Imagem da matéria: Bitcoin mostra força e marketshare chega a 57%, maior nível de 2018

Mesmo em queda o Bitcoin continua mostrando a sua força diante das outras criptomoedas do mercado. O preço caiu 15% na última semana e está sendo negociado a US$ 6.250. No Brasil, de acordo com o IPB, a criptomoeda está cotada a R$ 26.460 nas principais corretoras do país. Até o momento, o mês de agosto opera em queda de 6,13%.

Apesar da queda, o BTC está com um marketshare de 57%, o maior de 2018. Enquanto isso, o ETH está com o menor nível desde fevereiro de 2017.

Publicidade
Fonte: Coinmarketcap

O que significa a alta do marketshare

O marketshare é a porcentagem que cada criptomoeda representa levando em conta o mercado de criptoativos como um todo. A alta do marketshare do Bitcoin é um sinal de que os investidores estão provavelmente tirando seu dinheiro de outras criptomoedas e indo para o criptoativo de maior relevância no mercado, principalmente pelo fato das outras criptomoedas terem operado em queda superior ao BTC nos últimos dias.

Um fluxo em direção ao bitcoin é geralmente visto em momentos que precedem uma alta, já que é uma rota comum para o dinheiro fiduciário entrar no mercado de criptomoedas.

Por exemplo, a taxa de dominância do BTC aumentou de 38% para 66,5% nos seis meses até dezembro de 2017 – uma época em que a criptomoeda subiu de US$ 1.760 para US$ 20.000. No entanto, ele também tende a aumentar durante os períodos de aversão ao risco – quando os investidores saem das altcoins, que possuem um maior risco, e vão para o bitcoin e, possivelmente, para moeda fiduciária.

Um dado interessante é que até o início de 2017, o bitcoin praticamente não havia ficado com menos de 80% do marketshare do mercado de criptoativos.

Publicidade

Criptomoedas em queda

Com exceção da Dogecoin, que chegou a ter uma valorização de 140% nas últimas duas semanas, todo o mercado está operando em forte queda. O ETH, por exemplo, atingiu sua menor cotação desde julho de 2017 e sua mineração está próxima de deixar de ser rentável.

Criptomoedas como Bitcoin Cash, Cardano e VeChain também desvalorizaram mais de 30% nos últimos sete dias.

O valor de mercado das criptomoedas voltou a ficar abaixo de US$ 200 bilhões pela segunda vez em 2018, mesmo patamar de novembro de 2017.

Fonte: Portal do Bitcoin

Procurando o melhor lugar para fazer seus trades?

A Huobi, exchange líder em ativos digitais, chegou ao Brasil! Crie sua conta em menos de 1 minuto. Plataforma em português, mais de 150 altcoins, taxa de apenas 0,20%, liquidez e muita segurança, acesse: https://www.huobi.com/

VOCÊ PODE GOSTAR
Moedas de Bitcoin sobre mesa espelhada

Bernstein reitera previsão de Bitcoin em US$ 200 mil até final de 2025

Previsão já havia sido feito em junho e os analistas apontam que a tendência recente de queda do Bitcoin não mudou esse cenário
Imagem da matéria: Senador que chamou Bitcoin de "escolha ideal para criminosos" é condenado por corrupção

Senador que chamou Bitcoin de “escolha ideal para criminosos” é condenado por corrupção

“Este caso sempre foi sobre níveis chocantes de corrupção”, disse o procurador dos EUA
Imagem da matéria: História indica que 3º trimestre é o pior para o Bitcoin, mas será que 2024 vai surpreender?

História indica que 3º trimestre é o pior para o Bitcoin, mas será que 2024 vai surpreender?

Terceiro trimestre é historicamente o período de menor ganho para o Bitcoin, mas uma possível queda de juros nos EUA pode mudar o cenário em 2024
Donald Trump posa para foto em evento político nos EUA

Trump cobrará R$ 5 milhões de quem quiser dividir mesa com ele em evento de Bitcoin

Uma foto com Trump também custará caro aos participantes, indo de R$ 330 mil a R$ 550 mil