polícia, a quadrilha também agia de outra forma, que era transportar a droga por empresas de fachada para servir de ‘transportadora’ de cocaína, mas registrada como sendo do segmento de materiais de construção, por exemplo.

“Identificamos a criação de empresas fraudulentas para a criação de cargas para essa logística. Tem empresas que foram usadas cargas lícitas e outras criadas para isso”, explicou o chefe da delegacia de Repressão às Drogas da PF, Carlos Eduardo Thomé.

Publicidade

Os líderes do grupo criminoso eram empresários que controlavam todo o processo no Brasil e no exterior.

Segundo apurou o G1, as investigações estavam em andamento havia um ano e contou com a colaboração da Receita Federal. Cerca de 4 toneladas de cocaína foram apreendidas com a desarticulação da quadrilha.

“Eles usam essa moeda [Bitcoin] para receber valores lá fora. É uma forma de burlar o controle da movimentação financeira”, disse Thomé.

Ainda de acordo com o G1, até a tarde da segunda-feira, 12 dos 15 mandados de prisão já tinham sido cumpridos no Rio de Janeiro, Espírito Santo e São Paulo.

 

BitcoinTrade

A BitcoinTrade é a melhor solução para compra e venda de criptomoedas.
Negocie Bitcoin, Ethereum e Litecoin com total segurança e liquidez.
Acesse agora ou baixe nosso aplicativo para iOs ou Android:
https://www.bitcointrade.com.br/

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Herdeiro paga R$ 2,2 milhões em Bitcoin para resgatar vítima de sequestro em Petrópolis, mas é enganado

Herdeiro paga R$ 2,2 milhões em Bitcoin para resgatar vítima de sequestro em Petrópolis, mas é enganado

Ao todo, vítima gastou quase R$ 5 milhões nos pagamentos: além do envio de Bitcoin, foram 40 depósitos bancários
Antônio Neto Ais e Fabrícia Campos, casal que lidera a Braiscompany (Foto: Reprodução/Instagram)

MPF faz nova denúncia contra donos da Braiscompany e doleiro por lavagem de dinheiro

Antônio Neto e Fabrícia Farias realizaram operações financeiras de grande porte com características de lavagem de dinheiro em pleno colapso da pirâmide
bitcoin e ethereum em grafico vermelho de queda

Bitcoin e Ethereum passam a cair e provocam liquidações de US$ 150 milhões

Tanto o Bitcoin quanto o Ethereum despencaram na manhã de sexta-feira (10), provocando uma onda de liquidação de longo prazo
Sob um banco de madeira três criptomoedas ao lado de um celular com logo do Nubank

Nubank libera envio e recebimento de criptomoedas de carteiras externas

Já estão disponíveis para essas transações Bitcoin, Ethereum e Solana; outras moedas e redes serão adicionadas em breve