Imagem da matéria: Bitcoin cai 15% em dois dias enquanto criptomoedas despencam
(Foto: Shutterstock)

O preço de Bitcoin deu sequência em seu movimento de baixa e, durante a madrugada desta quinta-feira (15), caiu abaixo dos US$ 10.000. No Brasil a criptomoeda chegou a R$ 39.567.

O BTC caiu mais de 15% em menos de três dias e acumula uma desvalorização de 20% desde a máxima mensal de US$ 12.325 registrada em 5 de agosto. No mês, a moeda digital opera em queda de 4,5%.

Publicidade

Alguns analistas afirmam que um esquema ponzi na Coreia do Sul e China chamado Plus Token pode estar por trás da queda. Após levantar milhões de dólares em criptomoedas (podendo chegar a mais de 100.000 BTC), os responsáveis começaram a vender os ativos em pequenos lotes enviados a diversas exchanges. Seis pessoas foram presas na China por participarem do esquema.

No início deste mês, um relatório da divisão de valores mobiliários da Goldman Sachs indicou que US$ 11.880 atuaria como um forte nível de suporte ao bitcoin e, dependendo de como o nível de US$ 11.800 reagisse ao movimento do BTC, poderia testar US$ 13.971 como uma meta potencial de curto prazo ou US$ 8.999 como um suporte.

Também durante a madrugada, a Binance passou por uma manutenção programada e voltará a normalidade às 7:00, horário de brasília. A queda do Bitcoin se intensificou após a exchange sair do ar, empurrando o resto das criptomoedas ainda mais para baixo.

Segundo o RadarBTC, alguns dados recentes mostram que o sentimento do mercado não está entre os melhores. A Tether está sem emitir novos tokens há 27 dias, o que indica pouco ou nenhum dinheiro novo entrando no mercado.

Publicidade

Além disso, o ágio na Coreia do Sul está negativo há 17 dias, fato que não ocorria desde março, quando o BTC ficou estagnado na casa dos US$ 4.000.

Mercado despenca

Acompanhando o Bitcoin, as principais criptomoedas do mercado caem, mas em maior intensidade, com perdas superando os 10% nas últimas 24 horas.

Ethereum perde os US$ 200 com queda de 10,4% e é negociada a US$ 183, registrando menor cotação desde maio. O par ETH/BTC está no menor patamar desde meados de 2017.

XRP, Bitcoin Cash e Litecoin também operam em quedas de 9,4%, 10,1% e 9,6% respectivamente.

A capitalização do mercado cripto caiu US$ 20 bilhões nas últimas horas chegando a US$ 160 bi e acumula perda de US$ 120 bilhões desde a máxima anual, registrada em 26 de junho.

Publicidade

O marketshare do Bitcoin voltou a encostar nos 70%, patamar de 2017 antes de grande boom que levou a criptomoeda aos US$ 20.000.


Compre Bitcoin na Coinext 

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
moeda de Bitcoin ao lado de letreiro com ETF

Estado dos EUA investe R$ 510 milhões em ETF de Bitcoin da BlackRock

O investimento foi confirmado hoje pelo Conselho de Investimentos do Estado de Wisconsin (SWIB)
Donald Trump ex-presidente dos EUA

Donald Trump recebe compradores de seus NFTs em jantar de luxo

O ex-presidente resolveu aproveitar o dia de folga do Tribunal de Nova York para receber os apoiadores no resort de luxo Mar-a-Lago
Anic de Almeida Peixoto Herdy é casada com herdeiro da Unigranrio

Herdeira é sequestrada em Petrópolis e criminosos exigem resgate em Bitcoin

Técnico de informática amigo do casal conversou com sequestradores por entender de criptomoedas e foi preso por suspeita de envolvimento
miniaturas de pessoas minerando bitcoin em meio a pedras e folhagens

Renda de mineradores de Bitcoin cai para menor nível após o halving

A receita dos mineradores de Bitcoin caiu mais que a metade na virada de abril para maio