Imagem da matéria: Bitcoin (BTC) reduz perdas, mas segue na região da Cruz da Morte; Dogecoin e Shiba Inu seguem em queda
Foto: Shutterstock

Após cair abaixo da simbólica linha dos US$ 40 mil, o Bitcoin (BTC) opera nesta terça-feira (11) em uma leve queda de 0,16% e está cotado no momento da redação desta reportagem em US$ 41.886,94, segundo dados do Coinmarketcap.

Na segunda-feira (10) o Bitcoin chegou a ser vendido a US$ 39.886,71. Desde abril de 2021 a maior criptomoeda do mundo não era cotada abaixo dos US$ 40 mil.

Publicidade

Na manhã desta terça o BTC chegou a operar em leve alta e ultrapassar a barreira dos US$ 42 mil, mas cedeu e entrou de novo no negativo.

O ativo segue na região da chamada ‘Cruz da Morte’, um indicador dos analistas gráficos que se forma quando a média móvel de 50 dias do preço do bitcoin cai abaixo da média móvel de 200 dias.

O ativo está tão flutuante na linha do zero que pelo Índice de Preços do Bitcoin (IPB) opera em alta de 0,43% e é precificado em R$ 239.482,61. Aqui entram dois fatores: a variação do dólar e real e o fato do IPB ter um tempo maior para ataualização, sendo que o índice da Coinmarketcap é atualizado em tempo real.

Quase todo o mercado acompanha a queda. O Ethereum opera em baixa de 1,54% e é vendido a US$ 3.111,58.

Publicidade

Desvalorizações de 3,64% para Solana (SOL), 2% para Cardano (ADA), 0,98% para XRP, 2,78% para Polkadot (DOT) e 2,06% para Avalanche (AVAX).

Memecoins em perigo

O momento tem sido especialmente duro para as mais famosas memecoins. Dogecoin (DOGE) opera em baixa de 4,24%, sendo vendida a US$ 0,1446 e com uma desvalorização de mais de 15% nos últimos sete dias.

A siutação é ainda pior para Shiba Inu (SHIB), que está em queda de 4,84% e registra uma perda de quase 18% nos últimos dias, Sua unidade é cotada em US$0.00002697.

BNB, Terra e Polygon em alta

O momento é de queda, mas uma alta consistente chama a atenção. A Binance Coin (BNB), terceira maior criptomoeda por valor de mercado, opera em alta de 2,93% e é vendida a US$ 452,19.

Publicidade

Outras criptos que operam em alta são Terra (LUNA) com 2,53% e Polygon (MATIC) com 2,52%.

Chainlink perde fôlego

A Chainlink (LINK), que chegou a valorizar um quarto em relação ao seu valor de mercado em sete dias, em um período que todo o mercado acumulava perdas de dois dígitos, perdeu força nesta terça (11).

No momento, opera em queda de 1,25% e é vendida a US$ 27,09

VOCÊ PODE GOSTAR
Edificio do BCE

Manhã Cripto: Bitcoin segue alta e busca máxima histórica com corte de juros na Europa

Banco Central Europeu (BCE) reduziu 25 pontos percentuais de cada uma das suas três principais taxas de juros
logo do bitcoin em cima de livro

Goiânia recebe lançamento do livro “101 Perguntas Sobre Bitcoin”

A obra da Editora Portal do Bitcoin escrita pelo engenheiro Breno Brito serve como um guia para compreensão da criptomoeda mais popular do mundo; veja como participar
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin cai 3% antes da decisão sobre taxa de juros e relatório de inflação dos EUA

Manhã Cripto: Bitcoin cai 3% antes da decisão sobre taxa de juros e relatório de inflação dos EUA

Federal Reserve não deve cortar taxa de juros, já que os dados da inflação ainda não estão no cenário ideal para as autoridades dos EUA
moeda do bitcoin com o logo da microstrategy ao fundo

MicroStrategy quer arrecadar US$ 500 milhões com notas conversíveis para comprar mais Bitcoin

A empresa de Michael Saylor já é a maior detentora corporativa de Bitcoin, com participações que excedem 1% da oferta circulante de BTC