Imagem da matéria: Bitcoin cai US$ 500 e Ethereum atinge maior preço dos últimos 8 meses
(Foto: Shutterstock)

Após ser negociado acima dos US$ 8.300, o Bitcoin opera em queda, cai US$ 500 nesta quinta (15) e é cotado a US$ 7.805 às 18:30, horário de brasília.

No Brasil, o BTC caiu apenas R$ 1.000 da sua máxima anual até o momento e é negociado a R$ 32.311.

Publicidade

Nenhuma notícia foi determinante para o recuo no preço, que parece ser apenas um movimento natural do mercado, com investidores realizando lucro.

O preço do bitcoin acumula alta de 50% apenas em maio. Em 2019, a criptomoeda já valorizou 110%.

Ethereum opera em forte alta

Enquanto o Bitcoin recua, o Ethereum (ETH) disparou mais de 60% em seis dias e lidera o mercado em ganhos percentuais nesta semana sendo negociado a US$ 270, maior cotação desde agosto de 2018.

Analistas creditam o movimento de alta à melhoria nos fundamentos da criptomoeda, com Microsoft e JPMorgan começando a interagir com a rede.

O volume das últimas 24 horas mostrou que os mercados ETH/USD representaram apenas 5,5% de todas as negociações do Ethereum. Da mesma forma, os mercados do euro registraram apenas 1,13% do volume total da ETH.

Publicidade

A maior parte do dinheiro entrando em ETH está vindo de outras criptomoedas, e não de dinheiro fiduciário novo.

Mais de 50% de todo o volume de negociação do Ethereum veio dos mercados BTC e Tether (USDT), sugerindo que os traders estavam apenas lucrando com oportunidades de negociação e arbitragem entre bitcoin, ethereum e várias outras criptomoedas.

Capitalização do mercado cresce

Além do Bitcoin e Ethereum, o mercado opera o dia com altas e baixas. Do lado positivo, a criptomoeda NEM opera em alta de 30%, seguida pela Stellar, que valoriza 8% apesar de ter ficado duas horas com o blockchain inoperante. Do lado negativo, Ripple e Litecoin operam em queda de 3,8% e 4,5% respectivamente.

O criptomercado abriu o dia atingindo novo recorde de capitalização. Às 00:05, horário de brasília, de acordo o coinmarketcap, o valor de mercado somado dos criptoativos chegou a US$ 263 bilhões, maior patamar desde agosto de 2018.


Compre Bitcoin na Coinext

Baixe agora o aplicativo (Android e iOS) da corretora de criptomoedas mais avançada do Brasil. A mesma segurança e agilidade, em qualquer lugar, acesse: https://coinext.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Bitcoin entra em onda de alta e atinge o seu maior preço desde o halving

Bitcoin entra em onda de alta e atinge o seu maior preço desde o halving

Dados do CoinGecko mostram que o Bitcoin subiu cerca de 3% no último dia e no período de uma semana valorizou em 9%
Imagem da matéria: Herdeiro paga R$ 2,2 milhões em Bitcoin para resgatar vítima de sequestro em Petrópolis, mas é enganado

Herdeiro paga R$ 2,2 milhões em Bitcoin para resgatar vítima de sequestro em Petrópolis, mas é enganado

Ao todo, vítima gastou quase R$ 5 milhões nos pagamentos: além do envio de Bitcoin, foram 40 depósitos bancários
Sob um banco de madeira três criptomoedas ao lado de um celular com logo do Nubank

Nubank libera envio e recebimento de criptomoedas de carteiras externas

Já estão disponíveis para essas transações Bitcoin, Ethereum e Solana; outras moedas e redes serão adicionadas em breve
Criador do Twitter e da Square, Jack Dorsey em palestra no TED

Preço do Bitcoin atingirá US$ 1 milhão até 2030, diz Jack Dorsey

Em uma entrevista recente, o cofundador do Twitter e da Block argumentou que o Bitcoin poderia atingir US$ 1 milhão e ir “além” no futuro