Imagem da matéria: BNDES envia mais uma vez gerente para evento de Blockchain na Europa
Foto: Shutterstock

O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) enviou novamente à Europa uma gestora para participar do evento na França sobre Blockchain, organizado pela OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico).

De acordo com a publicação feita na quinta-feira (19) no Diário Oficial da União, Vanessa Almeida deverá ficar na Europa entre os dias 25 e 29 deste mês.

Publicidade

Ela irá para Paris a fim de participar de uma reunião do “Blockchain Expert Policy Advisory Board” (Conselho Consultivo de Políticas para Especialistas em Blockchain), do qual ela é membro representando o Brasil.

No mês passado, a instituição publicou no diário oficial da União uma autorização semelhante concedida pelo diretor Ricardo Wiering de Barros. De acordo com o despacho, Almeida se ausentaria o país entre os dias 18 e 25 de fevereiro. O fato foi noticiado no Portal do Bitcoin.

No entanto, o BNDES, por meio de sua assessoria de comunicação informou que houve um equívoco na publicação feita no dia 22 de janeiro de 2020 no Diário Oficial da União.

“O primeiro despacho de 16 de janeiro, publicado em 22 de janeiro, se referia a uma reunião ocorrida em janeiro – equivocadamente foi informado que a viagem seria realizada em fevereiro”.

Publicidade

Segundo o BNDES, Almeida já tinha ido em janeiro à Europa para uma reunião junto ao Conselho Consultivo da OCDE e retornará para Paris com o mesmo propósito.

“A funcionária Vanessa Almeida viajou para acompanhar reunião do Blockchain Expert Policy Advisory Board entre 18 e 25 de janeiro. Ela estará em viagem novamente para reunião com o grupo entre 25 e 29 de fevereiro, conforme informado no despacho de 13 de fevereiro, publicado no DOU em 19 de fevereiro”.

Blockchain e política internacional

O Conselho Consultivo do qual a brasileira está participando é liderado pelo Comitê de Mercados Financeiros (CMF) da OCDE em cooperação com o Comitê de Digital Política Econômica (CDEP).

O Conselho é formado por representantes de 45 governos, incluindo países não membros da OCDE. No Conselho, há também representantes da Comissão Europeia, do setor privado, e de órgãos da indústria e grupos da sociedade civil.

Publicidade

Com o objetivo de fornecer um ponto de referência global para os formuladores de políticas, o grupo apoia a coordenação do trabalho da OCDE em Blockchain e outras tecnologias de contabilidade distribuída. 

A formação desse Conselho Consultivo de Blockchain, “reflete o programa de trabalho em expansão da OCDE que explora as implicações políticas dessa tecnologia disruptiva, trabalhando para ajudar governos e outras partes interessadas a colher seus benefícios, enquanto mitiga os riscos”. 

O BNDES mencionou, portanto, a importância da participação da brasileira nesse grupo:

“Vanessa Almeida é representante do BNDES junto ao grupo de Blockchain da OCDE. A presença do BNDES no grupo faz com que o Banco participe das definições dos princípios de políticas para a adoção de blockchain e outras tecnologias de contabilidade distribuída. As políticas definidas pela OCDE servem de referência para todos os países membros e para países não membros que desejem adota-las, como tem sido o caso do Brasil para políticas relacionadas a economia digital”.


BitcoinTrade: Depósitos aprovados em minutos!

Cadastre-se agora! Eleita a melhor corretora do Brasil. Segurança, Liquidez e Agilidade. Não perca mais tempo, complete seu cadastro em menos de 5 minutos! Acesse: bitcointrade.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
Fachada do MPDFT - Facebook

PM que atraía colegas de farda para pirâmide com criptomoedas é alvo do MP do DF

O policial militar e um grupo suspeito de pessoas e empresas teriam aplicado um golpe de R$ 4 milhões; alvos do MPDFT são do DF e GO
Sede da Braiscompany em Campina Grande, Paraíba

TRF anula contrato e Braiscompany é condenada a pagar R$ 50 mil a cliente

O contrato de serviço de cessão temporária de criptoativos foi anulado pela 17ª Vara Cível de Brasília
Policial algemando suspeito durante a noite

Médico perde R$ 500 mil em criptomoedas após encontro por aplicativo e sequestro; suspeitos são presos

Os sequestradores que aplicaram o famoso ‘golpe do amor’ foram presos rapidamente pela PM de SP; Polícia Civil investiga o paradeiro dos ativos
logo do bitcoin em cima de livro

Goiânia recebe lançamento do livro “101 Perguntas Sobre Bitcoin”

A obra da Editora Portal do Bitcoin escrita pelo engenheiro Breno Brito serve como um guia para compreensão da criptomoeda mais popular do mundo; veja como participar