Imagem da matéria: Bitcoin supera R$ 50 mil pela primeira vez depois de 10 meses
(Foto: Shutterstock)

315 dias. Esse foi tempo necessário para o bitcoin voltar a superar o patamar de R$ 50.000 no Brasil. A última vez ocorreu em 26 de junho de 2019 e durou menos de 24 horas.

Nesta manhã de terça-feira (06), o BTC ultrapassou os US$ 9.000, empurrando o preço no Brasil para R$ 51.917 às 10h12.

Publicidade

Apesar da alta em dólar, o principal fator que está impulsionando o preço da criptomoeda no país é a desvalorização do Real.

Em junho do ano passado, quando o bitcoin superou os R$ 50 mil pela segunda vez na história, a cotação da moeda era de US$ 13.764, 47% superior a atual. Na época o dólar estava na casa dos R$ 3,70.

Gráfico do Índice de Preço do Bitcoin (IPB)

Em Real (BRL), o bitcoin acumula alta de 79% no ano. Em dólar, a valorização foi de 28%, consolidando o bitcoin como um dos ativos de melhor performance em 2020, inclusive superando o ouro.

Expectativa do halving

O principal fator responsável pela alta do bitcoin em 2020 é a grande expectativa dos investidores pelo halving.

O próximo halving do Bitcoin acontecerá em 11 de maio e reduzirá pela metade a recompensa de mineração da criptomoeda – de 12,5 BTC para 6,25 BTC. Cada halving ocorre aproximadamente a cada quatro anos – ou uma vez a cada 210.000 blocos minerados.

Publicidade

Com a diminuição da entrada de novos bitcoins no mercado, é esperado pelos investidores um choque na oferta e um aumento no preço no longo prazo, devido ao aumento da escassez da moeda. A inflação anual do bitcoin passará a 1,8% ao ano ante os 3,6% atuais.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Bitcoin pode cair até US$ 50 mil em breve, alerta analista brasileiro

Bitcoin pode cair até US$ 50 mil em breve, alerta analista brasileiro

Analista da Foxbit avalia gráficos do Bitcoin e aponta que preços devem continuar pressionados ao longo da semana
Jamie DImon, CEO do JP Morgan

Crítico do Bitcoin, CEO do JP Morgan é cotado por Trump para assumir Tesouro dos EUA

Dimon poderia ser o Secretário do Tesouro ideal, de acordo com o candidato presidencial republicano Donald Trump
bitcoin

Manhã Cripto: Bitcoin recua 2,2% apesar da queda da inflação nos EUA

Embora os dados macroeconômicos atuais sejam positivos, o Bitcoin ainda busca estabilidade em meio às preocupações pontuais dos investidores
Moedas de bitcoin empilhadas em formato de torre

Alta do Bitcoin vai além de Trump e fundamentos mostram possível forte recuperação, diz analista

Beto Fernandes, analista da Foxbit, afirma que os próprios fundamentos do Bitcoin explicam a valorização e ressalta relação oferta e demanda