Imagem da matéria: Bitcoin despenca após renovar máxima anual; criptomoedas acompanham
(Foto: Shutterstock)

Bitcoin despenca quase 10% e volta ao patamar dos US$ 5.000 poucas horas após renovar a máxima de 2019 e se aproximar de US$ 5.500. No Brasil, a criptomoeda é negociada a R$ 20.050 às 8:00.

Na tarde de quarta (10), o BTC ampliou o movimento de alta e chegou a ser negociado a US$ 5.480, resultando em um acumulado de +42% apenas em 2019.

Publicidade

Menos de duas horas depois, ao não conseguir romper os US$ 5.500, o BTC despencou US$ 300 e voltou aos US$ 5.200. Durante a madrugada, a queda continuou e chegou a US$ 5.000, devolvendo todos os ganhos adquiridos durante a semana.

Gráfico BTC/USD da Bitfinex

Apesar da queda, o Bitcoin continua com acumulado de +20% no mês de abril.

De acordo com dados do Coinmarketcap, mais de US$ 16 bilhões foram negociados em BTC nas exchanges globais nas úlltimas 24 horas. O volume é inferior aos últimos dias, onde a criptomoeda estava em alta.

De acordo com o economista e analista de mercados Alex Krüger, o bitcoin enfrenta uma resistência de US$ 5.300, US$ 5.500, US$ 5.750 e US$ 6.000, os quais precisam ser testados em um sentido técnico para que o ativo se envolva em outra alta.

Da mesma forma, o trader e analista técnico Luke Martin disse que a marca de US$ 5.500 é considerada um nível de resistência relativamente forte para o bitcoin e, no curto prazo, o ativo precisaria sair dele para se recuperar além de US$ 6.000.

Publicidade

Martin disse:

“Pela primeira vez desde o breakout de US$ 1.000 em 1 de abril, o preço [do bitcoin] está chegando a uma área que eu espero que atue como resistência. É o único preço em que houve uma pausa durante a queda dos US$ 6.000”.

Criptomoedas em queda

Acompanhando o movimento do Bitcoin, todos os principais criptoativos estão operando em queda.

Nas últimas 24 horas, Litecoin e Bitcoin Cash são os mais afetados, com quedas de 9,82% e 8,93% respectivamente. Ethereum e Ripple operam com quedas de 7,75% e 6,15%.

No geral, o mercado perdeu US$ 16 bilhões em capitalização com essa recente queda.

O Bitcoin voltou a ganhar pontos percentuais de marketshare e está com 52%, apesar de voltar a se distanciar dos US$ 100 bilhões de valor de mercado.


Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Fundos cripto do Brasil ficam atrás apenas dos EUA ao captar mais R$ 14 milhões na semana

Fundos cripto do Brasil ficam atrás apenas dos EUA ao captar mais R$ 14 milhões na semana

Fundos de investimento com foco em cripto do Brasil captaram US$ 2,9 milhões entre 22 e 29 de março
Moedas de Bitcoin e Tether lado a lado

Tether detém mais de US$ 5 bilhões em Bitcoin para apoiar o USDT

A gigante das stablecoins adicionou ainda mais Bitcoin ao seu balanço no primeiro trimestre
Paolo Ong, da SEC Filipinas

Termina prazo para saída da Binance das Filipinas e reguladores avisam: “Não há como sacar fundos após bloqueio”

“Não podemos endossar nenhum método de como retirar seu dinheiro agora que a ordem de bloqueio foi emitida”, disse o regulador filipino
moedas de Bitcoin sobre notas de ienes

Anúncio de investimento em Bitcoin faz ações de empresa asiática disparar 90%

Seguindo o manual da MicroStrategy, a empresa japonesa Metaplanet está atraindo forte interesse dos investidores