Imagem da matéria: Bradesco pode emitir criptomoeda em parceria com IBM para pagamentos internacionais
Foto: Shutterstock

O Bradesco e mais cinco bancos internacionais pretendem aderir ao IBM Blockchain World Wire, um sistema de pagamento internacional realizado por meio de uma moeda stablecoin.

De acordo com um comunicado enviado pela assessoria de imprensa da IBM, os bancos Bradesco, Bank Busan e Rizal Commercial Banking Corporation (RCBC) assinaram cartas de intenção para participar do projeto piloto na rede global.

Publicidade

O sistema realiza pagamentos em tempo real para instituições financeiras regulamentadas.

Projetado para otimizar e acelerar os serviços de câmbio e remessa de pagamentos internacionais, o IBM Blockchain World Wire foi anunciado na terça-feira (19) durante o Money 20/20, em Singapura.

Segundo o comunicado, o World Wire é a primeira rede de blockchain a integrar serviços de mensagens e confirmações de pagamento, compensação e liquidação de ativos em uma única rede.

O sistema dará suporte a pagamentos e câmbio de moedas em mais de 50 países, diz a nota. Ele permite a movimentação de valores com pagamentos transnacionais de forma mais rápida e barata do que o sistema tradicional.

“Criamos um novo modelo de rede de pagamentos desenvolvido para acelerar a remessa e transformar a forma como realizamos pagamentos internacionais, facilitando a movimentação de dinheiro nas regiões mais necessitadas do mundo”, disse Marie Wieck, Gerente Geral de IBM Blockchain.

Publicidade

Ele acrescentou:

“Ao criar uma rede na qual as instituições financeiras suportam múltiplos ativos digitais, esperamos impulsionar a inovação e melhorar a inclusão financeira em todo o mundo”.

Bradesco quer inovação e eficiência

“O Bradesco adota continuamente a inovação que aprimora a experiência de nossos clientes e melhora nossa eficiência. A Rede World Wire endereça esses dois aspectos e, portanto, representa uma oportunidade para o Bradesco e seus clientes”, disse Luca Cavalcanti, diretor executivo de inovação e dos canais digitais do Bradesco.

Manny T. Narciso, vice-presidente do RCBC disse que a instituição está muito satisfeita em ser um dos primeiros a inovar com planos de emitir o Peso, sua própria moeda estável.

No entanto, a stablecoin ainda está pendente de aprovação final pelos órgãos reguladores.

“Estamos focados na inovação que agrega valor para nossos clientes e a World Wire representa uma grande oportunidade para transformar e aprimorar nossa infraestrutura de pagamento”, acrescentou.

Publicidade

IBM focada em inovações

A IBM disse que a empresa está cocriando o futuro das empresas, governos e da sociedade por meio do forte investimento em pesquisa, pelo uso da inteligência artificial e tecnologias disruptivas.

Ressaltou, ainda, que sua missão é ser protagonista da reinvenção digital das empresas e da sociedade. Para isso, disseram, eles democratizam o acesso às mais importantes tecnologias, com Watson, blockchain, segurança e IoT (Internet das Coisas), disponíveis na nuvem.

Blockchain Stellar  

O IBM Blockchain World Wire usa o blockchain público da Stellar (XLM), uma criptomoeda  top 10 do criptomercado, com valor de mercado de US$ 2,2 bilhões, cujo projeto blockchain tem como foco pagamentos, assim como a Ripple com o XRP.

No entanto, até o momento a plataforma da IBM só opera com um token baseado no dólar americano criado pela startup Stronghold, com sede em São francisco (EUA).

IBM aguarda autorização

Embora o lastro do token seja em dólar, a IBM ainda aguarda autorização dos reguladores dos EUA. Por isso, nenhuma transação ainda foi realizada. Segundo o ex-banqueiro Jesse Lund, chefe de blockchain da IBM, uma resposta verbal favorável eles já têm.

Publicidade

“Então, estamos começando com mercados que estão fora dos EUA, mas não vai demorar muito para adicioná-los. Será em algum momento deste ano lá pelo terceiro ou quarto trimestre, algo assim”, disse Lund à reportagem da Coindesk.

Sobre a aparição e o crescimento das stablecoins, Lund discorreu:

“À medida que mais stablecoins aparecem, toda a noção de FX (Forex) muda ao longo do tempo. Estamos trabalhando muito duro para expandir o mercado de stablecoins. Isto incluirá muito mais bancos e muito mais moedas fiduciárias, como as representadas digitalmente”.

Clique aqui e siga o Portal do Bitcoin no Instagram


3xBit

Inovação e segurança. Troque suas criptomoedas na corretora que mais inova do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://3xbit.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
Tela de celular mostra logo da Comissão de Valores Mobiliários do Brasil CVM

CVM ganhou R$ 832 milhões com multas aplicadas em 2023, um aumento de 1.791%

A autarquia também registrou o maior número de casos julgados desde 2019
Homem aponta controle para TV que emerge imagens em 3D

‘TV 3.0’ que chegará ao Brasil em 2025 vai precisar de internet ou conversor? Entenda

Novo sistema de transmissão para TVs promete enviar som e imagem com qualidades maiores, além de maior interatividade com o espectador
simbolo do dólar emergindo de placa de computador

Mercado Bitcoin lista duas novas stablecoins da startup Aryze

Ambas as moedas, devido à paridade com o dólar americano e à libra esterlina, representam estabilidade e diversificação na carteira dos investidores
Arte digital mostra mãos operando um celular que projeta moedas

O que é restaking? Tendência polêmica do Ethereum agora é mercado de US$ 8 bilhões 

Protocolos de restaking que permitem gerar nova liquidez com tokens já travados na rede são vistos como “risco sistêmico” por Vitalik Buterin, criador do Ethereum