Imagem da matéria: Bitcoin continua em forte queda; criptomoedas caem mais de 30%
(Foto: Shutterstock)

A queda parece não ter fim. Cotado a US$ 6.500 uma semana atrás, o Bitcoin amargura uma desvalorização de 30% e já é negociado a US$ 4.400 nas principais bolsas de criptomoedas internacionais.

No Brasil, a criptomoeda também renova a mínima anual e é negociada a R$ 16.400, com uma queda diária de mais de 10% nesta terça (20).

Publicidade
Gráfico BTC/USD da Bitfinex

O volume negociado nacional e internacional mais do que dobraram nos últimos dias. De acordo com o Coinmarketcap, US$ 8 bilhões foram negociados nas últimas 24 horas no Bitcoin ante uma média de US$ 3.8 bi. Nas corretoras brasileiras, depois de muitos meses, mais de 1.000 BTCs somados foram negociados em 1 dia.

Com a queda, o bitcoin acumula uma desvalorização de 65% no ano e de 78% desde o seu topo histórico. Em 2018, o BTC fechou o mês positivo em apenas três ocasiões: fevereiro, abril e julho.

Nesta segunda-feira (19), um trader e analista de criptomoedas conhecido como The Crypto Dog declarou que US$ 4.800, apesar de estar abaixo de US$ 6.300, não é ainda um fundo para o Bitcoin.

“$ 4800 não era um fundo, de qualquer maneira. A julgar pelo volume, ainda estamos muito longe de um fundo. Até agora, essa venda foi relativamente fraca (em termos de volume). Os longs (posições comprados) do BTC/USD estão subindo, enquanto shorts mal são tocados. Este despejo tem sido simples, e ninguém está interessado em comprar.”

Publicidade

O Crypto Dog reafirmou que um aumento no volume do Bitcoin poderia levar a um declínio para um intervalo perto de US$ 4.000. Desde então, o preço do BTC caiu de US $ 4.800 para US $ 4.250.

“Os ursos (vendedores) não estão nem empurrando, o BTC apenas está em queda livre. Despejo muito fraco, imagine como ficará quando o volume entrar. Uma reversão de curto prazo pode acontecer a qualquer momento – vender com alta alavancagem é uma ideia terrível.

Mercado em queda e Bitcoin Cash em pior situação

O Bitcoin Cash SV, uma das criptomoedas que se originou do hard fork caiu de US$ 170 para US$ 60 em um período de três dias.

Com a guerra pelo hash power entre SV e BCH, o preço do BCH caiu de US$ 450 para US$ 270, com o BCHABC sofrendo significativamente com o conflito.

Publicidade

Seguindo o ritmo, a maioria dos criptoativos operam em forte movimento de baixa e acumulam queda de mais de 30% na semana.

Entre o Top 20 do mercado, apenas o XRP, da Ripple, conseguiu segurar, com uma queda de apenas 14,34%, o que fez com que ele assumisse a segunda posição, deixando o Ethereum para trás.

Criptomoedas como NEO, Ethereum Classic e Tezos operam em quedas superiores a 40%.

O valor de mercado somado das criptos atingiu patamares menores que US$ 150 bi pela primeira vez no ano. A fim de comparação, em janeiro, a capitalização era de US$ 830 bi, uma queda de 80%.

(Fonte: Portal do Bitcoin)

Leia também: Bitcoin, Ethereum e Ripple: Análise técnica 19 de novembro


BitcoinTrade

Baixe agora o aplicativo da melhor plataforma de criptomoedas do Brasil
Cadastre-se e confira todas as novidades da ferramenta, acesse: www.bitcointrade.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: ABCripto lança campanha de arrecadação de criptomoedas em apoio a vítimas de enchentes no RS

ABCripto lança campanha de arrecadação de criptomoedas em apoio a vítimas de enchentes no RS

Ação conjunta da ABcripto e associados visa levantar fundos e doações para desabrigados das inundações
Imagem da matéria: CEO da Grayscale deixa cargo: "Momento certo para transição"

CEO da Grayscale deixa cargo: “Momento certo para transição”

A Grayscale, uma das maiores gestoras de criptomoedas do mundo, anunciou que Michael Sonnenshein está deixando o cargo de CEO
Imagem da matéria: Reguladores afirmam que Coinbase não pode obrigá-los a criar regras “do zero” para setor de criptomoedas

Reguladores afirmam que Coinbase não pode obrigá-los a criar regras “do zero” para setor de criptomoedas

Em um processo judicial, a SEC argumentou que a Coinbase não pode exigir que o regulador escreva novas regras para o setor cripto
máquinas de mineração de criptomoedas apreenidas em

Polícia apreende 396 mineradoras de Bitcoin em casa de ex-deputado paraguaio

Miguel Cuevas, que já foi preso por enriquecimento ilícito, agora pode também ser investigado por furto de energia