Imagem da matéria: Bitcoin (BTC) ultrapassa US$ 31 mil e atinge maior preço do ano
Foto: Shutterstock

O Bitcoin (BTC) registra uma nova máxima anual de preço nesta sexta-feira (23), ao ser negociado por US$ $31.389,54, máxima do dia até a publicação desta matéria, segundo o índice do CoinMarketCap.

Em 14 de abril, o Bitcoin havia registrado a primeira máxima de preço do ano, em US$ 31.035, segundo o TradingView.

Publicidade

No mercado à vista brasileiro, o Bitcoin é negociado por R$ 149 mil a unidade, segundo o Índice de Preço do Bitcoin (IPB).

A alta de preço dos últimos dias se dá frente a notícias de grandes investidores institucionais demonstrando interesse no Bitcoin e no mercado de criptomoedas como um todo. Exemplos são a gigante BlackRock solicitando a emissão de um fundo ETF de BTC no mercado à vista e a ativação da corretora institucional EDX Markets, listando apenas quatro criptoativos.

A dominância do Bitcoin também aumentou muito no período, retomando a maioria sobre a capitalização total do mercado — atualmente registrando os seguintes valores em cada um dos índices abaixo:

  • TradingView: 51,90% de dominância do BTC;
  • CoinMarketCap: 50,14% de dominância do BTC;
  • Coingecko: 48,47% de dominância do BTC.

A dominância se refere à porcentagem da capitalização de mercado do BTC em relação ao restante dos criptoativos disponíveis no mercado. Cada índice de criptomoedas realiza o cálculo de forma independente.

Publicidade

Na noite de terça-feira (21), o preço de negociação do Bitcoin (BTC) no mercado à vista da BinanceUS subiu para US$ 138.070 em apenas um minuto, com um investidor — ou investidores — negociando um total de 62,22 BTC durante esse minuto de alta. A cotação foi afetada apenas no par com a stablecoin da Tether (USDT), indicando um problema de liquidez na plataforma.

O preço de US$ 138 mil, no entanto, não é considerado pelos índices, por se tratar de uma anomalia localizada, ocasionada por falta de liquidez no par negociado.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Bitcoin entra em onda de alta e atinge o seu maior preço desde o halving

Bitcoin entra em onda de alta e atinge o seu maior preço desde o halving

Dados do CoinGecko mostram que o Bitcoin subiu cerca de 3% no último dia e no período de uma semana valorizou em 9%
Sob um banco de madeira três criptomoedas ao lado de um celular com logo do Nubank

Nubank libera envio e recebimento de criptomoedas de carteiras externas

Já estão disponíveis para essas transações Bitcoin, Ethereum e Solana; outras moedas e redes serão adicionadas em breve
Pizza em uma mão moeda de bitcoin na outra

Bitcoin Pizza Day: Corretoras comemoram data histórica do Bitcoin com promoções; confira

Semana tem pizza grátis, cashback, joguinho e descontos em comemoração à primeira transação comercial com o Bitcoin realizada há 14 anos
Imagem da matéria: Herdeiro paga R$ 2,2 milhões em Bitcoin para resgatar vítima de sequestro em Petrópolis, mas é enganado

Herdeiro paga R$ 2,2 milhões em Bitcoin para resgatar vítima de sequestro em Petrópolis, mas é enganado

Ao todo, vítima gastou quase R$ 5 milhões nos pagamentos: além do envio de Bitcoin, foram 40 depósitos bancários