Imagem da matéria: Bitcoin será aceito em 20.000 lojas na Venezuela
Foto: Shutterstock

No final da semana passada, o processador de pagamentos Cryptobuyer anunciou um novo acordo com a empresa de pagamentos Megasoft, que está trazendo recursos de ponto de venda (POS) para mais de 20.000 comerciantes em toda a Venezuela.

Os comerciantes, entre algumas das maiores lojas do país, usarão a plataforma Merchant Server da Megasoft, oferecendo a opção de aceitar Bitcoin, Ethereum, Dash, Litecoin, Binance Coin, Tether, DAI e o token nativo da Cryptobuyer, XPT, como forma de pagamento. O novo sistema de pagamentos deve entrar em operação em junho.

Publicidade

Entre os varejistas que se beneficiarão do negócio estão a rede de supermercados Central Madeirense, a rede de farmácias Farmatodo e uma variedade de outras lojas de hardware, autopeças, lojas de departamento e o cinema Cines Unidos. Essas são algumas das maiores redes da Venezuela, que agora poderão aceitar criptomoedas de seus clientes.

Mas em breve, o leque de opções para os entusiastas de criptomoedas na Venezuela se tornará consideravelmente maior. A Cryptobuyer anteriormente fez parceria com a Traki, a maior rede de varejo do país. Mas com esse movimento, os venezuelanos terão uma nova gama de produtos que podem ser comprados com Bitcoin e outras criptos, incluindo alimentos e outros produtos básicos.

O que isso não significa, no entanto, é que a maioria dos venezuelanos começarão a comprar usando criptomoeda.

A volatilidade nos mercados é um fator que atrapalha os usuários de baixa renda. Além disso, implementações anteriores de sistemas de ponto de venda de criptomoeda na Venezuela ainda não renderam um grande número de transações.

Por exemplo, as mais de 40 lojas da Traki distribuídas em todo o país já aceitam Bitcoin e outras criptomoedas. Mas durante os primeiros dois anos de sua iniciativa, a loja registrou apenas pouco mais de 1.000 pagamentos usando criptomoedas, dos quais quase 90% ocorreram após a associação com o Cryptobuyer, segundo dados de Traki.

Publicidade

Ainda assim, a opção de poder pagar com criptomoedas pode ser vista como um primeiro passo importante nessa direção. Desde então, a Cryptobuyer assinou um acordo com a rede de fast-food Burger King em março passado e outro com a rede de hotéis Tamaco.

*Traduzido e republicado com autorização da Decrypt.co

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Ethereum (ETH) decola 20% com expectativa para aprovação de ETFs nos EUA

Manhã Cripto: Ethereum (ETH) decola 20% com expectativa para aprovação de ETFs nos EUA

A animação dos investidores fez aumentar em 219% o volume de negociação do Ethereum nas últimas 24 horas
Imagem da matéria: Câmara dos EUA aprova projeto de lei para frear criação de CBDC

Câmara dos EUA aprova projeto de lei para frear criação de CBDC

O apoio à legislação ficou bastante dividido entre os partidos, com muito menos apoio dos democratas em comparação com outros projetos de lei envolvendo criptomoedas neste mês
Imagem da matéria: Valor de mercado do Notcoin (NOT) encosta em US$ 1 bilhão após lançar "missões de ganhos"

Valor de mercado do Notcoin (NOT) encosta em US$ 1 bilhão após lançar “missões de ganhos”

O novo recurso “missões de ganhos” do Notcoin permite que usuários ganhem recompensas passivas de tokens NOT
Imagem da matéria: Ex-diretor da FTX deve pegar até 7 anos de prisão, pedem promotores dos EUA

Ex-diretor da FTX deve pegar até 7 anos de prisão, pedem promotores dos EUA

Ryan Salame foi um dos executivos da FTX que coordenaram a doação de milhões para campanhas políticas usando dinheiro dos clientes