Imagem da matéria: Bitcoin e Altcoins Operam em Queda

A semana começou agitada para os investidores de criptomoedas. O Banco Central Chinês anunciou o banimento dos ICOs, causando uma forte especulação negativa sobre o mercado. O resultado é visto claramente no preço das principais criptomoedas do mercado.

O Bitcoin chegou a cair mais de US$ 500 apenas hoje. Cotado a US$ 4600, chegou a bater US$ 4060.

Publicidade

No Brasil o preço chegou a cair R$ 4.000. Batendo R$ 13.500.

Apesar da queda, o Bitcoin continua numa forte alta, tendo valorizado mais de 300% apenas em 2017 e 40% nos últimos 30 dias. Atualmente o Bitcoin representa 48% do valor de mercado de todas as criptomoedas

Leia Também: Análise Técnica Bitcoin 04/09/17

Altcoins

Se o dia está sendo ruim para o Bitcoin, está sendo muito pior para as altcoins, principalmente as que nasceram derivadas de ICOs. Como mostra a imagem abaixo, as quinze principais criptomoedas estão operando em queda.

A capitalização de mercado das criptomoedas despencou US$ 30 bilhões apenas nos últimos dias. Após atingir o topo de US$ 176 Bilhões, está com US$ 144 Bilhões.

VOCÊ PODE GOSTAR
Ilustração de uma lâmpada flamejando B de bitcoin

MB lança Fist, primeiro token de Renda Variável Digital no setor de energia elétrica

O investimento, disponível pela primeira vez para pessoa física, possui validade de 30 anos, com dividendos que variam de 0,9% a 1,2% ao mês
Pessoa inserindo chip no celular

Justiça manda TIM pagar R$ 21 mil a cliente que teve celular clonado e perda de criptomoedas

A partir da clonagem do celular, os invasores tiveram acesso ao email e posteriormente a uma carteira cripto na Binance
Moeda de Ethereum na frente de gráfico

Manhã Cripto: Ethereum sobe 2,6% e flerta com US$ 4 mil; PEPE bate novo recorde

Com ganhos de 10% no dia, PEPE foi capaz de atingir um novo preço recorde de US$ 0.000017
Imagem da matéria: Braiscompany: Justiça já entregou todos os documentos para extraditar donos da pirâmide

Braiscompany: Justiça já entregou todos os documentos para extraditar donos da pirâmide

O casal que fundou a Braiscompany está em prisão domiciliar na Argentina, enquanto os países negociam extradição