Imagem da matéria: Bitcoin ganha 1,2 milhão novos usuários em 30 dias, segundo pesquisa
Foto: Shutterstock

Willy Woo, um dos analistas mais respeitados do mercado de criptomoedas, afirmou que a rede do bitcoin está crescendo no ritmo mais acelerado de todos os tempos.

Em um gráfico publicado no Twitter na quarta (12), Woo mostrou que 1,2 milhão de usuários entraram na rede do bitcoin nos últimos 30 dias, um novo recorde. “Isso equivale a entrada da população de um país do tamanho de El Salvador a cada 2 meses”, comparou.

Publicidade

O gráfico foi criado pelo próprio Woo e não leva em consideração os usuários off-chain (fora da cadeia), como aqueles que permanecem em exchanges. Nessas plataformas, o crescimento de investidores pode ser três vezes maior do que 1,2 milhão por mês, sugere o analista.

usuários bitcoin
Preço do bitcoin vs crescimento de usuários (Fonte: woobull.com)

O  líder de crescimento da Kraken, Dan Held, disse que esse é “quase o mesmo número de novos usuários visto durante todo o ciclo de 2013 e 2014” do bitcoin.

Woo já havia notado no passado que a contagem de usuários de BTC tende a praticamente dobrar a cada ano, uma tendência histórica que vem desde o surgimento da moeda há 12 anos. “Espera-se que o pico de 2021 termine em níveis MUITO superiores ao pico de 2017. Sob essa tendência, estamos apenas nos aquecendo”, escreveu o analista em maio.

Crescimento do mercado cripto

Essa tendência de crescimento não se limita ao bitcoin. De acordo com o panorama geral do mercado feito pelo Crypto.com, o número de investidores de criptomoedas mais do que dobrou em 2021, saltando de 106 milhões de usuários em janeiro para 221 milhões no final de junho. 

Publicidade

O bitcoin foi responsável por atrair o maior número de usuários nos primeiros meses do ano até que, a partir de maio, as altcoins tomaram o papel. No entanto, o gráfico compartilhado nesta semana por Willy Woo indica que o BTC voltou a puxar investidores para o setor à medida que os preços se estabilizaram.

Nos últimos 30 dias, o bitcoin conseguiu valorizar 36% e desde o início de agosto, se segura com certa tranquilidade acima do nível de US$ 40 mil. Na quarta, o ativo alcançou a cotação mais alta dos últimos três meses de US$ 46.700, segundo o CoinMarketCap.

Nas últimas 24 horas, o BTC enfrenta uma queda de 5%, valendo US$ 44.200. Nas corretoras brasileiras, a moeda é negociada a R$ 234 mil, de acordo com o Índice de Preço do Bitcoin (IPB).

VOCÊ PODE GOSTAR
CEO da Galaxy Digital, Mike Novogratz, em entrevista ao BNN Bloomberg no YouTube

O Bitcoin precisa de uma nova narrativa para voltar a subir, segundo CEO da Galaxy Digital

Mike Novogratz também acredita que o preço do BTC flutue entre US$ 55 mil e US$ 75 mil até que novos eventos ocorram
Imagem da matéria: Questões sociais são desafio para debate do Bitcoin, diz autor de livro da Editora Portal do Bitcoin

Questões sociais são desafio para debate do Bitcoin, diz autor de livro da Editora Portal do Bitcoin

“Parte técnica você descreve como funciona e acabou. Nas vacas sagradas leva um bom tanto de desconstrução de conceitos”, diz Breno Brito
Moedas de Bitcoin sobre mesa espelhada

Estudo mostra que 61% dos investidores brasileiros não pretendem vender Bitcoin

Pesquisa realizada pela Bitget releva otimismo pós-halving do Bitcoin
Imagem da matéria: Herdeiro paga R$ 2,2 milhões em Bitcoin para resgatar vítima de sequestro em Petrópolis, mas é enganado

Herdeiro paga R$ 2,2 milhões em Bitcoin para resgatar vítima de sequestro em Petrópolis, mas é enganado

Ao todo, vítima gastou quase R$ 5 milhões nos pagamentos: além do envio de Bitcoin, foram 40 depósitos bancários