Imagem da matéria: EOS fica em 1º, Ethereum em 2º e Bitcoin despenca em Ranking de Blockchain da China
(Foto: Shutterstock)

O Instituto de Pesquisa do Ministério da Indústria e da Informação da China (CCID) divulgou na última quarta-feira (20) a segunda edição do índice de avaliação de Tecnologia Blockchain, o “Global Public Chain Technology Evaluation Index”.

De acordo com o novo relatório, o blockchain da EOS ficou em primeiro lugar, superando o líder da primeira pesquisa, Ethereum. O estudo também rebaixou o sistema do Bitcoin, antes na 13ª colocação, para 17º lugar, segundo o site Access Wire.

Publicidade

O novo relatório, divulgado no Salão de Ciências de Xangai, é parte dos estudos do CCID que vai divulgar o índice mensalmente a pedido do governo chinês.

O índice foi retratado como uma “análise independente” mensal, que avalia os projetos globais de blockchain com base em sua capacidade tecnológica, aplicabilidade da blockchain em projetos do mundo real e inovação.

O Bitcoin, que tem o maior valor no mercado de criptomoedas e um blockchain considerado como o mais seguro e que funciona desde 2009 sem nenhuma ocorrência grave, obteve a 17º classificação, ficando fora do top 15 em relação ao relatório inaugural.

Os destaques ficaram por conta da NEO, da Stellar e da Lisk, como sendo um dos sistemas mais ‘completos’. A outra curiosidade é que a EOS (1º) e a Nebulas (6º) não estavam no primeiro relatório (com 28 criptomoedas) e foram adicionados nesta segunda, perfazendo um total de 30.

Publicidade

O grupo de trabalho também avaliou as novas classes usando parâmetros adicionais e algoritmos renovados. De acordo com o CCID, os responsáveis pela avaliação são especialistas e estudiosos chineses considerados os melhores da área.

Avaliação de blockchain

O centro de estudos revelou que o modelo de avaliação da segunda fase foi otimizado em comparação com o da primeira fase. O algoritmo de avaliação de segurança foi aprimorado e o indicador de avaliação para facilitar a implantação de nodes no blockchain foi adicionado”, indicou o Centro.

Não obstante, o conjunto de regras fundamentais do relatório é o mesmo. Sobretudo, o centro ainda julga cada criptomoeda com base em fundamentos tecnológicos, aplicabilidade, usabilidade no mundo real e nível de inovação.

Desse modo, a EOS atendeu a cada critério o suficiente para avançar até a posição número um e foi vista como a melhor em eficiência de confirmação, taxa de transferência de rede e custo de transação.

Publicidade

“A rede principal da EOS entrou em operação em 10 de junho. Embora tenha acontecido um incidente, a suspensão de curto prazo, foi altamente ativa em inovação tecnológica, e a velocidade de atualização de software ainda era um dos blockchains da nova geração que atualmente estão mais preocupados com a indústria”, afirmou o CCID.

O órgão também admitiu que devido ao curto tempo on-line da EOS, a estabilidade da rede continua a ser observada e que, mesmo assim, a plataforma obteve uma classificação geral de 161,5 – mais de 20 pontos do que a classificação do Ethereum dentro do mês de análise.

Em consequência disso, a EOS passa a ser o centro das atenções, num momento em que ela está sob observação de sua comunidade global devido aos problemas recentes de segurança descobertos, inclusive por um hacker brasileiro.

China só quer a tecnologia por trás do Bitcoin

A China tem tido foco positivo na tecnologia blockchain mesmo mantendo uma linha severa contra as criptomoedas e as ICOs.

O CCID ressaltou que o novo índice mensal demonstra “a confiança do governo chinês” na Tecnologia Blockchain. Eles acreditam que ela servirá como um “guia” para a vanguarda tecnológica do país.

Publicidade

Recentemente o presidente da China Xi Jinping considerou o blockchain como “a nova geração de Tecnologia da Informação”, ou seja, ele elogia a tecnologia fundamentada no Bitcoin, mas o mantém em rédeas curtas.

Confira os 15 principais criptoativos relacionados pelos chineses:

1º EOS (161,5); 2º Ethereum (138,4); 3º NEO (109,0); 4º Stellar (108.3); 5º Lisk (105.3); 6º Nebulas (105,3); 7º Steem (104,5); 8º BitShares (104,1); 9º Ripple (102,9); 10º Qtum (100,3); 11º Waves (100,2); 12º Cardano (96,1); 13º Monero (95,9); 14º Ark(95,0); 15º Ethereum Classic (94,8). O Bitcoin ficou em 17º com avaliação de 91,5.

Leia também: Análise Técnica Bitcoin 26/06/18

BitcoinTrade

A BitcoinTrade é a melhor solução para compra e venda de criptomoedas.
Negocie Bitcoin, Ethereum e Litecoin com total segurança e liquidez.
Acesse agora ou baixe nosso aplicativo para iOs ou Android:
https://www.bitcointrade.com.br/

VOCÊ PODE GOSTAR
Anic de Almeida Peixoto Herdy é casada com herdeiro da Unigranrio

Herdeira é sequestrada em Petrópolis e criminosos exigem resgate em Bitcoin

Técnico de informática amigo do casal conversou com sequestradores por entender de criptomoedas e foi preso por suspeita de envolvimento
Números e letrs douradas sob um placa formam símolo do Real brasileiro

5 vantagens da tokenização de ativos do mundo real (RWA) | Opinião

Para o autor, a custódia de RWA tokenzados é um elemento crucial para a democratização do acesso aos investimentos
Moedas de Bitcoin sobre mesa espelhada

Estudo mostra que 61% dos investidores brasileiros não pretendem vender Bitcoin

Pesquisa realizada pela Bitget releva otimismo pós-halving do Bitcoin
chaveiro com moeda de bitcoin em cima de teclado de laptop

O que são chaves privadas na blockchain e quais seus benefícios? | Opinião

Autor explica os cinco pilares fundamentais para a custódia segura de chaves privadas