Imagem da matéria: Bitcoin (BTC) supera R$ 300 mil no Brasil e se aproxima de máxima histórica
(Foto: Shutterstock)

O Bitcoin (BTC) superou nesta quarta-feira (28) a marca de R$ 300 mil, o que não acontecia desde dezembro de 2021, época em que a criptomoeda atingiu sua máxima histórica.

O movimento segue o rali visto pela moeda em dólar, que acaba de ultrapassar a marca de US$ 60 mil, se aproximando cada vez mais do seu recorde de US$ 69 mil.

Publicidade

Nas últimas 24 horas, o BTC acumula ganhos de 6,5% em reais, para R$ 300.635, segundo dados do Mercado Bitcoin, enquanto em dólares a valorização é de 5,9%, a US$ 60.420. Com isso, o valor de mercado da criptomoeda chega a US$ 1,186 trilhão.

A movimentação causou a liquidação de mais de US$ 100 milhões em posições de bitcoin, sendo quase US$ 72 milhões em posições vendidas, ou seja, que apostava na queda da moeda, de acordo com dados do Coinglass.

Essa nova arrancada do Bitcoin parece ter sido puxada por grandes fluxos de entrada nos ETFs à vista nos EUA, com os fundos negociados em bolsa adicionando mais 12 mil bitcoins na terça, após comprarem 10 mil tokens um dia antes.

Com isso, os nove ETFs de BTC recém-aprovados nos EUA agora possuem mais de 300 mil bitcoins – cerca de US$ 17 bilhões em ativos – sob gestão, segundo dados da K33 Research.

Publicidade

Ontem, o Portal do Bitcoin conversou com diversos especialistas, que apontaram o forte impacto dos ETFs de Bitcoin à vista no preço da criptomoeda, que, junto com a expectativa pelo halving em abril e possíveis cortes de juros nos EUA, podem sustentar a quebra da máxima histórica em breve.

Além desses fatores, algo que pode estar ajudando na arrancada do BTC é a movimentação dos investidores de varejo no mercado de criptomoedas, segundo dados do site The Block.

“Os registros da Coinbase em 15 de fevereiro revelaram que seus volumes de negociação atingiram o nível mais baixo no terceiro trimestre de 2023, mas desde então, houve um aumento notável na participação do varejo”, disseram os analistas da Ryze Labs ao site.

“Este aumento está alinhado com o interesse crescente entre as comunidades de varejo, especialmente em áreas como jogos, NFTs e redes sociais, que atraíram cada vez mais atenção no mês passado”, explicaram.

Publicidade

O rali do Bitcoin também favorece as altcoins, com diversos ativos em alta nesta quarta. No fim da manhã, o Ethereum (ETH) apresentava valorização de 2,7%, cotado a US$ 3.342, sendo que apenas duas das 20 maiores criptomoedas em valor de mercado apresentavam queda.

VOCÊ PODE GOSTAR
Tigran Gambaryan, chefe de compliance da Binance, posa para foto

Executivo da Binance que fugiu da Nigéria é localizado e pode ser extraditado

Autoridade queniana disse que não é simplesmente prender, pois Nadeem Anjarwalla é de família influente que “tem o apoio de algumas pessoas poderosas”
moeda de bitcoin com bandeira dos EUA no fundo

Proprietários de criptomoedas são uma força na eleição dos EUA de 2024, diz estudo

Quase um em cada cinco eleitores possui criptomoedas, o que os torna um eleitorado potencialmente poderoso em novembro, segundo a Galaxy Digital
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin reduz perdas após atingir US$ 59 mil; Kraken lança carteira e Binance pode retornar à Índia

Manhã Cripto: Bitcoin reduz perdas após atingir US$ 59 mil; Kraken lança carteira e Binance pode retornar à Índia

Mercado de criptomoedas segue em baixa antes do halving do Bitcoin, com o Ethereum lutando para manter os US$ 3 mil
Imagem da matéria: FBI intima participantes de evento de 2022 após roubo de dev do Bitcoin Core

FBI intima participantes de evento de 2022 após roubo de dev do Bitcoin Core

Dashjr, cofundador do pool de mineração Ocean, teve um montante de Bitcoin roubado que hoje vale mais de US$ 14 milhões